Graxaim-do-campo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Graxaim)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGraxaim[1]
Lycalopex gymnocercus.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Canidae
Género: Lycalopex
Espécie: L. gymnocercus
Nome binomial
Lycalopex gymnocercus
( Fischer, 1814)
Distribuição geográfica
Distribuição geográfica
Distribuição geográfica

O graxaim ou sorro (nome científico: Lycalopex gymnocercus[1]) é um mamífero carnívoro da família dos canídeos, encontrado nos campos úmidos do Sul do Brasil, no Paraguai, no Norte da Argentina e no Uruguai, sendo conhecido como zorro de las Pampas nestes três últimos países. O graxaim chega a medir até 1 metro de comprimento, com pelagem cinza amarelada, o alto da cabeça marrom ferrugíneo, orelhas grandes e focinho afilado. Também é conhecido pelos nomes de graxaim-do-campo, guaraxaim (do guarani aguara cha'î) e sorro (do espanhol zorro).

Seus hábitos são crepusculares e noturnos; é um animal solitário, encontrando-se aos pares na época da reprodução. Quando perseguido refugia-se em troncos ocos e buracos de tatu, e pode até se fingir de morto em algumas situações.

O graxaim entrou em situação de alerta no estado do Paraná por sua distribuição restrita, pela caça dele mesmo, pela caça de suas fontes alimentares e pela destruição de seu habitat — monoculturas como soja e pinus estão causando sua migração para outras áreas e morte por falta de fontes de alimentação. O gado solto nos campos nativos também é um dos grandes destruidores do seu habitat[2].

Segundo Ruas et al. (2003, p. 113)[3] "No mundo existem 35 espécies de canídeos silvestres, e destas, três habitam o território gaúcho: Chrysocyon brachyurus (lobo-guará) Lycalopex gymnocercus (graxaim-do-campo) e Cerdocyon thous (graxaim-do-mato). Os dois gêneros de graxaim são encontrados frequentemente nas fazendas da Região Sul do Rio Grande do Sul".

Não deve ser confundido com uma raposa ou a raposa-colorada.

Esse animal é caraterístico da Campanha Gaúcha, que faz parte do bioma do Pampa. O mapa mostra a ocorrência desse animal no estado do RS.

Referências

  1. a b Wozencraft, W.C. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), ed. Mammal Species of the World 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494 
  2. Conheça dez dos animais mais famosos da fauna paranaense - Raposa-dos-Pampas Portal Gazeta do Povo - acessado em 6 de outubro de 2011
  3. Ruas, JL (2003). «BABESIA SP. EM GRAXAIM DO CAMPO (LYCALOPEX GYMNOCERCUS) NO SUL DO BRASIL» (PDF). Consultado em 28 de agosto de 2017.