Grand Theft Auto: San Andreas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Grand Theft Auto San Andreas)
Ir para: navegação, pesquisa
Grand Theft Auto: San Andreas
Desenvolvedora(s) Rockstar North
Publicadora(s) Rockstar Games
Distribuidora(s) Take-Two Interactive
Produtor(es) Leslie Benzies
Projetista(s) Craig Filshie
Escritor(es) Dan Houser
James Worrall
DJ Pooh
Programador(es) Adam Fowler
Obbe Vermeij
Alexander Roger
Artista(s) Aaron Garbut
Motor RenderWare
Plataforma(s) PlayStation 2
Xbox
Microsoft Windows
Série Grand Theft Auto
Data(s) de lançamento PlayStation 2
  • AN 26 de outubro de 2004
  • EU 29 de outubro de 2004
Microsoft Windows
& Xbox
  • AN 7 de junho de 2005
  • EU 10 de junho de 2005
Gênero(s) Ação-aventura
Modos de jogo Um jogador
Multijogador
Grand Theft Auto:
Vice City
Grand Theft Auto:
Liberty City Stories
Página oficial

Grand Theft Auto: San Andreas é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido pela Rockstar North e publicado pela Rockstar Games. É o quinto título principal da série Grand Theft Auto e foi lançado em outubro de 2004 para PlayStation 2 e em junho de 2005 para Xbox e Microsoft Windows. O jogo se passa no estado ficcional de San Andreas, com a história seguindo Carl Johnson em sua luta para lidar com guerras de gangues, confrontos com policiais e as relações com sua família e amigos. O mundo aberto permite que os jogadores naveguem livremente pelas áreas rurais e urbanas de San Andreas.

A jogabilidade é mostrada em uma perspectiva de terceira pessoa e o mundo pode ser atravessado a pé ou com veículos. Os jogadores controlam Carl Johnson, com muitas missões envolvendo tiro e direção. O enredo foi baseado em vários eventos reais que ocorreram em Los Angeles, incluindo a rivalidade entre as gangues de rua Bloods, Crips e hispânicas, a epidemia do tráfego de crack, o Escândalo Rampart do Departamento de Polícia de Los Angeles e também os distúrbios de Los Angeles em 1992. A equipe de desenvolvimento realizou grandes pesquisas com o objetivo de reproduzir as diferentes cidades dentro do jogo.

San Andreas foi aclamado pela crítica ao ser lançado, com elogios sendo direcionados particularmente para sua música, jogabilidade, história e projeto de mundo aberto. Entretanto, ele gerou grandes controvérsias devido sua violência e conteúdo sexual, especialmente após o desbloqueio por parte de alguns jogadores do minijogo de sexo "Hot Coffee". O título mesmo assim tornou-se o jogo mais vendido de 2004, com mais de 27,5 milhões de cópias já tendo sido vendidas e permanecendo até hoje como o jogo mais vendido do PlayStation 2. San Andreas foi considerado um dos títulos mais importantes da sexta geração de consoles, entrando em várias listas de melhores jogos da história e vencendo vários prêmios de Jogo do Ano.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O protagonista Carl Johnson

San Andreas (GTA San Andreas) está estruturado de maneira similar aos dois jogos anteriores da série Grand Theft Auto. A parte central do jogo consiste de elementos de um jogo de corrida combinado com um third-person shooter, e um ambiente aberto e livre que permite ao jogador interagir e se locomover. A pé, o personagem controlado pelo jogador é capaz de andar, nadar e mergulhar(o primeiro jogo da série na qual isto é possível), escalar e pular, além de usar armas e se envolver em diversos tipos de combates manuais. Os jogadores também podem controlar diversos tipos de veículos, incluindo automóveis, caminhões, barcos, aviões, helicópteros, trens, tanque de guerra, motocicletas, bicicletas e karts entre outros. O sistema de jogo aberto e não-linear permite aos jogadores explorar e escolher como desejam jogar o jogo exatamente. Embora as missões da trama sejam necessárias para o progresso através do jogo, e para destravar outras cidades (todas àreas rurais; San Fierro; deserto e por último Las Venturas) e algum conteúdo do jogo, elas não são obrigatórias, e os jogadores podem completá-las quando quiser, e simplesmente vagar pelos territórios quando não as estiverem cumprindo. No entanto, criar muitos conflitos podem atrair atração indesejada - e potencialmente fatal - das autoridades; quanto mais caos causado, mais intensa a resposta: a polícia cuida das infrações menos graves, como ataque a transeuntes, apontar armas em locais públicos, roubo de carros, alguns assassinatos), enquanto equipes da SWAT, do FBI e até mesmo o exército americano respondem a distúrbios mais graves.

O jogador também pode participar de diversas missões opcionais; entre elas estão as tradicionais missões adicionais dos jogos anteriores, como dirigir um táxi e conduzir passageiros pela cidade, apagar incêndios com um carro de bombeiro, dirigir uma ambulância pela cidade e combater o crime, como justiceiro. Entre as novas adições estão missões onde o jogador pode desempenhar a função de ladrão de residência ou cafetão, fazer entregas de carga através de trens e caminhões, e frequentar auto escola; moto escola; escola náutica e especialização em aviação - onde ele ainda pode desenvolver sua habilidade em muitos dos veículos existentes no jogo.

Ao contrário de Vice City e GTA III, que precisavam interromper o jogo para carregar mais dados sempre que o jogador se deslocava para distritos diferentes da cidade, o GTA: San Andreas não apresenta nenhum tipo de espera enquanto o jogador está se movimentando (o que é notável, já que seu mapa é muito maior que o dos jogos anteriores). As únicas cenas de carregamento no jogo são para ilustrar interlúdios ou antes de mostrar os interiores dos ambientes. Algumas outras diferenças entre o San Andreas e seus predecessores estão a possibilidade de multiplayer nas chamadas missões Rampage (embora não na versão para PC), e a mudança dos 'pacotes secretos' dos antecessores por pichações(Tags), fotografias (Photo ops), ferraduras (Horseshoes) e ostras (Oysters) que podem ser feitas ou coletadas pelo jogador para desbloquear kits (Arsenais) de armamentos, cada safehouse tem um conjunto diferente de "Armamentos" e alem disso o jogador ganha R$:105.000,00 e dependendo do pacote coletado prêmios especiais como sexy appeal no máximo, sorte no máximo dentre outros artificios que ajudam ao longo da jornada de Carl Johnson.

Os controles de câmera, das lutas e do posicionamento do alvo das armas de fogo foram retrabalhados, de maneira a incorporar conceitos de outro jogo da Rockstar, Manhunt, incluindo diversos elementos de ações sigilosas,[1] assim como miras melhoradas e um mostrador da saúde do personagem, que muda de cor verde para vermelho ou negro dependendo do seu estado. A versão para PC ainda implementou acordes de mouse; o jogador deve segurar o botão direito do mouse para ativar a mira, e então clicar ou segurar o botão esquerdo para atirar ou utilizar algum item, como uma câmera fotográfica.

O jogador pode, pela primeira vez na série, nadar e subir em muros ou paredes.[2] A capacidade de nadar tem um grande efeito no personagem também, já que a água pela primeira vez não representa uma barreira impedindo a sua locomoção pelo cenário. Para um poder de fogo maior, os jogadores também podem ter duas armas ao mesmo tempo, ou fazer um tiroteio de dentro de um veículo (drive-by shooting), com outros membros da gangue. Devido ao imenso tamanho do mapa de San Andreas, uma marcação pode ser adicionada ao mapa HUD que é visualizado na tela, auxiliando o jogador a chegar a um destino.

A inteligência artificial do jogo também foi muito melhorada em relação a seus antecessores. O jogador não pode mais, por exemplo, espancar até à morte algum transeunte numa rua movimentada, em plena luz do dia, sem que haja alguma reação do público. Enquanto a maioria dos pedestres, por exemplo, pode fugir ou se esconder, alguns civis armados (como traficantes de drogas ou membros de outras gangues) podem atacar CJ, ao que os membros da gangue de CJ podem responder fogo e perseguir seus oponentes. Os policiais agora também perseguem personagens não-controlados pelo jogador que estejam cometendo crimes.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Mundo[editar | editar código-fonte]

O jogo se passa no estado fictício de San Andreas, nos Estados Unidos, que contém três metrópoles: San Fierro, Las Venturas e Los Santos (esta última serve de cenário para Grand Theft Auto V). Ambientado no fim de 1992,[3] a trama de San Andreas gira em torno de um membro de gangue, Carl "CJ" Johnson, que retorna para seu lar em Los Santos (equivalente à Los Angeles real), depois de uma longa temporada em Liberty City (a versão de Nova York do jogo), após descobrir a morte de sua mãe. CJ encontra sua família e sua antiga gangue, a Grove Street Families, em completo abandono. Ao longo do decorrer do jogo, CJ gradualmente descobre o que está por trás do assassinato de sua mãe, ao mesmo tempo em que restabelece a gangue e explora suas próprias aventuras nos negócios.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Depois de viver em Liberty City por cinco anos, Carl "CJ" Johnson retorna a Los Santos em 1992 para o enterro de sua mãe. Lá, encontra tanto sua família quanto sua antiga gangue, a Grove Street Families, em frangalhos. Ao mesmo tempo que começa a acertar questões antigas com seus companheiros de gangue e luta contra as gangues rivais pelo controle de território dentro da cidade, Carl começa a trazer as Grove Street Families de volta ao topo. No entanto, às vésperas das Famílias conseguirem o controle de Los Santos, CJ descobre que seus melhores amigos, Big Smoke e Ryder, estão trabalhando em conjunto com o oficial de polícia corrupto, Frank Tenpenny (dublado por Samuel Jackson) e uma das gangues rivais, os Ballas. Smoke e Ryder montam uma cilada, e deixam que os Ballas prendam o irmão de Carl, Sweet. Tenpenny manda então a polícia para prender Sweet e raptar Carl, que é deixado num lugar muito distante, numa área rural. Ao perceber que Tenpenny é sua única esperança de ficar fora da cadeia e conseguir a liberação de Sweet, Carl se vê obrigado a cumprir as ordens do policial corrupto, que incluem matar e interferir com pessoas envolvidas num processo criminal contra o próprio Tenpenny.

Carl rapidamente conquista a amizade de novos aliados, entre eles Wu Zi Mu, um chinês cego, líder da Tríade, The Truth ("A Verdade"), um velho hippie, e Cesar Vialpando, um latino também membro de gangue que, como Carl, foi traído por seus antigos companheiros. Carl e seus novos amigos abrem uma oficina em San Fierro, enquanto esperam por uma oportunidade de retornar para Los Santos. Após encontrar e matar Ryder, Carl se envolve com os assuntos de um agente governamental misterioso, Mike Toreno, que deixa a entender que libertará Sweet se Carl o ajudar com suas operações secretas. Paralelamente, Carl ajuda Wu Zi Mu a promover o crescimento de um novo cassino na Las Venturas dominada pelos mafiosos. Eventualmente Carl encontra riqueza e eventualmente retorna a Los Santos, e Toreno cumpre sua promessa de libertar Sweet; porém este, para a surpresa do irmão, se recusa a fazer parte do novo estilo de vida milionário de CJ, e insiste em retornar para seu território natal e fazer as GSF renascerem, do que sentar-se confortavelmente sobre os louros de Carl.

Tenpenny vai a julgamento por diversos crimes, porém as acusações são arquivadas por falta de provas, já que todas as testemunhas da promotoria estão desaparecidas ou mortas. A libertação de Tenpenny provoca uma revolta entre os cidadãos de Los Santos, semelhante aos Distúrbios de Los Angeles em 1992; impulsionado pela determinação de Sweet em derrubar o império de Big Smoke, que se tornou o maior traficante da cidade, Carl reconquista o território da gangue e caça os traidores responsáveis pelas tragédias que se abateram sobre as Famílias. Carl eventualmente executa Big Smoke num tiroteio final, escapando de seu palácio em chamas enquanto persegue Tenpenny, que fugira com toda a fortuna de Smoke. Após uma perseguição pelas ruas de Los Santos, Tenpenny perde controle do caminhão de bombeiros que dirigia e cai de uma ponte; Carl, prestes a executá-lo, é impedido por seu irmão. Ambos se afastam, e deixam Tenpenny "morrer num acidente de carro". As cenas finais mostram a confraternização entre a família e os aliados, enquanto Carl se afasta, dizendo que vai "ver o que está acontecendo no quarteirão".

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Veículos[editar | editar código-fonte]

No total existem no jogo cerca de 200 tipos de veículos, comparados a aproximadamente 85 no GTA III. Entre as novas adições estão bicicletas, buggies, colheitadeiras, limpadores de rua, hovercrafts, caças e tanques de guerra do exército e muitos outros. As características destes veículos e a física de sua movimentação são similares às da série de jogos de corrida Midnight Club, que permite mais controle do veículo no ar, assim como melhorias no motor e modificações estéticas.

Existem diversos tipos de veículos, para diferentes propósitos. Veículos off-road têm um desempenho maior em terrenos íngremes, enquanto carros de corrida saem-se melhor em pistas ou nas ruas. Aviões a jato e outros tipos de aeronave mais velozes precisam de uma pista de pouso e decolagem mais longa, enquanto helicópteros, embora mais lentos, podem pousar quase em qualquer lugar.

Se os antigos jogos da série Grand Theft Auto tinham poucas aeronaves, que eram difíceis de acessar e de serem pilotadas, San Andreas tem onze tipos de aviões e nove helicópteros, todos relativamente acessíveis e integrados às missões do jogo. Diversas embarcações foram adicionadas, e outras já existentes em outras edições da série foram modificadas.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Após o sucesso de Grand Theft Auto: Vice City, os consumidores aguardavam um novo lançamento da série Grand Theft Auto no final de 2003. A primeira evidência concreta do novo jogo veio em 29 de outubro daquele ano, quando a Take-Two Interactive anunciou que um jogo GTA ainda sem título estava planejado para ser lançado na "metade final do quarto trimestre fiscal de 2004".[4] Embora não existissem mais informações na época que apontassem para a trama ou onde o novo jogo se passaria, já existiam rumores de que ele se passaria no estado de San Andreas, na Califórnia, ou em Las Venturas, uma cidade similar a Las Vegas, em Nevada.[5] Em 1 de março de 2004 a Take-Two anunciou numa conferência de imprensa que Grand Theft Auto: San Andreas seria lançado em 19 de outubro daquele ano, na América do Norte, 22 de outubro na Europa e 29 de outubro na Austrália.[6] As primeiras notícias do conteúdo do jogo foram reveladas em 11 de março, quando foi divulgado que San Andreas não mais seria uma cidade, e sim um estado, que consistiria por sua vez de três cidades e todo o território em torno delas.Em 9 de setembro daquele ano, no relatório financeiro do terceiro trimestre da Take-Two para 2004, foi anunciado que a data de lançamento seria adiada por uma semana. No mesmo comunicado, a empresa anunciou as versões do jogo para Microsoft Windows e Xbox.

San Andreas foi lançado para o PlayStation 2 em 29 de outubro, na Europa e Austrália, e no Japão em 25 de janeiro de 2005.[7] As versões para Windows e Xbox foram lançadas em 7 de junho de 2005, na América do Norte, e 10 de junho, na Europa e Austrália. Em 20 de outubro de 2008 o jogo passou a ser disponível para download no Xbox Live Marketplace, como um Xbox Original.[8]Uma versão para Macintosh, feita junta com a empresa Cider, foi lançada em 12 de novembro de 2010.[9] GTA San Andreas ganhou foi remasterizado para as plataformas Android, Xbox 360, PlayStation 3 e PlayStation 4[10]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Os personagens que aparecem no GTA: San Andreas são relativamente variados, e estão relacionados às respectivas cidades e locais nos quais cada um deles se localiza; isto dá ao jogo uma amplitude significantemente maior para tramas e locações do que Grand Theft Auto III e Vice City. O jogador é responsável por controlar Carl CJ Johnson, um jovem negro pertencente a uma gangue.

As fases do jogo iniciais, que se passam em Los Santos, se passam em torno do tema da gangue de CJ, Grove Street Families, disputando com outras gangues, como os Ballas e os The Los Santos Vagos, por território e respeito. Organizações criminosas orientais, como a Tríade e uma gangue vietnamita Da Nang Boys, ficam evidentes na parte de San Fierro do jogo, enquanto três famílias da Máfia e, novamente, as Tríades - todos proprietários de cassinos - aparecem em destaque na seção de Las Venturas do jogo.

Como nos dois jogos anteriores da série, as vozes dos personagens de GTA: San Andreas são dubladas por artistas e celebridades, como David Cross, Andy Dick, Samuel L. Jackson, James Woods, Peter Fonda, Charlie Murphy, Frank Vincent, Chris Penn, Danny Dyer, Sara Tanaka, William Fichtner, os rappers Ice T, Chuck D, Frost, MC Eiht e The Game, e os cantores George Clinton, Axl Rose e Shaun Ryder.[11] O protagonista, CJ, é dublado por Young Maylay, que faz seu trabalho de estréia.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Assim como seus dois antecessores na série Grand Theft Auto, o GTA: San Andreas tem uma extensa variedade de faixas musicais disponíveis, retiradas especialmente do período no qual o jogo é ambientado (início da década de 1990). Entre os artistas célebres incluidos na trilha sonora do jogo estão Billy Idol, The Who, Toto, Faith No More, Depeche Mode, James Brown, Soundgarden, Kiss, Rage Against the Machine, Danzig, Cream, Alice in Chains, Guns N' Roses, Snoop Dogg, N.W.A., 2Pac, Ice Cube, Dr. Dre, Eazy-E, Stone Temple Pilots, Lynyrd Skynyrd, Ozzy Osbourne, Toots & the Maytals.

San Andreas é servida por onze estações de rádio; WCTR (talk radio), Master Sounds 98.3 (rare groove, toca principalmente faixas antigas de funk e soul sampleadas por artistas de hip-hop dos anos 1990), K-Jah West (dub e reggae), CSR (New Jack Swing, modern soul), Radio X (rock alternativo e grunge), Radio Los Santos (gangsta rap), SF-UR (house), Bounce FM (funk), K-DST (rock clássico), K-Rose (country music) e Playback FM (hip hop clássico).

O sistema utilizado para a música no San Andreas sofreu diversas melhorias a partir do que foi utilizado nos jogos anteriores da série. Se anteriormente cada estação de rádio era, na essência, um único arquivo de som repetido em loop, tocando as mesmas canções, anúncios e propagandas na mesma ordem, a cada vez, neste jogo cada "seção" é separada e combinada de maneira aleatória, permitindo que as canções sejam tocadas em ordens diferentes, que anúncios às canções mudem a cada vez que elas sejam anunciadas, e que eventos-chave para a trama sejam mencionados nas estações.

As versões para Xbox e Microsoft Windows do jogo incluem uma estação de rádio adicional, que apresenta suporte para trilhas sonoras customizadas, através de arquivos MP3 importados para o jogo pelo próprio usuário.[12]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Prêmios
IGN - Melhor de 2004 PlayStation 2 - Jogo do Ano,[13] Melhor Jogo de Ação no PlayStation 2,[14] Melhor Trama no PlayStation 2[15]
GameSpot - Melhores e Piores de 2004 Melhor Jogo de PlayStation 2,[16] Melhor Jogo de Ação-Aventura,[17] Escolha dos Leitores - Melhor Jogo de Ação-Aventura no PlayStation 2,[18] Escolha dos Leitores - Jogo do Ano no PlayStation 2,[19] Melhor Interpretação Vocal,[20] Jogo Mais Engraçado[21]
2004 Spike TV Video Game Awards Jogo do Ano, Melhor Performance de um Humano (Masculino), Melhor Jogo de Ação, Melhor Trilha Sonora

Antes de seu lançamento, inicialmente apenas para o PlayStation 2, o Grand Theft Auto: San Andreas foi um dos jogos mais antecipados e aguardados de 2004, juntamente com Halo 2. O jogo correspondeu às expectativas, e foi louvado como um dos melhores jogos da história daquele console, com uma média de crítica de 95%, de acordo com o site Metacritic,[22] empatando assim como o quinto jogo mais bem avaliado na históra do PlayStation 2. O site IGN deu para o jogo uma nota de 9,9 de 10 (a maior nota já dada a um jogo de PlayStation 2 pelo site), e o chamou de "uma peça de software definitiva" para o PlayStation.[23] O site GameSpot deu ao jogo 9,6 de 10, dando-lhe um prêmio pela Escolha do Editor.[2] O jogo também recebeu uma classificação 'A' da rede 1UP.com[24] e uma avaliação de 10 em 10 da Revista Oficial do PlayStation. Alguns dos elogios feitos ao jogo estavam relacionados à abertura e ao tamanho colossal do estado de San Andreas, à trama envolvente e às atuações dos dubladores. Já a maior parte das críticas negativas feitas ao jogo abordavam falhas gráficas, modelos de personagens pobres e texturas em baixa resolução, bem como diversas questões envolvendo o controle do personagem, especialmente envolvendo a auto-mira. Alguns críticos comentaram que embora muito conteúdo novo tenha sido acrescentado ao jogo, pouco teria sido efetivamente refinado ou bem-implementado.[25]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Em 3 de março de 2005 o jogo já tinha vendido mais de 12 milhões de exemplares, só para o PlayStation 2.[26] Em 25 de setembro de 2007 se tornou o jogo eletrônico mais vendido dos Estados Unidos com 8,6 milhões de cópias vendidas, à frente de seus antecessores GTA: Vice City e GTA III.[27] Em 26 de setembro do mesmo ano o jogo já havia vendido 20 milhões de exemplares, de acordo com a própria Take-Two Interactive,[28] e em 26 de março de 2008 ultrapassou o número de 21,5 milhões de exemplares, de acordo com a mesma Take-Two Interactive.[29]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Hot Coffee[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Hot Coffee

Hot Coffee ("café quente", em inglês) foi o nome de uma modificação para a versão de computador que causou muita polêmica. Nele, em vez de CJ entrar na casa da sua namorada e ouvir os tradicionais gritos, sussurros e a imagem ficar balançando, ocorre um mini-jogo que simula uma relação sexual. No mini-jogo o jogador deve pressionar certas teclas seguindo um ritmo, para aumentar a barra de "satisfação" que surge. Apesar de ser uma modificação, o código para o mini-game estava presente no jogo, apenas não tendo sido habilitado. A ESRB foi notificada, e o jogo mudou de classificação, de Mature (+17) para Adults Only (+18). Foi descoberto então que as versões da Playstation 2 e do XBox também tinham o mini-game escondido, porém, era muito mais difícil de habilitá-lo, sendo necessário o uso de um programa chamado Action Replay. Mesmo assim, elas também tiveram suas classificações modificadas.

Além do jogo ser recolhido definitivamente das prateleiras de muitas lojas, como a rede Wal-Mart que não comercializa jogos Adults Only, a publicadora do jogo, Take-Two, sofre processos em vários países que julgaram-se ofendidos por ter este mini-game no jogo, e, segundo eles, terem traumatizado seus filhos adolescentes com suas cenas de sexo.

A Take Two respondeu dizendo que o conteúdo polêmico não aparece na versão oficial, e que é preciso fazer o download da modificação na internet, somando ao fato de que adolescentes não poderiam comprar o jogo por conta da faixa etária. Em uma atualização, cortaram o código do jogo, impossibilitando que a modificação tenha efeito.

O mini-jogo não esta mais presente no GTA, apesar que é possível ver o coração localizado no mapa, o que indica onde é a casa da sua namorada. Quando você vai a casa dela, aparece um lembrete na tela dizendo que ela não está em casa, e pedindo para você voltar mais tarde. Sempre que você voltar, ela nunca vai estar, pois o mini-jogo foi retirado do game.

Referências

  1. Kasavin, Greg (13 de agosto de 2004). «Grand Theft Auto: San Andreas Weekend Update: Robbery and Home Invasion». GameSpot. p. p. 2. Consultado em 22-03-2008 
  2. a b Gerstmann, Jeff (25 de outubro de 2004). «Grand Theft Auto: San Andreas review». GameSpot. Consultado em 22-03-2008  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "GamespotReview" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  3. «Grand Theft Auto: San Andreas Game Script». Consultado em 17-03-2007 
  4. Douglass C., Perry (2003). «GTA 4 Date Confirmed». IGN 
  5. «New Evidence of GTA: Sin City». uk.ps2.ign.com. 5 de maio de 2004. Consultado em 25-05-2008 
  6. Coleman, Stephen (2004). «Grand Theft Auto: San Andreas». IGN 
  7. «GTA: San Andreas Released in Japan». TheGTAPlace.com. Consultado em 29-01-2007 
  8. «San Andreas Now Available on Xbox Live». Planet Grand Theft Auto. 20 de outubro de 2008. Consultado em 15-11-2008 
  9. «Rockstar lança trilogia GTA para Macintosh». entretenimento.r7.com. Consultado em 07 de Janeiro de 2011 
  10. «GTA San Andreas no X360 não tem nada de "remasterizado" e é porte do mobile». TecMundo Games - Tudo sobre jogos e video games. Consultado em 2016-04-11 
  11. «Full credits for Grand Theft Auto: San Andreas (2004)». Internet Movie Database. Consultado em 19-01-2007 
  12. Gerstmann, Jeff (07-06-2005). «Grand Theft Auto: San Andreas review for Xbox». GameSpot. p. p. 1. Consultado em 21-03-2008 
  13. «IGN's Best of 2004: PS2 Game of Year». Consultado em 17-03-2007 
  14. «IGN's Best of 2004: PS2 Action-Adventure Game». Consultado em 17-03-2007 
  15. «IGN's Best of 2004: PS2 Best Story». Consultado em 17-03-2007 
  16. «GameSpot's Best and Worst of 2004: Best PlayStation 2 Game». Consultado em 17-03-2007 
  17. «GameSpot's Best and Worst of 2004: Best Action-Adventure Game». Consultado em 17-03-2007 
  18. «GameSpot's Best and Worst of 2004 - Reader's Choice: Best PS2 Action Adventure Game». Consultado em 17-03-2007 
  19. «GameSpot's Best and Worst of 2004 - Reader's Choice: PS2 Game of the Year». Consultado em 17-03-2007 
  20. «GameSpot's Best and Worst of 2004: Best Voice Acting». Consultado em 17-03-2007 
  21. «GameSpot's Best and Worst of 2004: Funniest Game». Consultado em 17-03-2007 
  22. GTA: San Andreas (PS2) no Metacritic
  23. Dunham, Jeremy (25 de outubro de 2004). «Grand Theft Auto: San Andreas review». IGN. Consultado em 22-03-2008 
  24. «GTA: San Andreas reviews». 1UP.com 
  25. «GamePro review». Consultado em 17-03-2007 
  26. «Take-Two Interactive Software, Inc. Reports First Quarter Fiscal 2005 Financial Results». Take-Two Interactive. 3 de março de 2005. Consultado em 01-11-2007 
  27. Sidener, Jonathan (25 de setembro de 2007). «Microsoft pins Xbox 360 hopes on 'Halo 3' sales». Signonsandiego.com. Consultado em 29-10-2007 
  28. «Take-Two Interactive Software at Piper Jaffray Second Annual London Consumer Conference» (Webcast: Windows Media Player, Real Player). Thomson Financial. 26 de setembro de 2007. Consultado em 29-10-2007. Grand Theft Auto III launched in 2001 and sold over 12 million units. We then shipped another sequel in 2002 which sold over 15 million units, Grand Theft Auto: Vice City. And then in 2004 we shipped Grand Theft Auto: San Andreas, which sold a remarkable 20 million units… 
  29. «Recommendation of the Board of Directors to Reject Electronic Arts Inc.'s Tender Offer» (PDF). Take-Two Interactive Software, Inc. 26 de março de 2008. p. 12. Consultado em 01-04-2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]