Grande Prêmio do Japão de 2022

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Grande Prêmio do Japão de 2022
Suzuka circuit map--2005.svg
Grande Prêmio do Japão de 2022.
Detalhes da corrida
Data 9 de outubro de 2022
Nome oficial Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022
Local Circuito de Suzuka, Suzuka, Japão
Total 53 voltas / 307.471 km
Pole
Piloto
Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-RBPT
Tempo 1.29.304
Volta mais rápida
Piloto
China Zhou Guanyu Alfa Romeo-Ferrari
Tempo 1:44.411 (na volta 20)
Pódio
Primeiro
Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-RBPT
Segundo
México Sergio Pérez Red Bull Racing-RBPT
Terceiro
Mónaco Charles Leclerc Ferrari
Cronologia
Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2022
Singapura
Estados Unidos
Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022
2019
2023

O Grande Prêmio do Japão de 2022 (formalmente denominado Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022) foi a décima oitava etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2022, disputada em 9 de outubro de 2022 no Circuito de Suzuka, Suzuka, Japão.[1] Max Verstappen venceu a corrida e sagrou-se bicampeão mundial de Fórmula 1.[2]

Antecedentes e resumo da corrida[editar | editar código-fonte]

O evento foi realizado durante o fim de semana de 7 a 9 de outubro. Foi a décima oitava rodada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2022 e a primeira vez que o evento foi realizado desde 2019, com as corridas de 2020 e 2021 canceladas devido à pandemia de COVID-19. Valtteri Bottas entrou nessa prova como o vencedor da última corrida.[3]

Entrando no final de semana, Max Verstappen liderava o Campeonato de Pilotos por 104 pontos a frente de Charles Leclerc, segundo, e 106 pontos a frente do colega de equipe Sergio Pérez, em terceiro. A equipe Red Bull Racing liderava o Campeonato de Construtores, na frente da Ferrari por 137 pontos e da Mercedes por 203 pontos.[4] Pela segunda corrida, Verstappen teve a oportunidade de garantir seu segundo Campeonato Mundial de Pilotos consecutivo. Ele precisava superar Leclerc por oito pontos e Pérez por seis.[5]

Após a qualificação, Max Verstappen recebeu uma reprimenda dos comissários de bordo por um incidente no Q3 envolvendo a perda de controle do carro o que exigiu que Lando Norris manobrasse em torno da Verstappen em velocidade elevada na 130R. Apesar disso, não foi emitida nenhuma penalidade na grelha.[6]

A corrida começou às 14h00, hora local, do dia 9 de outubro de 2022, mas foi marcada com bandeira vermelha na volta 2. Houve alguma controvérsia sob o carro de segurança, com Pierre Gasly e outros passando um veículo de recuperação estacionário na pista, lembrando o acidente de 2014 que matou Jules Bianchi.[7] Após a corrida, as ações foram amplamente condenadas com o pai de Bianchi, Philippe, que escreveu no Instagram: "Sem respeito pela vida do piloto, sem respeito pela memória de Jules". Incrível". A FIA confirmou que haverá uma investigação sobre as circunstâncias em torno da implantação de veículos de recuperação em Suzuka.[8]

A corrida foi retomada às 16:15, horário local, atrás do carro de segurança. Apesar de apenas serem completadas 28 das 53 voltas da corrida, que está dentro da tabela de pontuação percentual de conclusão de 50%–75% de volta, os pontos totais foram concedidos, sendo que os pontos parciais somente se aplicam a corrida for suspensa e não puder ser retomada,[9] o que fez com que Max Verstappen se tornasse bicampeão mundial.[2]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Treino classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos. No. Driver Constructor Qualifying times Final
grid
Q1 Q2 Q3
1 1 Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-RBPT 1:30.224 1:30.346 1:29.304 1
2 16 Mónaco Charles Leclerc Ferrari 1:30.402 1:30.486 1:29.314 2
3 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Ferrari 1:30.336 1:30.444 1:29.361 3
4 11 México Sergio Pérez Red Bull Racing-RBPT 1:30.622 1:29.925 1:29.709 4
5 31 França Esteban Ocon Alpine-Renault 1:30.696 1:30.357 1:30.165 5
6 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 1:30.906 1:30.443 1:30.261 6
7 14 Espanha Fernando Alonso Alpine-Renault 1:30.603 1:30.343 1:30.322 7
8 63 Reino Unido George Russell Mercedes 1:30.865 1:30.465 1:30.389 8
9 5 Alemanha Sebastian Vettel Aston Martin-Mercedes 1:31.256 1:30.656 1:30.554 9
10 4 Reino Unido Lando Norris McLaren-Mercedes 1:30.881 1:30.473 1:31.003 10
11 3 Austrália Daniel Ricciardo McLaren-Mercedes 1:30.880 1:30.659 N/A 11
12 77 Finlândia Valtteri Bottas Alfa Romeo-Ferrari 1:31.226 1:30.709 N/A 12
13 22 Japão Yuki Tsunoda AlphaTauri-RBPT 1:31.130 1:30.808 N/A 13
14 24 China Zhou Guanyu Alfa Romeo-Ferrari 1:30.894 1:30.953 N/A 14
15 47 Alemanha Mick Schumacher Haas-Ferrari 1:31.152 1:31.439 N/A 15
16 23 Tailândia Alexander Albon Williams-Mercedes 1:31.311 N/A N/A 16
17 10 França Pierre Gasly AlphaTauri-RBPT 1:31.322 N/A N/A PL1
18 20 Dinamarca Kevin Magnussen Haas-Ferrari 1:31.352 N/A N/A 17
19 18 Canadá Lance Stroll Aston Martin-Mercedes 1:31.419 N/A N/A 18
20 6 Canadá Nicholas Latifi Williams-Mercedes 1:31.511 N/A N/A 192
107% time: 1:36.539
Source:[10][11]

Notas

↑1Pierre Gasly qualificou-se em 17º, mas começou a corrida a partir do pit lane devido a uma montagem da asa traseira, lastro da asa dianteira e a configuração da suspensão.[12]

↑2Nicholas Latifi recebeu uma penalidade de cinco posições no grid por causar uma colisão com Zhou Guanyu no GP anterior Grande Prêmio de Singapura. A penalidade não fez diferença, pois ele se classificou na última posição.[13]

Corrida[editar | editar código-fonte]

A corrida começou às 14h00, hora local, em 9 de outubro de 2022, mas foi bandeira vermelha na volta 2. Houve alguma controvérsia sob o carro de segurança, com Pierre Gasly e outros passando um veículo de recuperação estacionário na pista em velocidade de corrida, semelhante ao acidente de 2014 que matou Jules Bianchi.

A corrida recomeçou às 16h15, hora local, atrás do safety car.

Pos. No. Driver Constructor Laps Time/Retired Grid Points
1 1 Países Baixos Max Verstappen Red Bull Racing-RBPT 28 3:01:44.004 1 25
2 11 México Sergio Pérez Red Bull Racing-RBPT 28 +27.066 4 18
3 16 Mónaco Charles Leclerc Ferrari 28 +31.7631 2 15
4 31 França Esteban Ocon Alpine-Renault 28 +39.685 5 12
5 44 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes 28 +40.326 6 10
6 5 Alemanha Sebastian Vettel Aston Martin-Mercedes 28 +46.358 9 8
7 14 Espanha Fernando Alonso Alpine-Renault 28 +46.369 7 6
8 63

Reino Unido George Russell

Mercedes 28 +47.661 8 4
9 6 Canadá Nicholas Latifi Williams-Mercedes 28 +1:10.143 19 2
10 4 Reino Unido Lando Norris McLaren-Mercedes 28 +1:10.782 10 1
11 3 Austrália Daniel Ricciardo McLaren-Mercedes 28 +1:12.877 11
12 18 Canadá Lance Stroll Aston Martin-Mercedes 28 +1:13.904 18
13 22 Japão Yuki Tsunoda AlphaTauri-RBPT 28 +1:15.599 13
14 20 Dinamarca Kevin Magnussen Haas-Ferrari 28 +1:26.016 17
15 77 Finlândia Valtteri Bottas Alfa Romeo-Ferrari 28 +1:26.496 12
16 24 China Zhou Guanyu Alfa Romeo-Ferrari 28 +1:27.043 14
17 47 Alemanha Mick Schumacher Haas-Ferrari 28 +1:32.523 15
18 10 França Pierre Gasly AlphaTauri-RBPT 28 +1:48.0912 PL
Ret 55 Espanha Carlos Sainz Jr. Ferrari 0 Batida 3
Ret 23 Tailândia Alexander Albon Williams-Mercedes 0 Problema Hidráulico 16
Volta mais rápida: China Zhou Guanyu Alfa Romeo-Ferrari) – 1:44.411 (volta 20)
Source:[11][14][15]

Notes

  • ↑1Charles Leclerc terminou em segundo, mas ele recebeu uma penalização de cinco segundos por sair da pista e ganhar vantagem.[14]
  • ↑2Pierre Gasly terminou em 17°, mas ele recebeu uma penalização de 20 segundos de drive through devido ao excesso de velocidade em condições de bandeira vermelha.[14]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Voltas na Liderança[editar | editar código-fonte]

Nº de Voltas Piloto Voltas
27 Países Baixos Max Verstappen 1-7, 9-28
1 Espanha Fernando Alonso 8

Tabela do Campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Notas: Apenas as cinco primeiras posições estão incluídas para ambos os conjuntos de classificação.
Campeão

Referências

  1. «Japanese Grand Prix 2022 - F1 Race». Formula 1® - The Official F1® Website (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2022 
  2. a b c «Max Verstappen é bicampeão mundial de F1 no Japão». G1. 9 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  3. «Mercedes brinca com estratégia e dá vitória a Bottas no GP do Japão». Grande Prêmio. Consultado em 13 de outubro de 2019 
  4. «Singapore 2022 – Championship». Stats F1. 2 de outubro de 2022. Consultado em 2 de outubro de 2022 
  5. «Points permutations: What Verstappen needs to do to win his second drivers' crown in Japan». Formula1.com. 3 de outubro de 2022. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  6. «Verstappen handed reprimand for Japanese GP qualifying incident with Norris but holds onto pole». Formula 1.com (em inglês). Consultado em 8 de outubro de 2022 
  7. «'We lost Jules because of this': F1 drivers furious over crane · RaceFans». RaceFans (em inglês). 9 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  8. «Japanese Grand Prix: Memories of Jules Bianchi death trigger anger over recovery truck on track» (em inglês). 9 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  9. Valantine, Henry (9 de outubro de 2022). «FIA explain how Max Verstappen was able to clinch World Championship in Japan». PlanetF1 (em inglês). Consultado em 9 de outubro de 2022 
  10. «Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022 – Qualifying». Formula 1.com. 8 Outubro 2022. Consultado em 8 Outubro 2022 
  11. a b «Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022 – Starting Grid». Formula 1.com. 8 Outubro 2022. Consultado em 8 Outubro 2022 
  12. «Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022 – Starting Grid». Formula 1.com. 8 Outubro 2022. Consultado em 8 Outubro 2022 
  13. «Latifi hit with 5-place grid penalty for Japanese GP after clash with Zhou in Singapore». Formula1.com. 2 Outubro 2022. Consultado em 2 Outubro 2022 
  14. a b c «Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022 – Race Result». Formula 1.com. 9 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  15. «Formula 1 Honda Japanese Grand Prix 2022 – Fastest Laps». Formula 1.com. 9 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  16. a b «Singapore 2022 – Championship». Stats F1. 2 Outubro 2022. Consultado em 4 Outubro 2022