Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira
Idioma Português
Lançamento 1935 (Portugal)
1957 (Brasil)[1]

A Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira é uma enciclopédia de língua portuguesa cuja publicação se iniciou em 1936.[1][2][1]

Estrutura da obra[editar | editar código-fonte]

A obra base é constituída pelos seguintes volumes:[2]

  • Texto inicial, volumes 1 a 37, editados entre 1935 e 1957;
  • Apêndice de atualização do texto inicial, volumes 38[3] a 40, editados entre 1958 e 1960;
  • Dois volumes «Brasil», cuja edição teve início em 1964;
  • Primeira actualização, volumes 1 a 10, editados entre 1981 e 1987;
  • Actualização de história universal e de Portugal, volumes 1 a 7, 2001 a 2003;[4][5]
  • Dicionário temático de história universal, volumes 8, 9 e 10, 2;[6][5]
  • Actualização ciências e tecnologias, volumes 1 a 7, 20;[7][5]
  • Dicionário temático de ciências e tecnologias, volumes 8 a 9, 20.[5]

Posteriormente, e sem o estilo da enciclopédia original:

  • Livros do ano, editados entre 1988 a 2000[8][9], 2000 a 2008;[5]
  • Segunda atualização, volumes 1 a 6, editados entre 1998 e 1999;
  • Livro do milénio, editado em 2000;[10]
  • Armorial lusitano, um volume;[11]
  • Nobreza de Portugal e do Brasil, três volumes;[12]
  • Atlas (em formato maior):
    • Atlas bíblico;[13]
    • Atlas da história mundial;[14]
    • Atlas do espaço;
    • Atlas geográfico;[15]
    • Atlas cronológico do século XX;
    • Atlas das descobertas;[16]
    • Atlas dos oceanos;[17]
    • Atlas das religiões;[18]
    • Atlas da astronomia;[19]
    • Atlas de arqueologia;[20]
    • Atlas das literaturas;[21]
    • Atlas da arquitectura mundial.[22]

Características da obra[editar | editar código-fonte]

Profusamente ilustrada, traz os muitos conteúdos típicos de uma enciclopédia, na visão da época, tendo sido considerada durante várias décadas uma obra de referência em Portugal.

A Grande Enciclopédia apresenta-se ainda como um dicionário, dando informação lexical, etimológica e, por vezes, sintática em cada entrada, com abonações. As entradas são em grande número, como num vasto dicionário da língua portuguesa.

Teve como colaboradores alguns dos maiores nomes da cultura portuguesa dos meados do século XX, adiante referidos.

Os artigos não são assinados pelos seus autores.

Editoras[editar | editar código-fonte]

A sua primeira editora foi a Editorial Enciclopédia, Lda., Lisboa - Rio de Janeiro, sediada na Rua do Alecrim, 38 e depois na Rua António Maria Cardoso 33, em Lisboa.

Entre 1993 e 2000 foi editada pelas Edições Zairol.

A Página Editora adquiriu os direitos da obra em 2000.[23]

Diretores, compiladores, colaboradores e desenhadores [24][editar | editar código-fonte]

Diretores e compiladores[editar | editar código-fonte]

Colaboradores[editar | editar código-fonte]

Desenhadores[editar | editar código-fonte]

  • A. Duarte de Almeida
  • Mário Nogueira
  • Eloy
  • J. Ricardo da Silva
  • Mateus Toste

Referências

  1. a b c Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira na Encyclopædia Britannica.
  2. a b Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira no catálogo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  3. A atualização começara já no volume 37
  4. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  5. a b c d e Editados pela Página Editora
  6. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  7. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  8. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  9. Edições Zairol.
  10. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  11. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  12. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  13. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  14. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  15. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  16. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  17. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  18. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  19. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  20. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  21. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  22. Registo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  23. Cf.registos bibliográficos da Biblioteca Nacional de Lisboa.
  24. Informação contida na própria enciclopédia.