Government Communications Headquarters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Modelo do edifício sede do GCHQ em Cheltenham.

O Government Communications Headquarters (GCHQ) é um serviço de inteligência britânico encarregado da segurança e da espionagem e contraespionagem nas comunicações, atividades tecnicamente conhecidas como SIGINT (Inteligência de sinais) O órgão também é responsável pela garantia de informação ao Governo Britânico e as Forças Armadas daquele país. Está sediado em Cheltenham.[1]

CESG (Communications-Electronics Security Group) é o braço do GCHQ que trabalha para proteger as comunicações e sistemas de informação do governo e áreas críticas de infra-estrutura nacional do Reino Unido.

O GCHQ, inicialmente chamado Government Code and Cypher School (GCCS ou GC&CS), foi criado após a Primeira Guerra Mundial a partir da Bletchley Park e como resultado da fusão da Room 40 (serviço de criptografia da Marinha Real Britânica) e do MI-8 (serviço de criptografia do Exército Britânico). Em 1946 adotou a sigla GCHQ que mantém até hoje.[2]

Durante a Segunda Guerra Mundial, participou ativamente na luta contra o nazismo, sendo o responsável pela gestão do projeto Enigma que usava a criptografia para proteger e, consequentemente, descriptografar as mensagens inimigas das forças alemãs.[3]

Através do tratado UKUSA o GCHQ se comprometeu a compartilhar informações com a National Security Agency (NSA), agência de segurança americana, e manter atividades no Reino Unido recolhendo e analisando informações para o projeto Echelon.[1]

O GCHQ possui uma estação na Ilha de Ascensão, de onde se acredita que seja feita a interceptação dos sinais de rádio e de satélite advindos de boa parte da América do Sul e da África, por parte do sistema Echelon. Isso pode ser exemplificado pelas estações de interceptação de sinais de satélite existentes na ilha, além do grande do grande número de antenas de rádio e de satélite espalhadas por toda a Ilha de Ascensão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b SPIEGEL ONLINE: GMHQ: Former Employees Discuss the UK Spy Agency - SPIEGEL ONLINE
  2. The GCHQ connection. www.guardian.co.uk. Página visitada em 15 de abril de 2010.
  3. SIS and GCHQ: Putting the 'C' in Codebreaking. www.sis.gov.uk. Página visitada em 15 de abril de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]