Grande Somália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2015)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Território estimado da nação pan-somalí ou Grande Somália.

A Grande Somália (Somali: Soomaaliweyn) refere-se à região no Chifre da África, na qual os somalis étnicos historicamente têm representado a população predominante. Portanto, esse projeto nacionalista irredentista englobaria a Somália, o Djibuti, a parte oriental da Etiópia (Ogaden) e a Província Oriental e do Norte (ambas atualmente administradas pela Etiópia e o Quénia, respectivamente). O Pan-Somalismo refere-se à visão de unificar esses territórios sob uma bandeira e nação somali. A prossecução deste objetivo levou a um conflito armado na região de Ogaden na década de 1980, da Somália contra a Etiópia durante a Guerra Fria: a Guerra de Ogaden; bem como apoiar insurgentes somalis na chamada Guerra de Shifta contra o Quênia.

Bandeira da Somália, a estrela de cinco pontas simboliza as cinco partes da Grande Somália: o noreste do Quênia, a região da Etiópia de Ogaden e o Djibuti.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Pierre Petrides, The Boundary Question between Ethiopia and Somalia. New Delhi, 1983.
  • Samatar (ed.), Said S. (2005). «Somalia Country Studies». Federal Research Division of Library of Congress 
  • Aidid, Mohammed Farah; Dr. Satya Pal Ruhela (2001). «Somalia: From The Dawn of Civilization To The Modern Times». Civic Webs Virtual Library. Consultado em 20 de dezembro de 2006 
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.