Grupo Desportivo Fabril do Barreiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabril do Barreiro
GD Fabril (Barreiro).svg
Nome Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Fundação 1937
Estádio Alfredo da Silva
Capacidade 21,498
Presidente Português Faustino Mestre
Treinador Português Manuel Correia
Patrocinador Portugal Talhos Nova Era
Portugal Baía do Tejo
Portugal Peninsular
Material (d)esportivo Nike
Competição Primeira Divisão Distrital da AF Setúbal
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Grupo Desportivo Fabril do Barreiro, também conhecido como Fabril do Barreiro ou simplesmente Fabril é um clube desportivo português, localizado na freguesia do Lavradio, concelho do Barreiro, distrito de Setúbal.

Após o 25 de Abril e a consequente nacionalização e com a criação da Quimigal mudou o nome para "Grupo Desportivo da Quimigal" entre 1977 e 2000, a partir de 2000 passou a ser o atual, Grupo Desportivo Fabril do Barreiro.

Plantel[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
12 Portugal Rafael Assunção
24 Portugal Leo Leichsenring
' Portugal Diogo Ferreira
Defensores
Jogador Pos.
6 Portugal Fábio Oliveira Z
13 Cabo Verde Adérito Pereira Z
19 Portugal Tiago Farinha Z
90 Portugal Elvis Silva Z
3 Portugal Jojó Pereira LD
21 Portugal Bruno Saraiva LD
50 Cabo Verde Heta LE
' Portugal Rossano Rodera LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
2 Portugal Luís Conceição V
8 Portugal Ricardo Dâmaso V
5 Portugal Miguel Pimenta M
7 Portugal Nuno Espanta M
10 Cabo Verde Joel Carvalho M
22 Portugal Calú M
23 Portugal Diogo Morgado M
28 Portugal Rúben Reis M
80 Portugal Diogo Cunha M
Atacantes
Jogador
3 Estados Unidos Ayo Adeniran
9 Brasil Gerson Souza
4 Portugal Tiago Correia
16 São Tomé e Príncipe Faduley
17 Portugal Moisés Ferreira
18 China Yaqi He
20 Portugal Jair Leal
70 Portugal Alexandre Dâmaso
Comissão técnica
Nome Pos.
Portugal Manuel Correia T
Portugal Luís Valentim AS
Portugal Hugo Alves TG
Portugal Alexis Pedrosa FT

Histórico em Futebol[editar | editar código-fonte]

Nº Presenças Títulos
Primeira Liga 23
Segunda Liga ?
II Divisão 21
III Divisão 14
Taça de Portugal  ?

Classificações[editar | editar código-fonte]

Escalão 53/54 54/55 02/03 03/04 04/05 05/06 06/07 07/08 08/09
Primeira Liga - - - - - - - -
Segunda Liga - - - - - - - -
II Divisão - - - - - - -
III Divisão - - - - - - - -
I Escalão Dist. - - - - - - - -
II Escalão Dist. - - - - - - - - -
III Escalão Dist. - - - - - - - - -

Modalidades[editar | editar código-fonte]

  • Atletismo
  • Futebol
  • Futsal
  • Ginástica
  • Hóquei em patins
  • Judo
  • Remo
  • Ténis
  • Patinagem Artística

História[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado em 27 de Janeiro de 1937 com o nome de Grupo Desportivo da CUF .

Cronologia histórica[editar | editar código-fonte]

  • 1937: é fundado o Grupo Desportivo da CUF a 27 de Janeiro.
  • 1937: Eduardo Lopes, ciclista do GD CUF, sagra-se Campeão Nacional de Fundo, em Amadores.
  • 1938: Eduardo Lopes, ciclista do GD CUF, sagra-se Campeão Distrital de Velocidade.
  • 1939: Joaquim Fernandes, ciclista do GD CUF, vence a Volta a Portugal em Bicicleta.
  • 1939: Eduardo Lopes, ciclista do GD CUF, sagra-se novamente Campeão Distrital de Velocidade.
  • 1941/42: a equipa de futebol ascende pela primeira vez à principal divisão do futebol português.
  • 1942/43: a equipa sénior de futebol não consegue evitar a despromoção em ano de estreia, classificando-se no 9º lugar, num campeonato com dez clubes. Apesar disso, destaca-se a vitória forasteira por 4-3 frente ao FC Porto.
  • 1953/54: campeões Nacionais da 2ª Divisão em 1953/54 e volta a ganhar o direito a pisar o patamar mais alto do futebol português. Eram elementos da equipa, entre outros, Barriga, Vasques, Luís, Sérgio, Aureliano, André, Carreira (cap.), Orlando, Matos, Vale, Velhinho. O treinador era João Mário. O clube disputaria a 1ª Divisão ininterruptamente nos próximos 22 anos.
    • 1957/58 A equipa júnior de futebol é vice-campeã nacional da 1.ª Divisão, perdendo na final e após um terceiro jogo, frente à Académica de Coimbra por 2-0. O encontro decisivo foi realizado no Estádio da Tapadinha. Nos dois jogos anteriores, tinham-se registado outros tantos empates (2-2; 1-1).
  • 1964/65: uma época de ouro para o clube. A principal equipa de futebol do clube alcança um brilhante 3º lugar no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, numa prova disputada por 14 equipas. O GD CUF apurava-se, assim e pela primeira vez, para a Taça dos Clubes de Cidades com Feiras, como era designada a actual Taça UEFA.
    • Três jogadores do clube Campeões da Europa por Portugal em 1963.No mesmo ano, a equipa sénior de Hóquei em Patins é campeã nacional da modalidade. Era Presidente do clube o Engº Mário Pimenta. A conquista do Campeonato Nacional por parte do GD CUF não foi surpresa. Ao lado, pode ver-se a Selecção Nacional que venceu o Campeonato da Europa em 1963. Alinharam nesse campeonato e eram presenças habituais na Selecção nada mais nada menos que três jogadores do clube: José António é o primeiro jogador em pé à esquerda com camisa branca, Leonel Fernandes e Víctor Domingos são os dois primeiros da esquerda em baixo.
  • 1965/66: a época começa da melhor forma, com a inauguração do Estádio Alfredo da Silva, no mês de Junho. O clube abandonava o saudoso Campo de Santa Bárbara, do qual ainda hoje existe uma bancada e passava a dispor de um dos melhores palcos para ver futebol no país, estatuto de que mesmo hoje pode continuar a orgulhar-se. A estreia trouxe ao Alfredo da Silva o SL Benfica, num jogo que terminou empatado a um golo. O Estádio teve desde o início a configuração que mantém e tem capacidade para cerca de 22 000 espectadores sentados.
    • A 1 de Dezembro de 1965, o clube consegue um dos maiores feitos do seu historial. Em jogo a contar para a primeira mão da 2ª ronda da Taça dos Clubes de Cidades com Feiras (isento na eliminatória anterior), o GD CUF recebeu, num Estádio Alfredo da Silva repleto, o já então poderoso AC Milan, que bateu por 2-0, com golos de Fernando Oliveira (61') e Abalroado (89', g.p.). Os onzes: GD CUF - Vítor Manuel, Bambo, Durand, Medeiros e Abalroado (cap.), Mário João, Espírito, Madeira, Vasconcelos, Fernando e Uria; AC Milan - Balzarini, Schenellinger, Maldini (cap.), Santi, Trebbi, Maddé, Maldera, Benigni, Sormani, Angelillo e Amaildo. O GD CUF acabaria por ser eliminado após terceiro jogo (2º em Milão) e por 1-0.
  • 1967: A equipa de Hóquei em Patins estreou-se na Taça dos Clubes Campeões Europeus frente aos catalães do Réus. O GD CUF foi afastado da competição com dupla derrota (1-3; 0-4)
  • 1971: é inaugurado o Pavilhão do GD CUF, inicialmente designado como "Pavilhão dos Trabalhadores".
  • 1972: Víctor Domingos, guarda-redes de Hóquei em Patins do GD CUF e da Selecção Nacional de Portugal, é considerado o melhor do mundo na posição. Por essa altura, Víctor Domingos tinha já conquistado, enquanto atleta do clube, um Campeonato Mundial (1968) e quatro Campeonatos da Europa (1963/65/67/73). Também Leonel Fernandes e José António, igualmente jogadores do GD CUF, haviam sido já Campeões do Mundo por Portugal em 1962.
  • 1973/74: O clube sagra-se vencedor de uma competição Internacional de futebol, a Taça Intertoto, onde ficou em 1º lugar no Grupo 11.
  • 1975/76: após 22 anos consecutivos na 1ª Divisão Nacional de Futebol, o GD CUF foi despromovido, ao classificar-se em 16º e último lugar.
  • 1991/92: depois de largas dezenas de anos a disputar os vários campeonatos nacionais de futebol, a equipa sénior desceu à 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal, despromoção confirmada na última jornada, ao perder por 4-2 em Tavira, frente à formação local.
  • 1999/2000: a equipa sénior de futebol vence o Campeonato Distrital da Associação de Futebol de Setúbal, regressando assim às provas nacionais. No final da época seguinte, contudo, o futebol do clube voltaria a baixar de divisão. Seria a única conquista do futebol sénior enquanto Grupo Desportivo da Quimigal.
  • 2000: o clube deixa de se chamar Grupo Desportivo da Quimigal. A nova designação é Grupo Desportivo Fabril do Barreiro.
  • 2002/2003: a equipa sénior de futebol vence o Campeonato Distrital da Associação de Futebol de Setúbal, regressando assim às provas nacionais. Infelizmente, repetindo o que se verificara três anos antes, no final da época seguinte, o futebol do clube voltaria a baixar de divisão.
  • 2006/2007: a equipa sénior de futebol vence o Campeonato Distrital da Associação de Futebol de Setúbal, regressando assim às provas nacionais (Campeonato Nacional da 3ª Divisão Série F). Também a equipa Sénior de futsal vence o Campeonato Distrital de Setúbal, subindo à 3ª divisão Nacional.
  • 2008/2009: Campeão Nacional de Futsal da 3ª Divisão Série D.
  • 2010/2011: Campeão Nacional de Futsal da 3ª Divisão (da Série D e de Séries)
  • 2011/2012: Campeão Nacional de Futsal da 2ª Divisão da Série B, subindo consequentemente pela 1ª vez na sua história ao nacional da 1ª divisão de futsal.

O seu presidente actual chama-se António Fernandes.

Equipamento[editar | editar código-fonte]

A equipa utiliza camisola verde com mangas brancas (ou brancas com duas listas horizontais verdes); calção branco; Meias verdes (ou brancas)

Estádio[editar | editar código-fonte]

Estádio Alfredo da Silva

Local - Complexo Desportivo Alfredo da Silva, Lavradio, Barreiro, Portugal

Inauguração - Junho de 1965

Capacidade - 22,000

Dimensões do relvado - 105 x 70 m

Liga[editar | editar código-fonte]

  • 1954-1955 - 7º
  • 1955-1956 - 10º
  • 1956-1957 - 9º
  • 1957-1958 - 12º
  • 1958-1959 - 11º
  • 1959-1960 - 5º
  • 1960-1961 - 6º
  • 1961-1962 - 4º
  • 1962-1963 - 12º
  • 1963-1964 - 5º
  • 1964-1965 - 3º
  • 1965-1966 - 9º
  • 1966-1967 - 8º
  • 1967-1968 - 11º
  • 1968-1969 - 7º
  • 1969-1970 - 8º
  • 1970-1971 - 8º
  • 1971-1972 - 4º
  • 1972-1973 - 8º
  • 1973-1974 - 8º
  • 1974-1975 - 8º
  • 1975-1976 - 16º
  • 1976-1977 - 2º - II Divisão Zona Sul
  • 2005-2006 - 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal
  • 2006-2007 - Campeão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal

Marca do equipamento[editar | editar código-fonte]

Nike

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.