Grã-Canária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gran Canaria
Grã-Canária
Gran Canaria está localizado em: Ilhas Canárias
Gran Canaria
Coordenadas: 27° 57' 30" N 15° 35' 30" O
Geografia física
País Flag of Spain.svg Espanha
Arquipélago Ilhas Canárias
Ponto culminante 1 956 m (Pico de las Nieves)
Área 1 560  km²
Geografia humana
População 843 158 (2017)
Densidade 540,5  hab./km²
Principal povoação Las Palmas de Gran Canaria
Collage Gran Canaria.jpg

Gran Canária (também Grã-Canária ou Grande Canária) é uma das principais ilhas do arquipélago das Canárias, com uma superfície de 1 560 km² e uma população de 802 247 habitantes (ISTAC, 2005). A ilha é de origem vulcânica, construída em torno de um estratovulcão complexo, atingindo a sua máxima altitude (1 956 m)[1] no Pico de las Nieves. Gran Canaria é a terceira maior ilha do arquipélago em extensão e altitude. De forma quase circular, a ilha tem cerca de 500 km de costas. Aquando da conquista castelhana (1496), a ilha era habitada por um dos povos guanches, que a denominavam de Tamaran. A capital da ilha (sede do cabildo) é a cidade de Las Palmas de Gran Canaria (378 628 habitantes em 2005), que também é capital de província e co-capital das Canárias (em conjunto com Santa Cruz de Tenerife). É a segunda ilha mais povoada das Ilhas Canárias (após Tenerife) e a terceira maior do arquipélago (depois de Tenerife e Fuerteventura).

A ilha é servida pelo Aeroporto de Gran Canária.

Grã-Canária
Grã-Canária 3D

Natureza[editar | editar código-fonte]

Originalmente, Gran Canaria foi uma das Ilhas Canárias com massa florestal em geral. Mas após a conquista das Ilhas Canárias, a ilha sofreu um sério processo de desmatamento,[2] como resultado de registro contínuo, loteamentos e outros usos intensivos. Isso fez com que a cobertura florestal foi reduzida para apenas 56 000 hectares,[3] tornando a ilha no arquipélago desmatada pela ação humana.[4] No entanto, no século XX cume reflorestamento século da ilha que começou a ser realizado, recuperando um pouco da massa florestal perdida. A maior parte da cúpula da ilha é coberta por florestas.[5]

Divisão Administrativa[editar | editar código-fonte]

A ilha de Grã-Canária está dividida em 21 municipalidades, tendo como centro administrativo principal a cidade de Las Palmas, que, para além de ser sede do cabildo da ilha (órgão de governo intermédio a nível de ilha), é, em conjunto com Santa Cruz de Tenerife, co-capital das Canárias, tendo aí sediados diversos departamentos governamentais. São as seguintes as municipalidades de Grã-Canária:

Celebrações[editar | editar código-fonte]

O Carnaval de Las Palmas de Gran Canaria é um dos mais importantes nas Ilhas Canárias. Outra festa importante é a festa da Virgen del Pino, padroeira de Grã-Canária, em 8 de setembro, em Teror.[6] As romarias são realizadas em outras aldeias da ilha, como a romarias de Nossa Senhora das Neves (Agaete), Las Marías (Santa María de Guía de Gran Canaria) e Santo António de Pádua (Moya), etc.

Referências

  1. Instituto Geográfico Nacional (Espanha). «Datos Geográficos y Toponimia». Consultado em 5 de abril de 2018 
  2. Reforestación de las cumbres de Gran Canaria
  3. Reforestación de las cumbres de Gran Canaria
  4. Justo, Alicia (1 de maio de 2015). «"Con lo que cuesta un Jumbo se puede reforestar toda Gran Canaria"». ElDiario.es (em espanhol). Consultado em 28 de abril de 2021 
  5. Reforestación de las cumbres de Gran Canaria
  6. Fiesta del Pino

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Gran Canária
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.