Gralha-cinza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGralha-cinza
Gralha-do-pantanal em Pantanal, Poconé, Estado de Mato Grosso, Brasil
Gralha-do-pantanal em Pantanal, Poconé, Estado de Mato Grosso, Brasil
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Corvidae
Género: Cyanocorax
Espécie: C. cyanomelas
Nome binomial
Cyanocorax cyanomelas
(Vieillot, 1818)
Sinónimos
Pica cyanomelas[2]

A gralha-cinza (Cyanocorax cyanomelas), também conhecida como gralha-do-pantanal, é uma espécie de ave passeriforme da família Corvidae nativa da América do Sul.

Descrição[editar | editar código-fonte]

É um pássaro grande, medindo 37 cm. Seu colorido é um tanto apagado, sendo sobretudo violáceo escuro, com a cabeça e a garganta pretas e cauda de cor violeta mais viva por cima.[3]

Distribuição e hábitat[editar | editar código-fonte]

A espécie se distribui desde o extremo sudeste do Peru, no norte e no leste da Bolívia, Paraguai, sudoeste de Brasil, norte da Argentina e extremo noroeste do Uruguai (vagante).[1][4] Seus habitats naturais são as florestas secas subtropicais ou tropicais, as florestas úmidas das terras baixas e as florestas antigas degradadas.

Comportamento[editar | editar código-fonte]

A gralha-cinza vive em bandos pouco coesos com até 10 indivíduos, que percorrem áreas florestadas e bordas de mata, frequentando também áreas abertas com árvores dispersas; às vezes descem ao solo.[3]
É uma ave inquisidora, que investiga qualquer perturbação em seus domínios, formando grupos que às vezes estão associados a bandos de gralha-picaça. Dão fortes alarmes diante da presença de intrusos, alertando a fauna sobre a presença de humanos ou de outros predadores.[5]

Vocalização[editar | editar código-fonte]

A gralha-cinza é barulhenta, e emite um “cra, cra, cra” rouco e forte quando está pousada ou durante o voo, que é um tanto pesado.[3]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Gralha-cinza

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita pela primeira vez pelo ornitólogo francês Louis Jean Pierre Vieillot em 1818 sob o nome científico Pica cyanomelas.[4] Posteriormente foi posta no gênero Cyanocorax.

Não são reconhecidas subespécies. Possivelmente forma uma superespécie com a gralha-azul; embora tenha sido sugerido que a gralha-violácea e a gralha-do-campo poderiam ser membros da mesma superespécie.[4]

Referências

  1. a b «Gralha-cinza». Lista Vermelha da IUCN de espécies ameaçadas da UICN 2022 (em inglês). ISSN 2307-8235 
  2. Chara morada (Cyanocorax cyanomelas) em Avibase. Consultado em 17 de setembro de 2014.
  3. a b c Ridgely, Robert, Cyanocorax cyanomelas, p. 254, em Gwyne, John, Ridgely, Robert, Tudor, Guy & Argel, Martha, 2010. Aves do Brasil Vol.1 Pantanal e Cerrado. Editora Horizonte. ISBN 978-85-88031-29-6
  4. a b c (Cyanocorax cyanomelas) em IBC - The Internet Bird Collection (em inglês). Consultado em 11 de abril de 2014.
  5. Guia de Campo Avis Brasilis – Avifauna brasileira / Tomas Sigrist; ilustrado por Tomas Sigrist – São Paulo: Avis Brasilis, 2013; p. 442. ISBN 978-85-60120-25-3