Greg Ginn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gregory Regis Ginn (8 de junho de 1954) é um guitarrista, compositor e cantor estadunidense. Ele é mais conhecido por ser o líder e principal compositor da banda de hardcore punk Black Flag, que ele fundou e liderou de 1976 a 1986.[1]

É considerado pela Rolling Stone como um dos 100 melhores guitarristas de todos os tempos, ocupando a posição 99.[2]

Equipmento[editar | editar código-fonte]

Guitarras[editar | editar código-fonte]

Durante a maior parte da existência do Black Flag, Ginn usou uma Ampeg feita pelo luthier Dan Armstrong, feita de Lucite (plástico transparente) com captadores intercambiáveis quase independentes; pode ser vista em uso em here. A guitarra foi roubada depois de intenso uso em 16 de abril de 1986. Ginn tocava com tanta força que suor e sangue começaram aentrar na guitarra causando pequenos curto-circuitos. Para corrigir esse problema foram trocados os botões da guitarra por botões impermeáveis. Ginn não usava pedais de efeito, portanto todos os sons tirados da guitarra foram criados apenas com ela e o aplificador.

Depois que essa Ampeg foi roubada, ele passou a usar uma Ibanez Roadstar II. De acordo com Ginn, ele também usava uma Ibanez Flying V com um amplificador Sound City valvulado por um tempinho. Ele disse que esse Sound City era horrível e que foi a última vez que usou um amplificador valvulado. Ele diz não gost6ar de amplificadores valvulados porque eles completam o som e dão corpo e o que ele gosta é um som vagabundo.

Sua guitarra atual, que inclusive foi usada na reunião do Black Flag em 2003 Stratocaster personalizada de madeira chamada "Graffiti". "Esta guitarra é a única que tem um grafite e é bastante pesada para uma cópia Stratocaster."

Amplificadores e falantes[editar | editar código-fonte]

Originalmente, Ginn usava um P.A. Peavey Standard Series 260 quatro canais para criar sua sonoridade. Ele apenas plugava a guitarra neles e aumentava o volume até o som se distorcer naturalmente. Esse procedimento criou tanto o som abrasivo da banda como a forma de cantar. Esse é o som ouvido no primeiro single do Black Flag, Nervous Breakdown, que saiu no álbum Damaged. Até 1982 ele era visto usando cabeças Peavey Musician e Peavey Standardao vivo. Ginn depois usou um rack mounted Roland SIP-300 guitar preamp junto com um QSC power amp até 1985 quando começou a usar um Yamaha PG-1 preamp de guitarra de mesmo poder até trocar por um Crest PL400 power amp durante a última excursão.

O primeiro auto falante usado por ele foi provavelmente um marshall 4x12's. Ele usou um Sound City 4x12 também. O primeiro falante feito a mão que ele teve era um Peavey Black Widow 15". depois ele conseguiu um Electro-Voice. Um continha seis alto-falantes de 12 polegadas, e outro com dois alto-falantes de 15". Ele então teve duas caixas personalizados construídas com dois alto-falantes, 2 de 12 e um de 15 polegadas. O tipo de alto-falantes erma pesados e feitos para serem usados como P.A., portanto, isso contribuiu largamente para o seu tom de guitarra nomeadamente densa.

Hoje, ele usa um Sansamp Preamp (overdriven) e um aplificador Macro-Tech Crown Power Amp como "mais potencia do que realmente precisa." A força do ampli vem em um gabinete de 6x12 que ele gosta muito.

Referências

  1. «Greg Ginn - allmusic». allmusic.com. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  2. «Rolling Stone 100 Greatest Guitarists - Listology». listology.com. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.