Grande Loja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Parte de uma série de artigos sobre
Maçonaria
Maçom
Artigos principais

Maçonaria · Loja Maçônica · Templo maçônico · Grande Loja · Grande Oriente · Venerável Mestre · Graus maçônicos · Loja de Perfeição

História

História da Maçonaria · Manuscritos Maçônicos · Constituição de Anderson ·CLIPSAS · SIMPA · União Maçónica Internacional CATENA · C.I.MA.S.

Escocês Antigo e Aceito · York · Moderno · Schröder · Escocês Retificado · Adonhiramita · Emulation · Brasileiro · Memphis-Misraim

Na maçonaria, uma Grande Loja é uma confederação composta de no mínimo três Lojas Maçônicas que trabalham em um mesmo Rito Maçônico. Existem, no entanto, Grandes Lojas onde congregam Lojas que se dedicam a outros Ritos, que comumente denominam-se Grandes Orientes.

Historia[editar | editar código-fonte]

O termo surgiu na Idade Média, na Alemanha. Eram confrarias, onde os trabalhadores se reuniam, também conhecidas como corporação de ofícios, steinmetzen, e serviam para regulamentar o processo produtivo artesanal nas cidades que contavam com mais de 10 mil habitantes. Essas unidades de produção artesanal eram marcadas pela hierarquia (mestres, oficiais e aprendizes) e pelo controle dos segredos das técnicas do oficio. Com o crescimento das lojas, foi necessário instituir uma loja que centralizasse e unificasse todas as outras, daí então cunhou-se a primeira Loja Principal, ou Grande Loja. O crescimento continuou e a necessidade de mais organismos centralizadores foi crescendo e foram criadas mais cinco Grandes Lojas. Em Colônia, Estrasburgo, Viena, Zurique e Magdeburgo. Depois da Constituição de Anderson, cada região pode ter apenas uma Grande Loja. Hoje, para cada estado há uma Grande Loja.[1]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1816 Pernambuco detinha um grande número de Lojas, por isso instituiu-se a primeira Grande Loja do Brasil, a Loja Provincial, filiada ao Governo Supremo. Treze anos antes do Grande Oriente do Brasil. Teve como primeiro Grão-Mestre Antônio Carlos Ribeiro de Andrada Machado e Silva, um dos principais organizadores da Revolução Pernambucana em 1917. [2]

Referências

  1. CAMINO, Rizzardo da. Dicionário Maçônico. 4°ed.. São Paulo: Mandras, 2013. 416p.
  2. [[1]] No Esquadro
Ícone de esboço Este artigo sobre Maçonaria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Maçonaria.