Grande Prêmio de San Marino de 1988

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio de San Marino
de Fórmula 1 de 1988
Circuit Imola 1992.png
Oitavo GP de San Marino realizado em Imola
Detalhes da corrida
Data 1º de maio de 1988
Nome oficial VIII Gran Premio di San Marino
Local Autódromo Enzo e Dino Ferrari, Ímola, Emília-Romanha, Itália
Total 60 voltas / 302.400 km
Condições do tempo Ensolarado, ameno
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:27.148
Volta mais rápida
Piloto
França Alain Prost McLaren-Honda
Tempo 1:29.685 (na volta 53)
Pódio
Primeiro
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Segundo
França Alain Prost McLaren-Honda
Terceiro
Brasil Nelson Piquet Lotus-Honda

Resultados do Grande Prêmio de San Marino de Fórmula 1 realizado em Imola à 1º de maio de 1988. Foi a segunda etapa da temporada e teve como vencedor o brasileiro Ayrton Senna.[1][2][nota 1]

Treinos previsíveis[editar | editar código-fonte]

Evidenciando superioridade frente aos rivais, a McLaren capturou a primeira fila do grid para a oitava edição do Grande Prêmio de San Marino com Ayrton Senna à frente de Alain Prost[3] e ambos com mais de três segundos de vantagem em relação a Nelson Piquet e sua Lotus num treino realizado em pista seca. Ao comentarem seus desempenhos, os comandados de Ron Dennis deram respostas diferentes: Senna afirmou que seria ainda mais rápido caso o tráfego não o tivesse atrapalhado em sua última tentativa;[4] Prost, por sua vez, atribuiu seu insucesso na busca da pole position a uma fechada de René Arnoux. Outrora parceiro de equipe e depois rival de Prost na Renault,[5] Arnoux foi incapaz de classificar sua Ligier para a corrida.

A vez de Ayrton Senna[editar | editar código-fonte]

Líder da prova desde a largada, Ayrton Senna viu o carro de Alain Prost falhar na hora da partida e cair para sexto.[2] Beneficiado pelo azar do francês, Nelson Piquet ascendeu ao segundo lugar onde permaneceu até a oitava volta quando Prost, em recuperação vigorosa, tomou-lhe a segunda posição e estabeleceu a dobradinha vigente até o fim da contenda. Sem ter como acompanhar os carros da McLaren, o tricampeão mundial manteve sua Lotus na pista enquanto os italianos Riccardo Patrese, da Williams, e Alessandro Nanini, da Benetton, duelavam pelo quarto posto com Patrese resistindo aos ataques de seu conterrâneo, no entanto o ploto da Benetton ultrapassou o rival na volta 24 e saiu à caça de Piquet, alcançando-o cinco giros mais tarde. Posicionado por fora na Tosa, não ultrapassou seu rival naquela curva, pois o brasileiro usou a potência de seu motor Honda turbo, manteve a trajetória e conservou a posição. Atrás deles um redivivo Nigel Mansell superou Thierry Boutsen em novo duelo entre Williams e Benetton quando o belga subiu na zebra após um erro ao frear na Rivazza. Desgastado pelo duelo com Piquet, o carro de Nanini roda e Mansell aproveitou a chance para reduzir a desvantagem em relação a Piquet e o superou na volta 40, porém o brasileiro retomou a posição poucos metros adiante.[6]

Ayrton Senna manteve a ponta graças à sua boa largada e o revés de Alain Prost e mantinha a corrida sob seu controle sendo que a diferença entre eles oscilava graças aos retardatários e à obrigação de poupar combustível, fatores que permitiram ao francês assinalar a volta mais rápida da prova na 53ª passagem enquanto Senna diminuía seu ritmo à medida que o espetáculo se encerrava. Contudo, o brasileiro percebeu que a alavanca de seu câmbio estava frouxa e seu cockpit exalava um cheiro de queimado[2] e temendo uma quebra chegou pouco mais de dois segundos adiante do rival com ambos parando seus carros poucos metros depois de cruzarem a linha de chegada! Em sua tricentésima corrida na Fórmula 1, a McLaren fez dobradinha vibrando com a primeira vitória de Senna pela escuderia, sendo o primeiro a triunfar em Ímola largando da pole position.[7] Em segundo lugar cruzou Alain Prost com Nelson Piquet, da Lotus, em terceiro e a uma volta dos líderes enquanto Thierry Boutsen, Gerhard Berger e Alessandro Nanini completaram a zona de pontuação.

Eufórico com sua vitória, Ayrton Senna externou sua confiança quanto a possibilidade de lutar pelo título,[8] embora Alain Prost conservasse a liderança da competição pelo placar de quinze a nove. Para Nelson Piquet restou o alívio de colher um bom resultado depois de sofrer um forte acidente nesta mesma pista de Ímola ao bater na curva Tamburello com uma Williams em 1º de maio de 1987.[9]

Treinos classificatórios[editar | editar código-fonte]

1º treino classificatório
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 12 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 1:41.278
2 11 França Alain Prost McLaren-Honda 1:41.597
3 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 1:43.394
4 26 Suécia Stefan Johansson Ligier-Judd 1:43.633
5 1 Brasil Nelson Piquet Lotus-Honda 1:44.806
6 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 1:45.090
7 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Judd 1:45.616
8 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Judd 1:45.673
9 27 Itália Michele Alboreto Ferrari 1:45.982
10 29 França Yannick Dalmas Lola-Ford 1:46.062
11 30 França Philippe Alliot Lola-Ford 1:47.215
12 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 1:47.265
13 2 Japão Satoru Nakajima Lotus-Honda 1:47.399
14 14 França Philippe Streiff AGS-Ford 1:47.465
15 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 1:47.518
16 31 Itália Gabriele Tarquini Coloni-Ford 1:48.146
17 36 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 1:48.156
18 18 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Megatron 1:48.399
19 9 Itália Piercarlo Ghinzani Zakspeed 1:48.463
20 33 Itália Stefano Modena Eurobrun-Ford 1:48.466
21 23 Espanha Adrian Campos Minardi-Ford 1:49.012
22 25 França René Arnoux Ligier-Judd 1:49.054
23 17 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Megatron 1:49.081
24 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 1:49.211
25 15 Brasil Maurício Gugelmin March-Judd 1:49.306
26 10 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed 1:51.498
27 32 Argentina Oscar Larrauri Eurobrun-Ford 1:54.566
- 20 Bélgica Thierry Boutsen Benetton-Ford sem tempo
- 22 Itália Andrea de Cesaris Rial-Ford sem tempo
- 4 Reino Unido Julian Bailey Tyrrell-Ford sem tempo
EXC 21 Itália Nicola Larini Osella Excluído
2º treino classificatório
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 12 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 1:27.148
2 11 França Alain Prost McLaren-Honda 1:27.919
3 1 Brasil Nelson Piquet Lotus-Honda 1:30.500
4 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 1:30.590
5 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 1:30.683
6 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Judd 1:30.952
7 18 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Megatron 1:31.300
8 20 Bélgica Thierry Boutsen Benetton-Ford 1:31.414
9 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 1:31.519
10 27 Itália Michele Alboreto Ferrari 1:31.520
11 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Judd 1:31.635
12 2 Japão Satoru Nakajima Lotus-Honda 1:31.647
13 14 França Philippe Streiff AGS-Ford 1:32.013
14 17 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Megatron 1:32.483
15 30 França Philippe Alliot Lola-Ford 1:32.712
16 22 Itália Andrea de Cesaris Rial-Ford 1:33.037
17 31 Itália Gabriele Tarquini Coloni-Ford 1:33.236
18 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 1:33.239
19 29 França Yannick Dalmas Lola-Ford 1:33.374
20 15 Brasil Maurício Gugelmin March-Judd 1:33.448
21 4 Reino Unido Julian Bailey Tyrrell-Ford 1:33.874
22 23 Espanha Adrian Campos Minardi-Ford 1:33.903
23 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 1:33.972
24 36 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 1:34.204
25 9 Itália Piercarlo Ghinzani Zakspeed 1:34.567
26 33 Itália Stefano Modena Eurobrun-Ford 1:34.782
27 32 Argentina Oscar Larrauri Eurobrun-Ford 1:35.077
28 26 Suécia Stefan Johansson Ligier-Judd 1:35.654
29 25 França René Arnoux Ligier-Judd 1:36.123
30 10 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed 1:36.218
EXC 21 Itália Nicola Larini Osella Excluído
Não classificados
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
27 32 Argentina Oscar Larrauri Eurobrun-Ford 1:35.077
28 26 Suécia Stefan Johansson Ligier-Judd 1:35.654
29 25 França René Arnoux Ligier-Judd 1:36.123
30 10 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed 1:36.218
EXC 21 Itália Nicola Larini Osella Excluído

Grid de largada e classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Grid de largada
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 12 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 1:27.148
2 11 França Alain Prost McLaren-Honda 1:27.919
3 1 Brasil Nelson Piquet Lotus-Honda 1:30.500
4 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 1:30.590
5 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 1:30.683
6 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Judd 1:30.952
7 18 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Megatron 1:31.300
8 20 Bélgica Thierry Boutsen Benetton-Ford 1:31.414
9 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 1:31.519
10 27 Itália Michele Alboreto Ferrari 1:31.520
11 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Judd 1:31.635
12 2 Japão Satoru Nakajima Lotus-Honda 1:31.647
13 14 França Philippe Streiff AGS-Ford 1:32.013
14 17 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Megatron 1:32.483
15 30 França Philippe Alliot Lola-Ford 1:32.712
16 22 Itália Andrea de Cesaris Rial-Ford 1:33.037
17 31 Itália Gabriele Tarquini Coloni-Ford 1:33.236
18 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 1:33.239
19 29 França Yannick Dalmas Lola-Ford 1:33.374
20 15 Brasil Maurício Gugelmin March-Judd 1:33.448
21 4 Reino Unido Julian Bailey Tyrrell-Ford 1:33.874
22 23 Espanha Adrian Campos Minardi-Ford 1:33.903
23 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 1:33.972
24 36 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 1:34.204
25 9 Itália Piercarlo Ghinzani Zakspeed 1:34.567
26 33 Itália Stefano Modena Eurobrun-Ford 1:34.782
Classificação da prova
Pos. Piloto Chassi/Motor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 12 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 60 1:32'41.264 1 9
2 11 França Alain Prost McLaren-Honda 60 + 2.334 2 6
3 1 Brasil Nelson Piquet Lotus-Honda 59 + 1 volta 3 4
4 20 Bélgica Thierry Boutsen Benetton-Ford 59 + 1 volta 8 3
5 28 Áustria Gerhard Berger Ferrari 59 + 1 volta 5 2
6 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 59 + 1 volta 4 1
7 18 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Megatron 59 + 1 volta 7
8 2 Japão Satoru Nakajima Lotus-Honda 59 + 1 volta 12
9 17 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Megatron 58 + 2 voltas 14
10 14 França Philippe Streiff AGS-Ford 58 + 2 voltas 13
11 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 58 + 2 voltas 18
12 29 França Yannick Dalmas Lola-Ford 58 + 2 voltas 19
13 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Judd 58 + 2 voltas 6
14 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 58 + 2 voltas 23
15 15 Brasil Maurício Gugelmin March-Judd 58 + 2 voltas 20
16 23 Espanha Adrian Campos Minardi-Ford 57 + 3 voltas 22
17 30 França Philippe Alliot Lola-Ford 57 + 3 voltas 15
18 27 Itália Michele Alboreto Ferrari 54 Motor 10
NC 33 Itália Stefano Modena Eurobrun-Ford 52 Não classificado 26
Ret 4 Reino Unido Julian Bailey Tyrrell-Ford 48 Câmbio 21
Ret 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Judd 42 Motor 11
Ret 31 Itália Gabriele Tarquini Coloni-Ford 40 Acelerador 17
Ret 36 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 18 Câmbio 24
Ret 9 Itália Piercarlo Ghinzani Zakspeed 16 Pane elétrica 25
Ret 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 2 Câmbio 9
Ret 22 Itália Andrea de Cesaris Rial-Ford 0 Suspensão 16
DNQ 32 Argentina Oscar Larrauri Eurobrun-Ford Não qualificado
DNQ 26 Suécia Stefan Johansson Ligier-Judd Não qualificado
DNQ 25 França René Arnoux Ligier-Judd Não qualificado
DNQ 10 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed Não qualificado
EXC 21 Itália Nicola Larini Osella Excluído

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por temporada não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. Voltas na liderança: Ayrton Senna liderou as 60 voltas da prova.

Referências

  1. «1988 San Marino Grand Prix - race result». Consultado em 10 de setembro de 2018 
  2. a b c Fred Sabino (1 de maio de 2019). «Dia 1º de maio também marcou primeira vitória de Senna pela McLaren, em 1988». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 1º de maio de 2019 
  3. RODRIGUES, Sérgio. Senna sai na frente com McLaren arrasadora (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 01/05/1988. Esportes, Primeiro caderno, p. 50. Página visitada em 1º de maio de 2019.
  4. Tempo fica aquém do possível (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 01/05/1988. Esportes, Primeiro caderno, p. 50. Página visitada em 1º de maio de 2019.
  5. Fred Sabino (4 de julho de 2018). «Os 70 anos de René Arnoux, um dos mais arrojados pilotos da década de 1980». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 1º de maio de 2019 
  6. Nanini e Patrese "brigam" até a 24ª volta (online). Folha de S.Paulo, São Paulo (SP), 02/05/1988. Esportes, p. A-21. Página visitada em 9 de maio de 2019.
  7. ANDRADA E SILVA, Mário. Vitória de Senna confirma favoritismo da McLaren (online). Folha de S.Paulo, São Paulo (SP), 02/05/1988. Esportes, p. A-21. Página visitada em 9 de maio de 2019.
  8. Senna, eufórico: "Vou disputar o título" (online). O Globo, Rio de Janeiro (RJ), 02/05/1988. Matutina, Esportes, pág. 10. Página visitada em 11 de setembro de 2018.
  9. Fred Sabino (28 de abril de 2019). «Famoso pela morte de Ayrton Senna, autódromo de Imola era dos mais rápidos e desafiadores». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 9 de maio de 2019 
Precedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1988
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1988
Sucedido por
Grande Prêmio de Mônaco de 1988
Precedido por
Grande Prêmio de San Marino de 1987
Grande Prêmio de San Marino
8ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio de San Marino de 1989