Grau API

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Fevereiro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.

O Grau API (em inglês, API Gravity) é uma escala arbitrária que mede a densidade dos líquidos derivados do petróleo.[1] Foi criada pelo American Petroleum Institute - API, juntamente com a National Bureau of Standards e utilizada para medir a densidade relativa de líquidos. Quanto mais densidade o óleo tiver, menor será seu grau API.[1]

Formulação[editar | editar código-fonte]

É obtido pela fórmula:

ºAPI = (141,5 ÷ densidade da amostra) - 131,5

em que a densidade é medida relativamente à densidade da água [1]

A densidade, portanto, pode ser obtida por:

 \rho = \frac { 141.5 } { {^o}\mbox{API} + 131.5}\,

Obs: 60°F correspondem a 15,55...°C

Grau API do American Petroleum Institute (ºAPI)

Forma de expressar a densidade relativa de um óleo ou derivado. A escala API, medida em graus, varia inversamente à densidade relativa, isto é, quanto maior a densidade relativa, menor o grau API. O grau API é maior quando o petróleo é mais leve. Petróleos com grau API maior que 30 são considerados leves; entre 22 e 30 graus API, são médios; abaixo de 22 graus API, são pesados; com grau API igual ou inferior a 10, são petróleos extrapesados. Quanto maior o grau API, maior o valor do petróleo no mercado.

Classificação do petróleo segundo o Grau API[editar | editar código-fonte]

O grau de API permite classificar o petróleo em

Petróleo leve [1] ou de base Naftênico: [carece de fontes?] Possui ºAPI maior que 30.[1] Contém, além de alcanos, uma porcentagem de 15 a 25% de cicloalcanos.
Petróleo médio [1] ou de base Aromático: [carece de fontes?] Possui ºAPI entre 22 e 30.[1] Além de alcanos, contém também de 25 a 30% de hidrocarbonetos aromáticos.
Petróleo pesado [1] ou de base Parafínico: [carece de fontes?] Possui ºAPI menor que 22 [1] e é constituído, praticamente, só de hidrocarbonetos aromáticos.

Quanto maior o grau API, maior o valor do produto no mercado.

O petróleo encontrado pela Petrobras no campo petrolífero de Tupi (bacia de Santos) em Novembro de 2007 foi testado e classificado como 28º API, ao contrário do que é frequêntemente dito é do tipo médio e não leve. Um dos motivos para a sua divulgação como leve é a comparação com a média da densidade do petróleo nacional.

Referências