Grupo Desportivo de Chaves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Desportivo de Chaves
G D Chaves.png
Nome Grupo Desportivo de Chaves
Alcunhas Flavienses
Valentes
Transmontanos
Fundação 27 de setembro de 1949 (69 anos)
Estádio Estádio Municipal de Chaves
Capacidade 9.000 espetadores
Localização Chaves, Portugal
Presidente Bruno Carvalho
Treinador Daniel Ramos
Patrocinador Hotel Forte de São Francisco
Material (d)esportivo Lacatoni
Website http://www.gdchaves.pt/
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Grupo Desportivo de Chaves é um clube português, localizado na cidade de Chaves. Fundado em 1949, actualmente a jogar no Estádio Municipal de Chaves, com uma capacidade para cerca de 9.000 espetadores sentados.[1] Os Valentes Transmontanos, como também são conhecidos, atuam atualmente no escalão máximo do futebol português, a Primeira Liga.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de Setembro de 1949, após a vitória do Flávia Sport Clube no Campeonato Distrital, que lhe permitiu o acesso à 3ª Divisão, dá-se a fusão entre os dois clubes rivais da cidade (Atlético Clube Flaviense e Flávia Sport Clube), da qual nasceria o Grupo Desportivo de Chaves dos nossos dias.

Primeira equipa: Mário Esteves, Amâncio, Gualter,Raimundo, Bandeira (g.r.) e Chico Barreira, Setas, Flávio Larufas, Barico, Lila Geraldes e Lelo da Tenda.

Com tal união dava-se então início a uma caminhada desportiva, com altos e baixos, onde o Grupo Desportivo de Chaves, centro de projecção de inúmeros talentos, foi conquistando o seu espaço num país que tendia cada vez mais a subestimar as potencialidades desportivas que a Região Transmontana, em especial a cidade de Chaves, tinha para oferecer.

Na época de 1985/86, muitas expectativas estavam colocadas sobre a equipa Flaviense, às quais o clube respondeu com um brilhante 6º lugar na classificação final da 1ª Divisão, ganhando por mérito próprio a designação pela crítica de “equipa sensação” do campeonato, tendo conseguido também o feito de ter atingido os quartos-de-final da Taça de Portugal.

Tudo fazia prever que a Época 1986/87, depois do brilhante desempenho na temporada anterior, traria ainda melhores resultados, e, para satisfação de todos os transmontanos, o Grupo Desportivo de Chaves obteve um espectacular 5º lugar, que lhe daria acesso às competições europeias pela primeira e única vez na sua história.

O clube tinha desta forma, no espaço de 3 anos, conseguido afirmar-se como um dos melhores da 1ª Divisão, abrindo ainda a estrada para a Europa na qual o nome de Chaves e da Região do Alto Tâmega, foram tão dignamente representados, com uma vitória sobre a Universidade de Craiova na primeira eliminatória ( U. Craiova, 3 - G.D. Chaves, 2 / G.D. Chaves, 2 - U. Craiova, 1), vindo a ser posteriormente eliminado na Hungria pelo Honved, na segunda eliminatória da Taça UEFA ( G.D. Chaves, 1 - Honved, 2 / Honved, 3 - Chaves, 1).

No dia 13 de Abril de 2010 o clube fez história ao garantir pela primeira vez a passagem à final da Taça de Portugal, ganhando à Naval 1º de Maio por 2-1, fora, com dois golos de Edú, sendo que já tinha ganho em casa, na 1ª "mão", por 1-0. Na final acabaria por perder diante do FC Porto, por 2-1, com golos de Guarin e Falcao para o Porto e Clemente para o Grupo Desportivo de Chaves.

No entanto, no final dessa época histórica viveram-se momentos opostos: à participação inédita no jogo decisivo da Taça de Portugal juntou-se uma despromoção ao terceiro escalão do futebol português, no qual jogou três épocas consecutivas, regressando à II Liga, em 2013/14, após vencer a II Divisão B (Zona Norte) e conquistar também o título nacional neste escalão, após vencer a fase final, com Ac. Viseu (vencedor da Zona Centro) e Farense (vencedor da Zona Sul).

O Desportivo de Chaves esteve para ser decretado insolvente em 2011, mas um empresário local, Francisco Carvalho, - ligado ao mundo da música e marido da cantora popular Ágata -, investiu no clube e manteve o seu nome no mundo do futebol.

Regressou em 2016 à I Liga portuguesa de futebol, 17 anos depois da última presença ao empatar frente ao Portimonense,por 1-1. Na época seguinte, de consolidação, a formação flaviense atingiu um honrável 6º lugar, batendo o recorde de pontos da sua história (47).

Futebol[editar | editar código-fonte]

Temporada de 2016–17[editar | editar código-fonte]

Material desportivo e patrocinadores[editar | editar código-fonte]

Periodo Material Esportivo Patrocinadores
2010–Presente Portugal Lacatoni Portugal Hotel Forte de São Francisco

Equipamento atual[editar | editar código-fonte]

  • 2017-18
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Equipamento titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Equipamento alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Equipamento alternativo

Equipamentos anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2016-17
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Equipamento titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Equipamento alternativo

Plantel atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
1 Portugal António Filipe
13 Portugal Ricardo Nunes
50 Brasil João Kuspiosz
Defensores
Jogador Pos.
19 Sérvia Nikola Maraš Z
4 Portugal Nuno André Coelho Z
3 Portugal Hugo Basto Z
23 Brasil Marcão Z
28 Portugal Filipe Brigues LD
2 Portugal Paulinho LD
33 Brasil Lionn LD
26 Brasil Djavan LE
15 Portugal Luís Martins LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
5 Portugal Filipe Melo V
6 Brasil Jefferson V
22 Portugal João Teixeira M
12 Brasil Renan Bressan M
25 Brasil Bruno Gallo M
9 Arménia Ghazaryan M
8 Portugal Stephen Eustáquio M
Atacantes
Jogador
30 Brasil Niltinho
11 Brasil Willian
10 Brasil Perdigão
77 Portugal Mika
99 Brasil Platiny
7 Geórgia Avto
14 Brasil André Luis
Comissão técnica
Nome Pos.
Portugal Daniel Ramos T
Portugal Carlos Pires TG

Jogadores[editar | editar código-fonte]

Notáveis[editar | editar código-fonte]

Treinadores notáveis[editar | editar código-fonte]

Maiores artilheiros[editar | editar código-fonte]

# País Nome Período Gols
1 Bulgária Radoslav Zdravkov 1986–1989 45

Mais partidas[editar | editar código-fonte]

# País Nome Período Partidas
1 lll

Histórico de participações[editar | editar código-fonte]

A secção de futebol tem 13 presenças no nível superior do futebol Português. A melhor posição foi um quinto lugar, nas temporadas 1986-1987 e 1989-1990, tendo na primeira vez conseguido uma presença nas provas europeias.

Época Liga Pos. J V E D GM GS P Taça de Portugal Provas europeias Notas
1985-1986 1D 6 30 11 7 12 28 38 29 Quartos de Final
1986-1987 1D 5 30 13 7 10 39 38 33 Quartos de Final
1987-1988 1D 7 38 13 14 11 51 31 40 3ª Eliminatória 2ª Eliminatória Taça UEFA
1988-1989 1D 13 38 12 10 16 37 41 34 Quartos de Final
1989-1990 1D 5 34 12 14 8 38 38 38 Oitavos de Final
1990-1991 1D 8 38 10 14 14 49 52 34 5ª Eliminatória
1991-1992 1D 9 34 10 10 14 36 45 30 Oitavos de Final
1992-1993 1D 18 34 4 8 22 34 61 16 5ª Eliminatória Despromoção
1993-1994 2H 3 34 19 7 8 44 25 45 Oitavos de Final Promoção
1994-1995 1D 14 34 10 7 17 33 49 27 4ª Eliminatória
1995-1996 1D 15 34 9 7 8 38 56 34 4ª Eliminatória
1996-1997 1D 10 34 12 10 12 39 45 46 5ª Eliminatória
1997-1998 1D 16 34 10 5 19 31 55 35 5ª Eliminatória
1998-1999 1D 17 34 5 10 19 39 70 25 4ª Eliminatória Despromoção
1999-2000 2H 12 34 11 11 12 46 45 44 3ª Eliminatória
2000-2001 2H 12 34 9 14 11 48 44 41 3ª Eliminatória
2001-2002 2H 5 34 16 4 14 52 44 52 3ª Eliminatória
2002-2003 2H 7 34 12 11 11 44 41 47 Oitavos de Final
2003-2004 2H 10 34 11 11 12 37 45 44 3ª Eliminatória
2004-2005 2H 17 34 9 10 15 24 38 37 4ª Eliminatória
2005-2006 2H 8 34 13 11 10 40 36 50 2ª Eliminatória
2006-2007 2H 16 30 3 7 20 16 43 16 3ª Eliminatória Despromoção
2007-2008 2D A 4 26 12 8 6 4 17 44 3ª Eliminatória Disputa série promoção
Prom 2 10 6 2 2 18 11 42
2008-2009 2D A 1 22 13 5 4 40 18 44 3ª Eliminatória Disputa série promoção
Prom 1 10 6 3 1 13 4 43 Disputa Play-off
PO 2 3 1 1 1 2 2 Promovido
2009-2010 II L 15 30 6 10 14 28 37 28 Finalista Despromoção
2010-2011 2ªB 3 30 13 12 5 40 18 51 1ª Eliminatória
2011-2012 2ªB 3 30 15 9 6 41 26 54 3ª Eliminatória
2012-2013 2D ZN 1 30 16 10 4 43 21 58 2ª Eliminatória Promovido
2013–14 2D 8 42 19 10 13 58 56 67 4ª eliminatória
2014–15 2D 3 46 20 20 6 68 45 80 4ª eliminatória
2015–16 2D 2 46 21 18 7 60 39 81 3ª eliminatória Promovido
2016–17 1D 11 34 8 14 12 35 42 38 Meia-Final
2017-18 1D 6 34 13 8 13 47 55 47 4º eliminatória Recorde de Pontos na 1º Liga
1D – 1.ª Divisão/Liga; 2D – 2.ª Divisão/Liga;
Pts – Pontos; J – Jogos; V – Vitórias; E – Empates; D – Derrotas; GM – Golos Marcados;
GS – Golos Sofridos; +/- – Diferença de Golos; TP – Taça de Portugal; TL – Taça da Liga
Qualificação à divisão superior
Desqualificação à divisão inferior

Últimas temporadas[editar | editar código-fonte]

  • Para visualizar todas as temporadas
Grupo Desportivo de Chaves
Temporadas Liga Portuguesa Taça de Portugal Taça da Liga Supertaça Liga dos Campeões Liga Europa
Divisão Posição Pontos Jogos Vitórias Empates Derrotas Golos Marcados Golos Sofridos Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima
2015–2016 II Liga 81 46 21 18 7 60 39 3ª Eliminatória Não disputou Não disputou Não disputou Não disputou
2016–2017 Liga NOS 11° 81 41 12 16 13 60 39 Meia final 2ª Eliminatória Não disputou Não disputou Não disputou
2017–2018 Liga NOS 47 34 13 8 13 47 55

Eliminatória

Fase

Não

disputou

Não

disputou

Não disputou
Legenda:
     Campeão.
     Vice-campeão.
     Classificado à Liga dos Campeões da UEFA.
     Classificado à Liga Europa da UEFA.

Histórico europeu[editar | editar código-fonte]

Época Taça Eliminatória Adversário Agregado (1ª mão) Resultado (2ª mão) Resultado Notes
1987–88 Taça UEFA 1ª elimin Roménia Universitatea Craiova 2 – 3 Fora (16/09) 2 – 1 Casa (30/09) 4 – 4 (gf)
2ª elimin Hungria Budapest Honvéd 1 – 2 Casa (24/10) 1 – 3 Fora (04/11) 2 – 5

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internacionais
Competição Títulos Anos
0
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Portugal II Divisão 2 2008–09 e 2012–13
Outros
Competição Títulos Temporadas

Treinadores do Grupo Desportivo de Chaves[editar | editar código-fonte]

Treinadores
(Nascimento–Morte)
Tempo em funções Títulos
Vítor Manuel Oliveira
(1953–)
2015 2016
Jorge Simão
(1976–)
23 de maio de 2016 dezembro de 2016
Ricardo Soares
(1974–)
dezembro de 2016 maio de 2017
Luís Castro
(1961–)
junho de 2017 junho de 2018
Daniel Ramos

(1970-)

junho de 2018 atualidade

Referências

  1. «Estádio Municipal de Chaves pronto para receber jogos da Primeira Liga». Desportivo Trasmontano. Consultado em 18 de fevereiro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.