Grupo Cultural Roda Viva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde fevereiro de 2010). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo (desde fevereiro de 2010).

O Grupo Cultural Roda Viva é uma organização não governamental brasileira criada em 1983 em Ipatinga, Minas Gerais, por jovens ativistas culturais dos bairros Bom Jardim e Esperança com o objetivo de mostrar a capacidade de realização dos moradores de um dos locais de periferia mais discriminados daquela localidade.

O nome da entidade foi dado numa referência à música Roda Viva, de autoria do compositor Chico Buarque, e o grupo se notabilizou por realizar anualmente o Festival Roda Viva, que reúne compositores e intérpretes de música popular brasileira, além de diversos outros representantes dos mais variados tipos de manifestações artísticas.

Origem[editar | editar código-fonte]

A origem do grupo só pode ser compreendida com a percepção do contexto da região. A cidade de Ipatinga teve uma explosão de crescimento após a implantação da Usiminas. Enquanto os bairros próximos da empresa (separados pela Estrada de Ferro Vitória-Minas e destinados aos engenheiros e à classe média operária) eram providos de excelente infra-estrutura, os bairros da periferia, onde viviam empregados da usina menos remunerados e a população de menor renda, eram discriminados e relegados a um segundo plano.

A efervescência cultural foi a melhor resposta para a marginalização. O grupo se desenvolveu principalmente em torno de um festival de música que até hoje é realizado anualmente no bairro Bom Jardim, se constituindo em uma das festividades com maior tempo de realização em todo o país.

O Festival Roda Viva[editar | editar código-fonte]

Desde 1983 estes foram os ganhadores e as principais atrações do Festival Roda Viva.

# Ano Música Vencedora Compositor/Intérprete Atração Musical
1983 Guerrilha de Flores Aredes Louzada (Vadinho)
1984 Ouro Verde Jairo Gomes
1985 Matiz Expedito, Marcus Vinicius e Isa Gravia/Grupo Cacaia
1986 Viagem Interior Expedito e Isa Gravia/Grupo Cacaia
1987 Amor da Terra Luiz A. Passos/Batista Neubaner Grupo Cacaia
1988 Lamento Paulo Amaral
1989 Painel Nº 2 Rubinho do Vale/Batista Neubaner
1990 Porto Seguro Grupo Tribo
1991 Viola Violada Rick Saulo Marku Ribas, América 4 e Sagrado Coração da Terra
10º 1992 Zé Geraldo
11º 1993 Beto Guedes
12º 1994 Tadeu Franco
13º 1995 14 Bis
14º 1996 Xangai
15º 1997
16º 1998
17º 1999 Cláudio Fraga
18º 2000 Élcio Rodrigues
19º 2001
20º 2002 Farofa Carioca
21º 2003 14 Bis
22º 2004 Cálix
23º 2005 O Surto
24º 2006 Quando Eu Canto Élcio Rodrigues
2007 Não foi realizado
25º 2008 Atmosfera Rubens Ramalho Beto Guedes e Tianastácia
26º 2009 Sá & Guarabyra
27º 2010

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Jornal Diário do Aço - Ipatinga/MG: Domingo, 02 de junho de 1991

Ligações externas[editar | editar código-fonte]