Greta Zimmer Friedman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Greta Zimmer Friedman
Cena que consagrou Greta Zimmer, fotografado por outro ângulo e outro fotógrafo, feita por Victor Jorgensen
Nascimento Grete Zimmer
5 de junho de 1924
Wiener Neustadt
Morte 8 de setembro de 2016 (92 anos)
Richmond
Sepultamento Cemitério Nacional de Arlington
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
  • Fashion Institute of Technology
  • Hood College
Ocupação pintora, restaurador, designer, dental assistant
Causa da morte pneumonia

Greta Zimmer Friedman (Wiener Neustadt, 5 de junho de 1924 - Richmond 8 de setembro de 2016) foi uma austríaca naturalizada norte-americana, imortalizada na fotografia icônica de um beijo em plena Times Square de Nova York, na comemoração do fim da Segunda Guerra Mundial em 1945.[1][2]

A fotografia, denominada V-J Day in Times Square, foi tirada pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt no dia 14 de agosto de 1945 e publicada uma semana depois pela revista Life.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida na Áustria, saiu de sua terra natal em 1939, fugindo do nazismo. Nos Estados Unidos, estudou no "Fashion Institute of Technology" e trabalhou desenvolvendo design de brinquedos e em roupas para bonecas. Em agosto de 1945, trabalhava num consultório odontológico como assistente de dentista, por isso estava vestida com uma roupa branca, similar à das enfermeiras, no momento do registro iconográfico[3].

Em 1956, casou-se com Mischa Friedman e mudou-se para Frederick, onde trabalhou na "Hood College" restaurando livros.

Somente em 2012, Greta reencontrou o marinheiro George Mendonsa, autor do beijo[4].

Greta Friedman faleceu em 2016, aos 92 anos de idade[5].

Referências