Gotalândia Ocidental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a província histórica. Para o condado, veja Gotalândia Ocidental (condado).
Gotalândia Ocidental
Västergötland
Västergötland vapen.svg
Região histórica Gotalândia
Condados atuais Västra Götaland vapen.svgGotalândia Ocidental
Jönköping län vapen.svg Jönköping
Halland vapen.svg Halândia
Örebro vapen.svg Örebro
Localização na Suécia
Sverigekarta-Landskap Västergötland.svg
Dados
Área total 20,554 km2
População 1 279 030 habitantes
(2014)
Densidade 59,37 hab./km²
Ponto culminante Galtåsen
Maior lago Vener
Maior cidade Gotemburgo
Símbolos da província
Flor Urze
Animal Grou-comum
Peixe Lota
Mapa da Västergötland (Gotalândia Ocidental).
Bandeira não-oficial da Gotalândia Ocidental
Castelo de Läckö
Rio Gota no município de Trollhättan
A cidade de Gotemburgo
vista da Ponte de Alvsburgo
A catedral de Skara
O Jardim Zoológico de Borås
O Convento de Varnhem

A Gotalândia Ocidental ou Västergötland (em sueco: Västergötland; PRONÚNCIA APROXIMADA véster-iêt-land; Sueco: /²vɛsːtɛrˌjøːtland/ ( ouvir)) é uma província histórica (landskap) da Suécia , localizada na região histórica (landsdel) de Gotalândia (Götaland; PRONÚNCIA APROXIMADA iêta-land). Ocupa 4% da superfície total do país, e tem uma população de 1,2 milhões de habitantes. [1] [2] [3]

Mosseberg from Alleberg.jpg

Como província histórica, não possui atualmente funções administrativas, nem significado político, mas está diariamente presente nos mais variados contextos, como por exemplo no nome do Museu da Gotalândia Ocidental, do jornal Västgöta Bladet e da federação regional de hóquei no gelo Västergötlands ishockeyförbund.[4]

A Princesa Vitória, herdeira do trono da Suécia, tem o título de Duquesa da Gotalândia Ocidental.[5]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O nome da província deriva provavelmente do nome do povo "Gota" (Götar), que habitava a região em redor do rio Gota, cujo nome também provem do nome de esse mesmo povo. Västergötland (Gotalândia Ocidental) seria assim a "Terra dos Gotas do lado Ocidental". A primeira ocorrência conhecida do nome da província é uma forma latinizada por Adão de Bremen no século XI - Westragothia. A segunda ocorrência é Wæstragötland, em sueco antigo no ano de 1317. [6] [7] [8]

Província histórica e Condado atual[editar | editar código-fonte]

A maior parte da província histórica de Gotalândia Ocidental pertence atualmente ao condado de Gotalândia Ocidental. Uma pequena parte está, todavia, integrada nos condados de Jönköping (Habo e Mullsjö), Halândia (Älvsered e Kungsäter) e Örebro (Finnerödja-Tived).[11]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Tem limites a norte com as província históricas da Dalslândia, Varmlândia e Närke, a leste com a Gotalândia Oriental, a sul com a Halândia e a Småland, e a oeste com Bohuslän. É banhada a norte pelo Lago Vener, a leste pelo Lago Veter, e a oeste pelo estreito do Categate. O norte e o oeste da província é constituído por uma vasta planície agrícola - a Planície da Gotalândia Ocidental, o sul e o leste por terras altas cobertas de florestas - o Planalto do Sul da Suécia. [12] [13] [12] [14]

Maiores cidades da Gotalândia Ocidental[editar | editar código-fonte]

Municípios da Gotalândia Ocidental[editar | editar código-fonte]

Dialetos da Gotalândia Ocidental[editar | editar código-fonte]

Os vários dialetos falados na Gotalândia Ocidental fazem parte do dialeto gota, falado na região histórica da Gotalândia.[15]

Património histórico, cultural e turístico[editar | editar código-fonte]

Além dos destinos turísticos de Gotemburgo, existem muitos outros sítios que merecem ser destacados:[16]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Agneta Boquist; et al. «Västergötland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 13 de agosto de 2018 
  2. «Västergötland» (em inglês). Encyclopædia Britannica ( Enciclopédia Britânica). Consultado em 13 de agosto de 2018 
  3. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Västergötland». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 767. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  4. Ulf Sporrong. «Landskap» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  5. Marie Nordström. «Victoria» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  6. Wahlberg, Mats (2003). «Västergötland». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 39. 374 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
  7. Agneta Boquist; et al. «Västergötland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 21 de setembro de 2018 
  8. Pamp, Bengt (1988). «Namn på länder och landskap – Västergötland». Ortnamnen i Sverige (Nomes de localidades da Suécia) (em sueco). Lund: Studentlitteratur. p. 85. 199 páginas. ISBN 91-44-01535-6 
  9. «Adamus Gesta Hammaburgensis ecclesiae pontificum» (em latim). Texto da Gesta Hammaburgensis ecclesiae pontificum (em latim) com prefácio de G. Waitz. Consultado em 23 de setembro de 2018 
  10. «SDHK-nr: 2803» (em sueco). Riksarkivet (Arquivo Nacional da Suécia). Consultado em 22 de setembro de 2018 
  11. Mats Widgren e Jan von Konow. «Västergötland» (em sueco). Nationalencyklopedin - Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  12. a b Magnusson, Thomas; et al. (2004). «Svensk geografi». Vad varje svensk bör veta (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 227. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  13. Sven Behrens. «Naturlandskap och kulturlandskap» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca) 
  14. «Om Västergötland». Västergötlands Fornminnesförening 1863 
  15. Göran Hallberg. «Västergötland - Dialekter» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  16. Ottosson, Mats; Åsa Ottosson (2008). «Västergötland». Upplev Sverige. En guide till upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Wahlström Widstrand. p. 416-441. 527 páginas. ISBN 9789146215998 

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Mats Widgren e Jan von Konow. «Västergötland» (em sueco). Nationalencyklopedin - Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  • «Västergötland». Sveriges landskap (em sueco). Estocolmo: Almqvist & Wiksell. 1995. pp. 46–47. ISBN 91-21-14445-1 
  • «Västergötland». Bonniers Compact Lexikon (em sueco). Estocolmo: Bonnier lexikon. 1995-1996. 1207 páginas. ISBN 91-632-0067-8 
  • Västgötaguiden
  • Västergötland
  • «Västergötland». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 1442. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gotalândia Ocidental
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Suécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.