Governança de TI

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Conceito[editar | editar código-fonte]

Governança de TI ou Governança de Dados, conforme o RNP, está relacionada ao desenvolvimento de um conjunto estruturado de competências e habilidades estratégicas para profissionais de TI responsáveis pelo planejamento, implantação, controle e monitoramento de programas e projetos de governança, requisito fundamental para as organizações, seja sob os aspectos operacionais, seja sob suas implicações legais.

Segundo o ITGI[1] (2002) “Governança de TI é uma parte integral da Governança Corporativa e é formada pela liderança, estruturas organizacionais e processos que garantem que a TI sustenta e melhora a estratégia e objetivos da organização”.

Métricas de governança de TI[editar | editar código-fonte]

A sistemática da governança em TI também faz parte de um complexo sistema de métricas que as empresas estão utilizando, a ponto de obter um diferencial competitivo, pois, diante de um mercado B2B (business to business) empresas com níveis de governança elevados obtém mais reputação na segurança de dados e consequentemente na eficiência e eficácia de suas operações.[2]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 5 de junho de 2005 
  2. Pupo, Fabricio Palermo; Botelho, Delane (26 de abril de 2011). «CONHECIMENTO E USO DE MÉTRICAS DE MARKETING». Revista Pensamento Contemporâneo em Administração. 5 (1): 38–55. ISSN 1982-2596. doi:10.12712/rpca.v5i1.19 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Governança de TI