Grande Prêmio da Itália de 1993

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio da Itália
de Fórmula 1 de 1993
Monza 1976.jpg
58º GP da Itália realizado em Monza
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 12 de setembro de 1993
Nome oficial Pioneer 64o Gran Premio d'Italia[nota 1]
Local Autódromo Nacional de Monza, Monza, Monza e Brianza, Lombardia, Itália
Total 53 voltas / 307.400 km
Condições do tempo Quente, ensolarado
Pole
Piloto
França Alain Prost Williams-Renault
Tempo 1:21.179
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Damon Hill Williams-Renault
Tempo 1:23.575 (na volta 45)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Damon Hill Williams-Renault
Segundo
França Jean Alesi Ferrari
Terceiro
Estados Unidos Michael Andretti McLaren-Ford

Resultados do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 realizado em Monza em 12 de setembro de 1993.[1] Décima terceira etapa da temporada, teve como vencedor o britânico Damon Hill, da Williams-Renault.[2][3][nota 2]

Resumo[editar | editar código-fonte]

No final da corrida, Christian Fittipaldi tenta ultrapassar Pierluigi Martini, seu companheiro de equipe na Minardi, na linha de chegada. O italiano fecha o brasileiro, que dá um looping nas quatro rodas e bate com força no asfalto. Mesmo com o carro destruído, Christian terminou em oitavo.

Primeira e única corrida de Marco Apicella na F-1. Ele substituiu o belga Thierry Boutsen, que resolveu se aposentar na etapa anterior. Apicella percorreu apenas 800 metros após se envolver em um acidente logo após a largada e depois resolveu abandonar o monoposto, sendo o piloto com a carreira mais breve da categoria. Ele deu lugar ao piloto Emanuele Naspetti, que correu apenas a etapa posterior no qual também abandonou e definitivamente foi substituído pelo norte-irlandês Eddie Irvine.

Mesmo obtendo um pódio, Michael Andretti é despedido da Mclaren devido aos seus péssimos resultados ao longo da temporada. Sendo assim, faz a sua última corrida na F-1, dando lugar ao finlandês Mika Häkkinen. Disputou 13 corridas com 7 abandonos, 2 oitavos lugares, 1 quinto lugar, um sexto lugar, um decimo quarto lugar e um terceiro lugar, conquistando 7 pontos e terminando em 11º na temporada, finalizado assim sua breve passagem pela categoria.

Última corrida em que Riccardo Patrese pontua.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Treinos classificatórios[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid
1 2 França Alain Prost Williams-Renault 1:22.163 1:21.179
2 0 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault 1:22.283 1:21.491 + 0.318
3 27 França Jean Alesi Ferrari 1:22.625 1:21.986 + 0.807
4 8 Brasil Ayrton Senna McLaren-Ford 1:23.310 1:22.633 + 1.454
5 5 Alemanha Michael Schumacher Benetton-Ford 1:23.888 1:22.910 + 1.731
6 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 1:23.750 1:23.150 + 1.971
7 12 Reino Unido Johnny Herbert Lotus-Ford 1:25.463 1:23.769 + 2.590
8 10 Japão Aguri Suzuki Footwork-Mugen/Honda 1:26.127 1:23.856 + 2.677
9 7 Estados Unidos Michael Andretti McLaren-Ford 1:25.348 1:23.899 + 2.720
10 6 Itália Riccardo Patrese Benetton-Ford 1:26.082 1:23.918 + 2.739
11 9 Reino Unido Derek Warwick Footwork-Mugen/Honda 1:24.673 1:24.048 + 2.869
12 25 Reino Unido Martin Brundle Ligier-Renault 1:24.608 1:24.137 + 2.958
13 30 Finlândia J. J. Lehto Sauber 1:24.298 1:24.419 + 3.119
14 26 Reino Unido Mark Blundell Ligier-Renault 1:25.238 1:24.344 + 3.165
15 29 Áustria Karl Wendlinger Sauber 1:25.016 1:24.473 + 3.294
16 19 França Philippe Alliot Larrousse-Lamborghini 1:25.529 1:24.807 + 3.628
17 3 Japão Ukyo Katayama Tyrrell-Yamaha 1:26.300 1:24.886 + 3.707
18 4 Itália Andrea de Cesaris Tyrrell-Yamaha 1:25.482 1:24.916 + 3.737
19 14 Brasil Rubens Barrichello Jordan-Hart 1:26.664 1:25.144 + 3.965
20 20 França Erik Comas Larrousse-Lamborghini 1:26.323 1:25.257 + 4.078
21 21 Itália Michele Alboreto Scuderia Italia-Ferrari 1:26.287 1:25.368 + 4.189
22 24 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 1:25.903 1:25.478 + 4.299
23 15 Itália Marco Apicella Jordan-Hart 1:51.300 1:25.672 + 4.493
24 23 Brasil Christian Fittipaldi Minardi-Ford 1:26.135 1:25.699 + 4.520
25 22 Itália Luca Badoer Scuderia Italia-Ferrari 1:26.049 1:25.957 + 4.778
26 11 Portugal Pedro Lamy Lotus-Ford 1:26.380 1:26.324 + 5.145
Fonte:[1]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 0 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault 53 1:17:07.509 2 10
2 27 França Jean Alesi Ferrari 53 + 40.012 3 6
3 7 Estados Unidos Michael Andretti McLaren-Ford 52 + 1 volta 9 4
4 29 Áustria Karl Wendlinger Sauber 52 + 1 volta 15 3
5 6 Itália Riccardo Patrese Benetton-Ford 52 + 1 volta 10 2
6 20 França Erik Comas Larrousse-Lamborghini 52 + 1 volta 20 1
7 24 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 51 + 2 voltas 22
8 23 Brasil Christian Fittipaldi Minardi-Ford 51 + 2 voltas 24
9 19 França Philippe Alliot Larrousse-Lamborghini 51 + 2 voltas 16
10 22 Itália Luca Badoer Scuderia Italia-Ferrari 51 + 2 voltas 25
11 11 Portugal Pedro Lamy Lotus-Ford 49 Pane elétrica 26
12 2 França Alain Prost Williams-Renault 48 Motor 1
13 4 Itália Andrea de Cesaris Tyrrell-Yamaha 47 Pressão do óleo 18
14 3 Japão Ukyo Katayama Tyrrell-Yamaha 47 + 6 voltas 17
Ret 21 Itália Michele Alboreto Scuderia Italia-Ferrari 23 Suspensão 21
Ret 5 Alemanha Michael Schumacher Benetton-Ford 21 Engine 5
Ret 26 Reino Unido Mark Blundell Ligier-Renault 20 Acidente 14
Ret 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 15 Suspensão 6
Ret 12 Reino Unido Johnny Herbert Lotus-Ford 14 Spun Off 7
Ret 25 Reino Unido Martin Brundle Ligier-Renault 8 Colisão 12
Ret 8 Brasil Ayrton Senna McLaren-Ford 8 Colisão 4
Ret 10 Japão Aguri Suzuki Footwork-Mugen/Honda 0 Colisão 8
Ret 9 Reino Unido Derek Warwick Footwork-Mugen/Honda 0 Colisão 11
Ret 30 Finlândia J. J. Lehto Sauber 0 Colisão 13
Ret 14 Brasil Rubens Barrichello Jordan-Hart 0 Colisão 19
Ret 15 Itália Marco Apicella Jordan-Hart 0 Colisão 23
Fonte:[1]

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas e a campeã mundial de construtores surge grafada em negrito.

Notas

  1. O número oficial de corridas sob o nome de "Grande Prêmio da Itália" contém uma prova a mais que as efetivamente realizadas.
  2. Voltas na liderança: Alain Prost 48 voltas (1-48), Damon Hill 5 voltas (49-53).

Referências

  1. a b c «1993 Italian Grand Prix - race result». Consultado em 17 de setembro de 2018 
  2. Fred Sabino (12 de setembro de 2018). «Espetacular e assustador: há 25 anos, Christian Fittipaldi batia e voava em Monza». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 6 de setembro de 2019 
  3. ANDRADA E SILVA, Mário. Tri de Damon Hill adia o tetra de Alain Prost (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 13/09/1993. Esportes, p. 04. Página visitada em 17 de setembro de 2018.
Precedido por
Grande Prêmio da Bélgica de 1993
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1993
Sucedido por
Grande Prêmio de Portugal de 1993
Precedido por
Grande Prêmio da Itália de 1992
Grande Prêmio da Itália
63ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Itália de 1994