Grande Prêmio da Argentina de 1996 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
GP da Argentina de F-1 1996
Autódromo Oscar y Juan Gálvez Circuito N° 6 por Senna.svg
Grande Prêmio da Argentina de 1996 (Fórmula 1).
Detalhes da corrida
Data 7 de abril de 1996
Nome oficial XIX Gran Premio Marlboro de Argentina
Local Autódromo Oscar Alfredo Gálvez, Buenos Aires, Argentina
Percurso 4.259 km (2.657 mi) km
Total 72 voltas / 306.648 km (191.296 mi) km
Pole
Piloto
Reino Unido Damon Hill Williams-Renault
Tempo 1:30.346
Volta mais rápida
Piloto
França Jean Alesi Benetton-Renault
Tempo 1:29.413 (na volta 66)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Damon Hill Williams-Renault
Segundo
Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault
Terceiro
França Jean Alesi Benetton-Renault

Resultados do Grande Prêmio da Argentina realizado em Buenos Aires à 7 de abril de 1996.

Resumo da corrida[editar | editar código-fonte]

Treinos[editar | editar código-fonte]

Damon Hill fez o melhor tempo tendo Michael Schumacher em segundo e Jacques Villeneuve em terceiro.

Corrida[editar | editar código-fonte]

Hill e Schumacher mantiveram suas posições e saíram à frente das Benetton de Alesi e Berger com Coulthard e Barrichello completando a zona de pontuação, nas logo os dois primeiros duelavam pela liderança com o inglês sendo acossado pelo alemão da Ferrari, situação que durou até que a Williams fez valer seu conjunto e assim Hill se afastou de Schumacher que estava na alça de mira de Alesi. Ressalte-se que os quatro primeiros lugares permaneceram inalterados ao fim da "janela" inaugural de pit stops. Na volta vinte e sete a Forti de Luca Badoer capotou ao tocar a Ligier de Pedro Diniz e isso exigiu uma breve intervenção do carro de segurança. Pouco depois o carro de Diniz pegou fogo ao voltar do reabastecimento.[1]

Nem mesmo a combinação do safety car com um novo giro de pit stops alterou o panorama vigente, pois os quatro líderes eram Hill, Schumacher e as duas Benetton com Villeneuve em quinto tempos depois de uma largada onde ele caiu para o nono lugar graças a um erro no momento de acionar a embreagem.[2] A sorte do canadense mudou em razão das quebras de Schumacher e Berger entre as voltas quarenta e seis e cinquenta e seis e uma parada ruim de Alesi nos boxes, mas a cinco voltas do final o piloto francês reduziu a diferença para a Williams, contudo Villeneuve soube recompor sua vantagem.

Quanto a Damon Hill sua corrida transcorreu sem sustos, vide a vantagem de doze segundos que o mesmo possuía ao realizar seu derradeiro pit stop quando retornou à frente de Gerhard Berger até que o austríaco abandonasse a prova e esta diferença ficou inalterada quando Villeneuve ascendeu ao segundo lugar.[2] Assim Hill venceu pela segunda vez consecutiva o Grande Prêmio da Argentina com Villeneuve em segundo em mais uma dobradinha da Williams com a Benetton de Alesi em terceiro,[3] embora seu carro tenha ficado sem combustível ao cruzar a linha de chegada. A zona de pontuação foi completada por Barrichello, Irvine e Verstappen.

Foi a quarta vitória consecutiva de Damon Hill desde o Grande Prêmio da Austrália de 1995 com o adendo que o piloto inglês venceu todas as provas da temporada de 1996 até o momento.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 5 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault 72 1:54:55.322 1 10
2 6 Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault 72 +12.167 3 6
3 3 França Jean Alesi Benetton-Renault 72 +14.754 4 4
4 11 Brasil Rubens Barrichello Jordan-Peugeot 72 +55.131 6 3
5 2 Reino Unido Eddie Irvine Ferrari 72 +1:04.991 10 2
6 17 Países Baixos Jos Verstappen Footwork-Hart 72 +1:08.913 7 1
7 8 Reino Unido David Coulthard McLaren-Mercedes 72 +1:13.400 9  
8 9 França Olivier Panis Ligier-Mugen-Honda 72 +1:14.295 12  
9 14 Reino Unido Johnny Herbert Sauber-Ford 71 +1 volta 17  
10 23 Itália Andrea Montermini Forti-Ford 69 +3 voltas 22  
Ret 4 Áustria Gerhard Berger Benetton-Renault 56 Suspensão 5  
Ret 1 Alemanha Michael Schumacher Ferrari 46 Aerofólio 2  
Ret 20 Portugal Pedro Lamy Minardi-Ford 39 Transmissão 19  
Ret 19 Finlândia Mika Salo Tyrrell-Yamaha 36 Regulador 16  
Ret 12 Reino Unido Martin Brundle Jordan-Peugeot 34 Colisão 15  
Ret 21 Brasil Tarso Marques Minardi-Ford 33 Colisão 14  
Ret 15 Alemanha Heinz-Harald Frentzen Sauber-Ford 32 Spun off 11  
Ret 10 Brasil Pedro Diniz Ligier-Mugen-Honda 29 Fogo 18  
Ret 18 Japão Ukyo Katayama Tyrrell-Yamaha 28 Transmissão 13  
Ret 16 Brasil Ricardo Rosset Footwork-Hart 24 Oil pump 20  
Ret 22 Itália Luca Badoer Forti-Ford 24 Colisão 21  
Ret 7 Finlândia Mika Häkkinen McLaren-Mercedes 19 Regulador 8  

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Volta mais rápida: Jean Alesi 1:29.413
  • Pole position: Damon Hill 1:30.346

Referências


Precedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1996
Mundial de Fórmula 1 da FIA
Temporada de 1996
Sucedido por
Grande Prêmio da Europa de 1996
Precedido por
Grande Prêmio da Argentina de 1995
Grande Prêmio da Argentina
19ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Argentina de 1997