Grupo Elo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupo Elo
Informação geral
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Música popular brasileira, jazz, música cristã contemporânea
Período em atividade 1974-1981
Gravadora(s) Independente (1974-1981)
Página oficial Grupo-Elo.com
Ex-integrantes Jayrinho
Paulo Cezar
Dick Torrans
Hélia
Nilma
Nancy Torrans
Oscar Valdéz
Tim
Reginaldo
Beto Moraes

Grupo Elo foi uma banda brasileira de música popular, de temáticas cristãs,[1] formada em 1974. O grupo manteve-se em atividade até 1981.[2]

História[editar | editar código-fonte]

No início da década de 1970, o maestro Dick Torrans, do Instituto Bíblico Palavra da Vida, reuniu oito jovens e formou um grupo musical. O objetivo era divulgar os ideais cristãos através da música evangélica. Apresentaram-se em praças, ginásios, igrejas, dentre outros espaços públicos. Em junho de 1976, impressionado pelas músicas de Jayro ‘Jairinho’ Trench Gonçalves e Paulo Cezar (membros dos oito), Tim J Schlener (cunhado de Jairinho) gravou pela primeira vez as músicas dos dois. Faltando música para completar a gravação, Tim pediu que eles incluíssem uma música que o grupo da Palavra da Vida cantava por título "Calmo, Sereno e Tranqüilo", autoria Ivã Borges (a única musica não de autoria de Jairinho ou de Paulo César na gravação), membro dos oito do grupo Palavra da Vida. O que começou como brincadeira de fim de semana em Atibaia, acabou sendo o LP Calmo, Sereno, Tranquilo (produção de Tim e Jairo), lançamento particular dos dois e o início do futuro da Editora Musical Elo. O LP não foi aceito pela Palavra da Vida em São Paulo, mas finalmente foi lançado pela Editora Musical Elo no fim de 1978.[3]

Por causa de diferenças musicais, Jayro Trench Gonçalves, Paulo Cezar da Silva e Dick Torrans decidiram sair da organização Palavra da Vida e formaram juntos a Editora Musical Elo. O primeiro LP foi lançado em 1977, com o título de Nova Jerusalém. O LP foi de autoria de Jayro Trench Gonçalves, Paulo Cesar da Silva (Grupo Logos) e Dick Torrans, uma produção Dick Torrans e a " Editora Musical Elo" apresentado pelo quarteto Elo, Jayrinho, Paulo, Nancy e Nilma. Em 1978 trabalho no segundo (LP) do grupo com a mesma autoria e cantado pelo Quarteto e mais a Inaye como solista começou e este LP foi lançado em 1979 na programação Geração 79 com o título de Ouvi Dizer. Nesta mesma programação foi lançado pela primeira vez um novo grupo musical que fazia também parte da Editora Musical Elo, Grupo Elo. Os membros deste grupo foram Inaye Gonçalves Schlener (irmã de Jairinho), Jayro Trench Gonçalves, Paulo Cezar da Silva, Reginaldo Santos, Roberto Fernandes de Moraes, José Raul e Tim J. Schlener (norte americano).

Depois disso o Elo lançou mais dois álbuns: Nova Canção e um disco solo de Jayrinho, de título Um Dia. Em janeiro de 1980, o grupo perdeu José Raul, Nilma e Inaye, e ganhou um novo integrante, o argentino Oscar Valdéz.

O Elo se encerrou devido a um acidente automobilístico em 1981, que matou Jayrinho, sua esposa Hélia e seu filho André.[4]

Depois do falecimento de Jayro, os integrantes da banda se separaram e seguiram carreiras distintas. O vocalista e compositor Paulo Cezar fundou o Grupo Logos ainda em 1981, e o mantém até hoje.[5] Outro vocalista, Oscar Valdéz, iniciou carreira solo, também na década de 1980, sendo que ainda canta. O baixista Beto Moraes fundou a banda Estação Luz, já na década de 1990. Baterista do grupo, Tim J. Schlener fundou Elo Media Productions, USA.

Quase 30 anos após o lançamento do último álbum pelo grupo, foi lançado um novo trabalho batizado com o nome de O Ensaio. O disco, remasterizado em 64 bit digital broadband e feito em edição limitada, foi um oferecimento da Elo Media Productions.[6]

Em 2010, a banda lançou o single "É Noite em Belém", e em 2014, o single "Deus Cuidará de Ti", ambos compostos de sessões gravadas na época em que o grupo era ativo.[7]

Em sua existência, o Elo ficou conhecido em todo Brasil e também no exterior. Seus trabalhos foram amplamente divulgados no rádio e até na televisão.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Jayrinho - vocais, violão, teclado (1974-1981)
  • Paulo Cezar - vocais (1974-1981)
  • Dick Torrans - produção musical, arranjos, teclado (1974-1981)
  • Nilma Soares - vocal (1977-1979)
  • Nancy Torrans - vocal (1977-1979)
  • Tim J. Schlener - bateria (1977-1981)
  • Beto Moraes - baixo (1977-1981)
  • Oscar Valdéz - guitarra, vocais (1980-1981)
  • Reginaldo Santos - guitarra, violão, vocal de apoio (1977-1981)
  • Inaye Gonçalves Schlener - vocal (1978-1979)
  • José Raul - guitarra, vocais (1977-1979)
Músicos convidados

Estilos[editar | editar código-fonte]

A partir do primeiro álbum (Nova Jerusalém) houve grande progresso em termos de produção. Foram utilizados instrumentos modernos como a bateria, o teclado, o baixo e a guitarra. Nos discos Nova Jerusalém e Ouvi Dizer, o grupo também interpretou grandes clássicos da música cristã, como por exemplo "Mais perto quero estar", de autoria de Fanny Crosby, e "Céu lindo céu", de autoria de Dick Torrans, não tão clássico como "Mais perto quero Estar", mas mesmo assim bem conhecido.

No último disco gravado, Nova Canção, o Grupo Elo mudou bastante o seu estilo musical, tendendo para o de uma banda musical.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
Singles

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Almeida, Francisco Thiago de. A música protestante brasileira em tempos de repressão política Universidade Metodista. Visitado em 16 de agosto de 2015.
  2. Biografia Grupo Elo Site oficial Grupo Elo. Visitado em 2013-07-16.
  3. Tradicional banda gospel realiza show em Parnaíba ProParnaíba. Visitado em 2013-07-18.
  4. Ivan Cláudio Pereira Borges. Jairo Trench Gonçalves: Obra e Biografia Portal Luteranos. Visitado em 2013-07-17.
  5. Leonardo Gonçalves. Grupo Logos: 30 anos de ministério Púlpito Cristão. Visitado em 2013-07-16.
  6. Disco resgata história do Grupo Elo IPCI. Visitado em 2013-07-16.
  7. Grupo Elo iTunes. Visitado em 16 de agosto de 2015.