Gotalândia Ocidental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o condado da Gotalândia Ocidental. Para a província histórica da Gotalândia Ocidental, veja Gotalândia Ocidental (província).
Gotalândia Ocidental

Västra Götalands län

Brasão de armas de Gotalândia Ocidental
Brasão de armas
SverigesLän2007Västra Götaland.svg
País  Suécia
Capital Gotemburgo
Fundação 1998
Administração
 - Governador Lars Bäckström (2008-)
Área
 - Total 25,389 km²
População (31/12/2006)
 - Total 1,538,284
    • Densidade 0,1 hab./km²
Sítio http://www.lansstyrelsen.se/vastragotaland

O Condado de Gotalândia Ocidental[1][2] (SUECO Västra Götalands län; PRONÚNCIA APROXIMADA véstra iêta-lands lén) é um condado da Suécia, situado no noroeste da região histórica da Gotalândia. Abrange essencialmente as províncias históricas da Gotalândia Ocidental (Västergötland), Bohuslän, e da Dalslândia, e ainda parcelas da Varmlândia e Halland.
Ocupa 5,8% da superfície total do país, e tem uma população de cerca de 1 500  000 habitantes. A sua capital (residensstad) é a cidade de Gotemburgo.[3][4]

A Gotalândia Ocidental é um dos 21 condados em que a Suécia está atualmente dividida. Como subdivisão regional, tem funções administrativas e políticas diferenciadas, executadas por entidades distintas: Länsstyrelsen i Västra Götalands län (funções administrativas estatais) e Västra Götalandsregionen (funções políticas regionais).[5][6][7][8][9]

O condado atual[editar | editar código-fonte]

O Condado da Gotalândia Ocidental foi fundado em 1998, abarcando atualmente os antigos condados de Gotemburgo e Bohuslän, Alvsburgo, e a maior parte de Skaraborg.[10]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1998, foi criado um novo condado (län), com o nome de Västra Götalands län (Condado da Gotalândia Ocidental), através da fusão do condado de Gotemburgo e Bohuslän com o condado de Alvsburgo e a maior parte do condado de Skaraborg.[11][12] Em 1999, foi formada provisoriamente uma nova região administrativa (region), com o nome de Västra Götalandsregionen (Região da Gotalândia Ocidental), englobando as funções administrativas de Bohuslandstinget, Landstinget Skaraborg, Landstinget i Älvsborg, assim como a saúde e parte da cultura da Göteborgs Stad (Comuna de Gotemburgo).
Em 2011, a Västra Götalandsregionen (Região da Gotalândia Ocidental) passou a ter caráter permanente. [13]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Os 3 antigos condados antecessores do Condado da Gotalândia Ocidental

Gotalândia Ocidental engloba fundamentalmente as províncias históricas da Bohuslän, Gotalândia Ocidental (Västergötland) e Dalslândia.[14] Fica situada na região histórica da Gotalândia. Tem como limites o Mar do Norte a oeste, a Noruega e o condado da Varmlândia a norte, os condados de Örebro, Gotalândia Oriental e Jönköping a este, e o condado de Halland a sul.

Comunas[editar | editar código-fonte]

O condado da Gotalândia Ocidental compreende 48 comunas, das quais Gotemburgo tem a maior população.[15]

As 48 comunas da Gotalândia Ocidental

Cidades[editar | editar código-fonte]

As 10 maiores cidades da Gotalândia Ocidental eram em 2005:

Cidade População
1 Gotemburgo 510 491
2 Borås 63 441
3 Trollhättan 44 498
4 Skövde 30 513
5 Uddevalla 28 670
6 Lidköping 25 499
7 Alingsås 22 919
8 Venersburgo 21 674
9 Kungälv 21 139
10 Falköping 15 821

Economia[editar | editar código-fonte]

70% dos 700 000 empregados do condado trabalham em empresas de serviços (serviços públicos, comércio, transportes, bancos), 28% na indústria e 2% na agricultura. A Gotalândia Ocidental é a região da Suécia com mais empregados na indústria, e juntamente com a Escânia a região com mais empregados na agricultura.[16]

As 10 empresas com mais pessoal do condado (2012):[17]

A fábrica da Volvo em Torslanda
Empresa Pessoal
1 Volvo Cars 13 725
2 AB Volvo 3 975
3 Volvo Powertrain 3 625
4 Ericsson 3 425
5 Samhall 3 275
6 Posten 3 175
7 Chalmers 2 775
8 SKF 2 725
9 Volvo Information Technology 2 725
10 GKN Aerospace Sweden AB 2 275

Referências

  1. Portugal. Direcção-Geral dos Serviços Florestais e Aquícolas (1937). Publicações, Volumes 4-8. [S.l.]: A Direcção. p. 130 
  2. «Topónimos estrangeiros» 
  3. Instituto Nacional de Estatística da Suécia. «Län och kommuner i kodnummerordning» 
  4. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Västra Götalands län». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 767. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  5. Lennart Lundquist. «Län» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca 
  6. Lennart Lundquist. «Länsstyrelse» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca 
  7. Agne Gustafsson. «Landsting» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca 
  8. «Om länssstyrelsen» (em sueco). Länsstyrelsen i Västra Götalands län 
  9. «Om Västra Götalandsregionen» (em sueco). Västra Götalandsregionen 
  10. Magnusson, Thomas; Peter A. Sjögren (2004). «Västra Götalands län». Vad varje svensk bör veta (O que todos os suecos devem saber) (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 228. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  11. Magnusson, Thomas; Peter A. Sjögren (2004). «Västra Götalands län». Vad varje svensk bör veta (O que todos os suecos devem saber) (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 228. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  12. «Göteborgs och Bohus län». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 467. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
  13. «Vägen till Västra Götalandsregionen» (em sueco). Västra Götalandsregionen (Região da Gotalândia Ocidental). Consultado em 22 de fevereiro de 2017 
  14. «Landskapssymboler» (em sueco). Länsstyrelsen - Västra Götalands län 
  15. Ulf Erlandsson e Jan von Konow. «Västergötland - Kommuner» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca 
  16. Ulf Erlandsson. «Västra Götaland - Näringsliv» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca 
  17. Aase, Karin. «De vill fortsätta växa på hemmaplan». Göteborgs-Posten. ISSN 1103-9345