Grammy Award para Best Contemporary Instrumental Album

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grammy Award para Best Contemporary Instrumental Album
Descrição Prémio atribuído pela qualidade vocal e instrumental aos álbuns de música pop instrumental.
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 2001
Última cerimónia 2016
Detentor National Academy of Recording Arts and Sciences
Sítio oficial

O Grammy Award para Best Contemporary Instrumental Album é uma das categorias da Grammy Awards, uma cerimónia estabelecida em 1958, e originalmente denominada como Gramophone Awards,[1] que presenteia músicos por trabalhos com qualidade vocal e instrumental em álbuns de música pop instrumental. As várias categorias são apresentadas anualmente pela National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos em "honra da realização artística, proficiência técnica e excelência global na indústria da gravação, sem ter em conta as vendas de álbuns ou posições nas tabelas musicais".[2]

O primeiro artista a vencer a categoria foi Joe Jackson em 2001. De acordo com o guia descritivo da categoria, o prêmio é concedido a álbuns contendo "pelo menos 51% de música pop instrumental inédita". Entre os vencedores, estão produtores, engenheiros de som e técnicos associados ao trabalho em questão, além dos artistas principais. Em 2005, o produtor de uma compilação recebeu o prêmio em nome de todos os artistas que a compuseram. Larry Carlton e Booker T. Jones são os maiores vencedores da categoria, com dois prêmios cada um, enquanto Gerald Albright recebeu seis indicações - mais do que qualquer outro artista.

Vencedores e indicados[editar | editar código-fonte]

Joe Jackson, o primeiro vencedor da categoria em 2001.
Steve Lukather, vencedor em 2002.
Peter Frampton, vencedor em 2007.
Chris Botti, vencedor em 2013 e indicado em 2008 e 2010.
Dave Koz possui seis indicações ao prêmio.
Ano Artista Álbum Indicados Ref.
2001 Joe Jackson Symphony No. 1 [3]
2002 Larry Carlton e Steve Lukather No Substitutions: Live in Osaka [4]
2003 Norman Brown Just Chillin' [5]
2004 Ry Cooder e Manuel Galban Mambo Sinuendo [6]
2005 Vários Artistas Henry Mancini: Pink Guitar [7]
2006 Burt Bacharach At This Time [8]
2007 Peter Frampton Fingerprints [9]
2008 Beastie Boys The Mix-Up [10]
2009 Béla Fleck and the Flecktones Jingle All the Way [11]
2010 Booker T. Jones Potato Hole [12]
2011 Larry Carlton e Tak Matsumoto Take Your Pick [13]
2012 Booker T. Jones The Road from Memphis [14]
2013 Chris Botti Impressions [15]
2014 Herb Alpert Steppin' Out [16]
2015 Chris Thile e Edgar Meyer Bass & Mandolin [17]
2016 Snarky Puppy e Metropole Orkest Sylva [18]

Referências