Graptopetalum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGraptopetalum
Graptopetalum amethystinum 3.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Clado: Eudicotiledôneas
Ordem: Saxifragales
Família: Crassulaceae
Género: Graptopetalum
Espécies
Ilustração da espécie Graptopetalum bellum num selo ucraniano de 2014

Graptopetalum é um género botânico de eudicotiledôneas [1] pertencente à família das crassuláceas (Crassulaceae).[2] Planta bastante divulgada e de fácil propagação e crescimento, a Graptopetalum espalhou-se rapidamente pelo mundo. Ao contrário do que o nome da espécie mais comum (Graptopetalum paraguayense) indica, ela não é nativa do Paraguai, e sim do México.

Seu primeiro nome, em grego, significa "pétalas pintadas"[2] e, de facto, conforme a exposição ao sol, adquire tons rosáceos, acobreados ou azulados, podendo ir até o vermelho vivo, passando por cores como roxo ou verde pálido. Tem flores estreladas e cresce em espiral, propagando-se por vezes numa área superior a 60 cm2, acomodando-se também em vasos ou estruturas suspensas.

Muito frágil, tem tendência a se partir facilmente, o que ajuda na sua propagação, já que suas folhas se enraízam com facilidade. Resiste, no entanto a temperaturas extremas de calor e frio, aguentando mesmo o gelo durante algum tempo.



Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Group, The Angiosperm Phylogeny; Chase, M. W.; Christenhusz, M. J. M.; Fay, M. F.; Byng, J. W.; Judd, W. S.; Soltis, D. E.; Mabberley, D. J.; Sennikov, A. N. (1 de maio de 2016). «An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG IV». Botanical Journal of the Linnean Society (em inglês) (1): 1–20. ISSN 0024-4074. doi:10.1111/boj.12385. Consultado em 19 de fevereiro de 2021 
  2. a b «pertencente à — World Flora Online». www.worldfloraonline.org. Consultado em 19 de agosto de 2020