Grande Prêmio da Itália de 1962

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio da Itália
de Fórmula 1 de 1962
Monza 1955.jpg
Grande Prêmio da Itália de 1962.
Detalhes da corrida
Data 16 de setembro de 1962
Nome oficial XXXIII Gran Premio d'Italia[nota 1]
Local Autódromo Nacional de Monza, Monza, Monza e Brianza, Lombardia, Itália
Total 86 voltas / 494.500 km
Pole
Piloto
Reino Unido Jim Clark Lotus-Climax
Tempo 1:40.35
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Graham Hill BRM
Tempo 1:42.30 (na volta 3)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Graham Hill BRM
Segundo
Estados Unidos Richie Ginther BRM
Terceiro
Nova Zelândia Bruce McLaren Cooper-Climax

Resultados do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 realizado em Monza à 16 de setembro de 1962. Sétima e antepenúltima etapa da temporada, a prova foi vencida pelo britânico Graham Hill.[1][nota 2]

Classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 14 Reino Unido Graham Hill BRM 86 2:29:08.4 2 9
2 12 Estados Unidos Richie Ginther BRM 86 + 29.8 3 6
3 28 Nova Zelândia Bruce McLaren Cooper-Climax 86 + 57.8 4 4
4 8 Bélgica Willy Mairesse Ferrari 86 + 58.2 10 3
5 2 Itália Giancarlo Baghetti Ferrari 86 + 1:31.3 18 2
6 18 Suécia Jo Bonnier Porsche 85 + 1 volta 9 1
7 30 África do Sul Tony Maggs Cooper-Climax 85 + 1 volta 12
8 6 Itália Lorenzo Bandini Ferrari 84 + 2 voltas 17
9 24 Itália Nino Vaccarella Lotus-Climax 84 + 2 voltas 14
10 32 Países Baixos Carel Godin de Beaufort Porsche 81 + 5 voltas 20
11 10 Estados Unidos Phil Hill Ferrari 81 + 5 voltas 15
12 38 Estados Unidos Masten Gregory Lotus-BRM 77 + 9 voltas 6
13 16 Estados Unidos Dan Gurney Porsche 66 Diferencial 7
14 4 México Ricardo Rodríguez Ferrari 63 Ignição 11
Ret 40 Reino Unido Innes Ireland Lotus-Climax 45 Suspensão 5
Ret 46 Reino Unido John Surtees Lola-Climax 42 Motor 8
Ret 44 Reino Unido Roy Salvadori Lola-Climax 41 Motor 13
Ret 22 Reino Unido Trevor Taylor Lotus-Climax 25 Câmbio 16
Ret 48 Estados Unidos Tony Settember Emeryson-Climax 18 Motor 21
Ret 36 França Maurice Trintignant Lotus-Climax 17 Pane elétrica 19
Ret 20 Reino Unido Jim Clark Lotus-Climax 12 Câmbio 1
DNQ 60 Nova Zelândia Tony Shelly Lotus-BRM
DNQ 56 Reino Unido Keith Greene Gilby-BRM
DNQ 52 Reino Unido Gerry Ashmore Lotus-Climax
DNQ 62 Reino Unido Ian Burgess Cooper-Climax
DNQ 42 Suíça Jo Siffert Lotus-BRM
DNQ 54 Itália Ernesto Prinoth Lotus-Climax
DNQ 50 Itália Roberto Lippi De Tomaso-Osca
DNQ 26 Estados Unidos Jay Chamberlain Lotus-Climax
DNQ 34 Argentina Nasif Estefano De Tomaso
WD 58 Alemanha Kurt Kuhnke Lotus-Borgward Carro inconcluso

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas. Apenas os cinco melhores resultados, dentre pilotos ou equipes, eram computados visando o título. Neste ponto esclarecemos: conforme o site oficial da Fórmula 1, a partir de 1962 seriam atribuídos nove pontos tanto para o piloto quanto à equipe vencedora e na tabela dos construtores figurava somente o melhor colocado dentre os carros de um time.

Notas

  1. A denominação oficial de uma corrida não reflete, necessariamente, o número real de provas realizadas sob um mesmo nome, informação esta inserida abaixo na caixa de sucessão.
  2. As estatísticas quanto aos pilotos que lideraram a prova não estão disponíveis neste momento.

Referências

  1. «1962 Italian Grand Prix - race result». Consultado em 23 de outubro de 2018 
Precedido por
Grande Prêmio da Alemanha de 1962
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1962
Sucedido por
Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1962
Precedido por
Grande Prêmio da Itália de 1961
Grande Prêmio da Itália
32ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Itália de 1963