Grace Passô

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grace Passô
Nascimento 20 de maio de 1980
Belo Horizonte, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Ocupação atriz, diretora e dramaturga

Grace Passô (Belo Horizonte, 20 de maio de 1980) é uma atriz, diretora e dramaturga brasileira, formada pelo Centro de Formação Artística Tecnológica da Fundação Clóvis Salgado, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

No teatro, desenvolve seu trabalho em parceria com diversos artistas e companhias teatrais brasileiras. Dentre seus trabalhos, dirigiu "Contrações" (Grupo 3 de Teatro, SP), "Os Bem Intencionados" (LUME Teatro, SP); atua nas peças "Krum" (Companhia Brasileira de Teatro, PR) e em espetáculos do repertório do grupo Espanca!, grupo mineiro que fundou em 2004 e que permaneceu por dez anos, assinando a dramaturgia de espetáculos como "Marcha para Zenturo" (em parceria com o Grupo XIX de Teatro, SP), "Amores Surdos", "Congresso Internacional do Medo" e "Por Elise", sendo diretora destes dois últimos trabalhos.[1] Em 2016,estreou o espetáculo solo "Vaga Carne", no qual atua e assina o texto.[2]

Foi cronista do Jornal O Tempo e possui publicações de textos teatrais em português, francês, italiano, espanhol, mandarim, inglês e polonês.

No cinema, atuou em filmes como "Elon Não Acredita na Morte" (Ricardo Alves Júnior), "Praça Paris" (Lúcia Murat), "No Coração do Mundo" (Filmes de Plástico - Gabriel Martins e Maurílio Martins) e "Temporada" (Filmes de Plástico - André de Novais Oliveira).

Dentre os prêmios e indicações recebidos, estão o Prêmio Shell, APCA - Grande Prêmio da Crítica, Prêmio Questão de Crítica, APTR, Cesgranrio e Medalha da Inconfidência.[3]

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Ano Obra Título Função
2000 Teatro Andarilhos do Repente (Grupo de Teatro Armatrux) Atriz
2001 Teatro Sertão Sertões Atriz
2002 Teatro Todas as Belezas do Mundo (Cia Clara) Atriz
2003 Teatro Coisa Invisíveis (Cia Clara) Atriz
2005 Teatro Por Elise (Grupo Espanca!) Dramaturga, diretora e atriz
2006 Teatro Amores Surdos (Grupo Espanca!) Dramaturga e atriz
2008 Teatro Congresso Internacional do Medo (Grupo Espanca!) Dramaturga e diretora
2009 Teatro Marcha para Zenturo (Grupo Espanca! e Grupo XIX de Teatro) Dramaturga e atriz
2009 Teatro France du Brésil (Cie La Part du Pauvre) Atriz
2010 Teatro Delírio em Terra Quente (Cefart - Fundação Clóvis Salgado - e Grupo Espanca!) Dramaturga e diretora
2011 Cinema O Céu sobre os Ombros (filme de Sérgio Borges) Atriz
2012 Teatro O Líquido Tátil (Grupo Espanca! e Daniel Veronese) Atriz
2012 Teatro Os Bem-intencionados (LUME Teatro) Dramaturga e diretora
2013 Teatro Contrações (Grupo 3 de Teatro) Diretora
2014 TV (série) O Caçador (série de televisão) Atriz (personagem Vânia)
2014 Teatro Carne Moida (Escola de Artes Dramáticas da Universidade de São Paulo) Dramaturga e diretora
2014 Teatro Os Ancestrais (Grupo de Teatro Invertido) Dramaturga e diretora
2014 Dança Rasante (No Ar Companhia de Dança) Atriz
2014 Teatro Sarabanda Diretora
2015 Teatro Krum (Companhia Brasileira de Teatro) Atriz
2015 Teatro Guerrilheiras ou Para a terra não há desaparecidos Dramaturga
2015 Teatro Mamá (Zula Cia. de Teatro) Diretora
2016 Teatro Vaga Carne Dramaturga, diretora e atriz
2016 Cinema Elon Não Acredita na Morte (filme de Ricardo Alves Júnior) Atriz (personagem Graça)
2017 Teatro Mata Teu Pai (Cia OmondÉ) Dramaturga
2018 Cinema Praça Paris (filme de Lúcia Murat) Atriz (personagem Glória)
2018 Cinema Temporada (filme de André de Novais Oliveira) Atriz (personagem Juliana)
------ Cinema No Coração do Mundo (filme de Gabriel Martins e Maurílio Martins) Atriz (personagem Selma)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2005 - Prêmio da APCA pelo texto "Por Elise", categoria melhor dramaturga[4]
  • 2005 - Sesc Sated MG, pelo texto "Por Elise, categoria melhor dramaturga
  • 2006 - Prêmio Shell de Teatro SP, pelo texto "Por Elise", categoria melhor dramaturga [4]
  • 2006 - Sesc Sated MG, pelo texto "Amores Surdos", categoria melhor dramaturga (indicada)
  • 2007 - Prêmio Shell de Teatro SP, pelo texto "Amores Surdos", categoria melhor dramaturga (indicada)
  • 2011- Medalha da Inconfidência do Estado de Minas Gerais[5]
  • 2014 - Prêmio APTR, categoria melhor direção, pelo espetáculo "Contrações"(indicada) [6]
  • 2015 - Prêmio Cesgranrio, categoria melhor atriz, pela peça "Krum" (indicada)[7]
  • 2016 - Prêmio Cesgranrio, categoria melhor texto nacional inédito, pela peça "Vaga Carne"[8]
  • 2016 - Prêmio Cesgranrio, categoria melhor atriz, pela peça "Vaga Carne" (indicada)
  • 2016 - Prêmio Prêmio Shell RJ, pelo texto "Vaga Carne", categoria melhor dramaturga
  • 2016 - Prêmio APTR, pelo texto "Vaga Carne", categoria melhor autor (indicada)
  • 2017 - Prêmio Bravo!, pelo espetáculo "Vaga Carne", categoria melhor peça (indicada)
  • 2017 - Prêmio Questão de Crítica, pelo espetáculo "Vaga Carne"
  • 2017 - Festival do Rio, categoria melhor atriz, por Praça Paris
  • 2018 - Prêmio Cesgranrio, categoria melhor texto nacional inédito, pela peça "Mata Teu Pai"
  • 2018 - APCA - Grande Prêmio da Crítica, categoria melhor atriz, por "Vaga Carne" (indicada)
  • 2018 - Prêmio Leda Maria Martins, categoria atuação pela peça "Vaga Carne"
  • 2018 - Prêmio Leda Maria Martins, categoria texto pela peça "Vaga Carne"
  • 2018 - Prêmio Faz Diferença (O Globo), categoria Segundo Caderno/Teatro (indicada)

Referências

  1. «Moreno, Newton (1968)». Enciclopédia Itaú Cultural - Teatro. Consultado em 17 de setembro de 2014. 
  2. «Atriz, autora e diretora, Grace Passô estreia seu primeiro solo». O Globo. 26 de julho de 2016 
  3. «Dramaturga mineira Grace Passô descortina racismo e machismo». Folha de S.Paulo 
  4. a b «Depois do APCA, "Por Elise" leva prêmio Shell de Teatro». Folha de S. Paulo. 19 de abril de 2006. Consultado em 17 de setembro de 2014. 
  5. «Grace Passô, a melhor atriz do Brasil». Gazeta do Povo 
  6. «APTR anuncia indicados da nona edição do seu prêmio teatral». O Globo. 10 de fevereiro de 2015 
  7. «Grace Passô, a melhor atriz do Brasil». Gazeta do Povo 
  8. danielschenker (8 de dezembro de 2016). «Prêmio Cesgranrio destaca Gritos e Vaga Carne». Daniel Schenker. Consultado em 29 de janeiro de 2017.