Grande Prêmio da Malásia de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Grande Prêmio da Malásia
de Fórmula 1 de 2009
Sepang.svg
11º GP da Malásia em Sepang
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 5 de abril de 2009
Nome oficial XI Petronas Malaysian Grand Prix[1]
Local Circuito Internacional de Sepang, Sepang, Selangor, Malásia
Percurso 5.543 km
Total 31 voltas / 171.833 km
Condições do tempo Início seco, com chuva forte e tempestade/monção depois
Pole
Piloto
Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes
Tempo 1.35.181
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes
Tempo 1:36:641 (na volta 18)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes
Segundo
Alemanha Nick Heidfeld BMW Sauber
Terceiro
Alemanha Timo Glock Toyota

Resultados do Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1 realizado em Sepang em 5 de abril de 2009.[2] Segunda etapa do campeonato, foi vencido pelo britânico Jenson Button, da Brawn-Mercedes, com Nick Heidfeld em segundo pela BMW Sauber e Timo Glock em terceiro pela Toyota.[nota 1]

Resumo[editar | editar código-fonte]

  • Corrida interrompida na volta 33 e cujo resultado foi baseado na classificação da volta 31. Devido à chuva forte e à falta de iluminação natural, a prova foi encerrada e apenas metade dos pontos foi atribuída aos pilotos, pois a prova não completou 75% da distância prevista.
  • A última vez que isso ocorreu foi no Grande Prêmio da Austrália de 1991.[3] A distância de 171,833 km percorrida durante a prova foi a quinta menor já percorrida em um Grande Prêmio Internacional. A Brawn GP se tornou a segunda equipe construtora a vencer os dois primeiros grandes prêmios disputados desde que a Alfa Romeo ganhou os dois primeiros que disputou em 1950.
  • Último pódio de Nick Heidfeld pela BMW Sauber e o último dele até o Grande Prêmio da Malásia de 2011.
  • Quinta corrida na história da Fórmula 1 que atribuiu a pontuação pela metade.[4]

Classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Treinos classificatórios[editar | editar código-fonte]

Carros com KERS estão marcados com "‡"
Pos. Piloto Equipe Q1 Q2 Q3 Grid Notas
1 22 Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes 1:35.058 1:33.784 1:35.181 1
2 9 Itália Jarno Trulli Toyota 1:34.745 1:33.990 1:35.273 2
3 15 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1:34.935 1:34.276 1:35.518 13 [nota 2]
4 23 Brasil Rubens Barrichello Brawn-Mercedes 1:34.681 1:34.387 1:35.651 8 [nota 3]
5 10 Alemanha Timo Glock Toyota 1:34.907 1:34.258 1:35.690 3
6 16 Alemanha Nico Rosberg Williams-Toyota 1:35.083 1:34.547 1:35.750 4
7 14 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault 1:35.027 1:34.222 1:35.797 5
8 5 Polónia Robert Kubica BMW Sauber 1:35.166 1:34.562 1:36.106 6
9 4‡ Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 1:35.476 1:34.456 1:36.170 7
10 7‡ Espanha Fernando Alonso Renault 1:35.260 1:34.706 1:37.659 9
11 6‡ Alemanha Nick Heidfeld BMW Sauber 1:35.110 1:34.769 10
12 17 Japão Kazuki Nakajima Williams-Toyota 1:35.341 1:34.788 11
13 1‡ Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:35.280 1:34.905 12
14 2‡ Finlândia Heikki Kovalainen McLaren-Mercedes 1:35.023 1:34.924 14
15 11 França Sébastien Bourdais Toro Rosso-Ferrari 1:35.507 1:35.431 15
16 3‡ Brasil Felipe Massa Ferrari 1:35.642 16
17 8‡ Brasil Nelson Piquet Jr. Renault 1:35.708 17
18 21 Itália Giancarlo Fisichella Force India-Mercedes 1:35.908 18
19 20 Alemanha Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:35.951 19
20 12 Suíça Sébastien Buemi Toro Rosso-Ferrari 1:36.107 20
Fonteː[5][6]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 22 Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes 31 55:30.622 1 5
2 6‡ Alemanha Nick Heidfeld BMW Sauber 31 + 22.722 10 4
3 10 Alemanha Timo Glock Toyota 31 + 23.513 3 3
4 9 Itália Jarno Trulli Toyota 31 + 46.173 2 2,5
5 23 Brasil Rubens Barrichello Brawn-Mercedes 31 + 47.360 8 2
6 14 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault 31 + 52.333 5 1,5
7 1‡ Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 31 + 1:00.733 12 1
8 16 Alemanha Nico Rosberg Williams-Toyota 31 + 1:11.576 4 0,5
9 3‡ Brasil Felipe Massa Ferrari 31 + 1:16.932 16
10 11 França Sébastien Bourdais Toro Rosso-Ferrari 31 + 1:42.164 15
11 7‡ Espanha Fernando Alonso Renault 31 + 1:49.422 9
12 17 Japão Kazuki Nakajima Williams-Toyota 31 + 1:56.130 11
13 8‡ Brasil Nelson Piquet Jr. Renault 31 + 1:56.713 17
14 4‡ Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 31 + 2:22.841 7
15 15 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault 30 Rodou 13
16 12 Suíça Sébastien Buemi Toro Rosso-Ferrari 30 Rodou 20
17 20 Alemanha Adrian Sutil Force India-Mercedes 30 + 1 volta 19
18 21 Itália Giancarlo Fisichella Force India-Mercedes 29 Rodou 18
Ret 5 Polónia Robert Kubica BMW Sauber 1 Motor 6
Ret 2‡ Finlândia Heikki Kovalainen McLaren-Mercedes 0 Rodou 14
Fonte:[2]

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas.

Notas

  1. Voltas na liderança: Nico Rosberg 15 voltas (1-15), Jarno Trulli 1 volta (16), Jenson Button 14 voltas (17-19; 21-31), Rubens Barrichello 1 volta (20).
  2. Sebastian Vettel recebeu uma punição de dez lugares no grid por causar um acidente considerado evitável envolvendo Robert Kubica no Grande Prêmio da Austrália.
  3. Rubens Barrichello recebeu uma punição de cinco lugares no grid devido a uma troca de câmbio.

Referências

  1. a b c «2009 Malaysian GP – championships (em inglês) no Chicane F1». Consultado em 8 de setembro de 2021 
  2. a b «2009 Formula 1™ Petronas Malaysian Grand Prix - race result». Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  3. Fred Sabino (3 de novembro de 2019). «Corrida mais curta da história teve apenas 14 voltas, e Ayrton Senna venceu no temporal de Adelaide». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  4. Rafael Lopes (30 de agosto de 2021). «Fast Facts: GP da Bélgica é menor corrida da história da Fórmula 1». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  5. «2009 Formula 1™ Petronas Malaysian Grand Prix - qualifying». Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  6. Redação (29 de março de 2009). «Vettel gets 10-place grid penalty (em inglês)». bbc.co.uk. BBC Sport. Consultado em 8 de setembro de 2021 

Precedido por
Grande Prêmio da Austrália de 2009
Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 2009
Sucedido por
Grande Prêmio da China de 2009
Precedido por
Grande Prêmio da Malásia de 2008
Grande Prêmio da Malásia
11ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Malásia de 2010