Grande Prêmio da Itália de 1989

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio da Itália
de Fórmula 1 de 1989
Monza 1976.jpg
54º GP da Itália realizado em Monza
Detalhes da corrida
Data 10 de setembro de 1989
Nome oficial LX Coca Cola Gran Premio d'Italia[nota 1]
Local Autódromo Nacional de Monza, Monza, Monza e Brianza, Lombardia, Itália
Total 53 voltas / 307.400 km
Condições do tempo Ensolarado, quente, seco
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:23.720
Volta mais rápida
Piloto
França Alain Prost McLaren-Honda
Tempo 1:28.107 (na volta 43)
Pódio
Primeiro
França Alain Prost McLaren-Honda
Segundo
Áustria Gerhard Berger Ferrari
Terceiro
Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault

Resultados do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 realizado em Monza à 10 de setembro de 1989. Foi a décima segunda etapa da temporada e nele a vitória do francês Alain Prost assegurou o mundial de construtores para a McLaren.[1][2][nota 2]

Resumo[editar | editar código-fonte]

Havia uma batalha anunciada para Monza entre Ayrton Senna e as Ferrari. O brasileiro era o grande inimigo e passou a ser vaiado quando fez a pole position, com as Ferrari de Gerhard Berger e Nigel Mansell entre ele e Alain Prost. Ao contrário das corridas anteriores em território italiano, Senna não era mais aplaudido e sim Prost, que vinha depois da dupla da Ferrari na preferência dos 150 mil torcedores presentes no autódromo. A rejeição ao brasileiro estava no fato da contratação do francês pela Ferrari para 1990, anunciada na véspera do grande prêmio. Por isso é que Monza foi ao delírio quando o motor de Ayrton Senna estourou na 44ª volta, a nove da final, quando era líder destacado.

Os italianos sonhavam com a repetição da vitória de Gerhard Berger do ano anterior, mas contentaram-se com o triunfo de Alain Prost, numa espécie de vingança contra Senna, que não aceitou ir para a Ferrari.

Classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 2 França Alain Prost McLaren-Honda 53 1:19:27.550 4 9
2 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 53 + 7.326 2 6
3 5 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault 53 + 14.975 6 4
4 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 53 + 38.722 5 3
5 4 França Jean Alesi Tyrrell-Ford 52 + 1 volta 10 2
6 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Judd 52 + 1 volta 12 1
7 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 52 + 1 volta 15
8 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 51 + 2 voltas 26
9 25 França René Arnoux Ligier-Ford 51 + 2 voltas 23
10 12 Japão Satoru Nakajima Lotus-Judd 51 Suspensão 19
11 21 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 47 Motor 20
Ret 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford 45 Motor 17
Ret 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 44 Motor 1
Ret 27 Reino Unido Nigel Mansell Ferrari 41 Câmbio 3
Ret 37 Bélgica Bertrand Gachot Onyx-Ford 38 Radiador 22
Ret 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 33 Freios 8
Ret 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 30 Motor 18
Ret 26 França Olivier Grouillard Ligier-Ford 30 Exaustor 21
Ret 11 Brasil Nelson Piquet Lotus-Judd 23 Spun Off 11
Ret 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 18 Motor 14
Ret 9 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Ford 18 Sistema de combustível 16
Ret 17 Itália Nicola Larini Osella-Ford 16 Câmbio 24
Ret 29 Itália Michele Alboreto Lola-Lamborghini 14 Pane elétrica 13
Ret 15 Brasil Mauricio Gugelmin March-Judd 14 Regulador 25
Ret 30 França Philippe Alliot Lola-Lamborghini 1 Spun Off 7
Ret 20 Itália Emanuele Pirro Benetton-Ford 0 Transmissão 9
DNQ 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd
DNQ 10 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Ford
DNQ 38 Alemanha Ocidental Christian Danner Rial-Ford
DNQ 39 França Pierre-Henri Raphanel Rial-Ford
DNPQ 36 Suécia Stefan Johansson Onyx-Ford
DNPQ 40 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford
DNPQ 31 Brasil Roberto Moreno Coloni-Ford
DNPQ 18 Itália Piercarlo Ghinzani Osella-Ford
DNPQ 34 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed-Yamaha
DNPQ 35 Japão Aguri Suzuki Zakspeed-Yamaha
DNPQ 33 Argentina Oscar Larrauri Eurobrun-Judd
DNPQ 41 França Yannick Dalmas AGS-Ford
DNPQ 32 Itália Enrico Bertaggia Coloni-Ford

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas e a campeã mundial de construtores surge grafada em negrito. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por temporada não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. A denominação oficial de uma corrida não reflete, necessariamente, o número real de provas realizadas sob um mesmo nome, informação esta inserida abaixo na caixa de sucessão.
  2. Voltas na liderança: Ayrton Senna 44 voltas (1-44), Alain Prost 19 voltas (45-63).

Referências

Precedido por
Grande Prêmio da Bélgica de 1989
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1989
Sucedido por
Grande Prêmio de Portugal de 1989
Precedido por
Grande Prêmio da Itália de 1988
Grande Prêmio da Itália
60ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Itália de 1990