Gregório de Antioquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Gregório de Antioquia (? — 593) foi um Patriarca de Antioquia da Igreja Ortodoxa Grega entre 571 e 593.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Gregório começou como um monge no mosteiro bizantino em Jerusalém conforme Evágrio Escolástico[1]. Ele foi transferido pelo imperador Justino II (565 - 578) para o Monte Sinai e era o abade ali quando o mosteiro foi atacado pelos árabes. João Mosco menciona que ele também foi o abade do mosteiro de Farano, na Palestina. Em 569 - 570, ele se tornou Patriarca de Antioquia depois que Justino depôs Anastácio I.

Em 578, Anatólio acusou Gregório de ser um cripto-pagão envolvido no sacrifício de um garoto, mas depois retirou seu testemunho "após ser submetido a uma extrema tortura"[2].

Gregório foi uma figura influente e foi sujeitado a todo tipo de assédios e inquéritos oficiais por conta disso, incluindo uma visita à corte imperial em Constantinopla em algum momento antes de 588 d.C. As acusações eram aparentemente falsas e ele foi absolvido. Quando as tropas romanas que lutavam contra os persas se amotinaram durante o reino do imperador Maurício I, pediram a Gregório que mediasse um acordo.

Quando Cosroes II da Pérsia foi obrigado a desertar para os romanos em busca de segurança no início de seu reinado, Gregório e Domiciano, metropolita de Melitene, foram enviados para recebê-lo. Seus serviços claramente foram bem aceitos, pois quando Cosroes recebeu de volta seu reino, enviou para Gregório a cruz que tinha sido levada antes de Sergiópolis por Cosroes I. Após este evento, Gregório fez uma viagem até as terras na fronteira para converter monofisitas para a fé calcedoniana.

Ele morreu em 593 - 4, envenenado por uma droga que tomou para aliviar a sua gota. Seu predecessor, Anastácio I, retomou então o trono episcopal.

De suas obras, cinco homilias chegaram até nós e foram publicados por Migne em sua Patrologia Graeca.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Anastácio I
Patriarca grego ortodoxo de Antioquia
571593
Sucedido por
Anastácio I

Referências

  1. «6». História Eclesiástica. Gregory, the successor of Anastasius (em inglês). V. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  2. «18». História Eclesiástica. Commotion on account of Anatolius (em inglês). V. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Angelo di Berardino, ed. (2006.). «Hbk.». Patrology: The Eastern Fathers from the Council of Chalcedon (451) to John of Damascus (+750) (em inglês). Cambridge: James Clarke & Co. p. xxxiii + 701. ISBN 0-227-67979-2  Verifique data em: |ano= (ajuda)