Gouinage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.

A palavra provém do francês, "lesbianismo", porém não se associa somente às lésbicas em geral, mas remete à prática sexual delas, que consiste no homoerotismo (atividade homo sem cópula) por meio do sexo sem penetração. Na França, a gouinage é discutida como uma nova tendência e ainda é um assunto recente no Brasil.

No momento, a falta de informação sobre o assunto ainda é um inconveniente para o entendimento do que é a gouinage. Alguns vão bem longe ao descrever comparando a gouinage ao "sexo tântrico", mas ao contrário do mesmo, na gouinage não é preciso necessariamente de técnicas para aumentar o prazer, necessitando apenas de criatividade, e quanto mais, maior o prazer. Outros a descrevem erroneamente como "sexo preliminar", que consiste em promover a excitação do parceiro através de carícias, masturbação e sexo oral, o que daria à gouinage uma ideia de sexo incompleto.

A palavra gouinage é uma palavra francesa, que na forma literal significa 'contatos íntimos entre lésbicas'. Só que tem um detalhe, a gouinage seriam interações entre mulheres, desde que essas não incluam acessórios (Tipo dildos, vibradores, etc.), seriam contatos íntimos 'naturais', usando apenas o próprio corpo, sem pênis ou falos artificiais. O sentido é o de marcar os contatos que envolvam apenas o próprio corpo, sem acessórios extras, visando uma penetração. Por causa dessa característica peculiar, o termo passou a ser adotado também por homens franceses gays zeros (ou G0ys, no termo mais usual); mas há vários praticantes masculinos da gouinage que mesmo sendo g0ys rejeitam para si o novo G0y, por não se sentirem masculinos ou por não se sentirem fora da cultura gay.

Como na gouinage não existem ativos nem passivos, ambos possuem a mesma vantagem sexual, ou seja, os dois indivíduos detém a mesma capacidade de proporcionar prazer mútuo. Os dois possuem a mesma responsabilidade, que é exclusivamente o objetivo do prazer. Como não há penetração não há também prazer e estímulo prostático , podendo ser considerado como uma fuga aos estereótipos sexuais. Assim, se utiliza de todo o ato sexual para a exploração dos sentidos, ou seja, o olfato, o paladar e o tato e isso permite levar o prazer a um nível satisfatório (ou seja, pode ser muito maior).

Então, a definição para a palavra gouinage pode se resumir a pratica da fricção de corpos sem penetração, porque na visão dos adeptos à prática, a penetração é algo totalmente dispensável, mas o verdadeiro sentido vai muito além de qualquer definição. Assim como existem ativos, passivos e versáteis, os chamados "gouines" são uma outra alternativa para o sexo, já que a gouinage compreende todos os ingredientes para se alcançar o orgasmo: estudar o corpo do parceiro, excitar, sentir e proporcionar prazer. Pode substituir, em alguns casos, a necessidade da penetração.

Nos poucos lugares do mundo onde o tema já está sendo discutido, há opiniões divergentes. Alguns chegam a considerar que a prática é uma negação do sexo gay, e afirmam que para ser considerado sexo é indispensável que haja penetração. Por causa dessa característica, a gouinage entre mulheres é menos controversa, mas quando praticada no contexto masculino é muitas vezes considerado como uma prática típica da identidade G0y e não do Gay. Do outro lado, estão aqueles que não se preocupam com as categorias e descobriram na gouinage não apenas o erotismo (ou um sexo incompleto), descobriram na prática da gouinage a satisfação plena de seus desejos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]