Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{ER|6|2=~~~~}}, regra nº 6 da eliminação rápida.

Grupo de Apoio ao Adolescente e Criança com Câncer (Graacc) foi criado no Brasil com o objetivo de oferecer às crianças e adolescentes com câncer, o mais alto padrão de atendimento e de conhecimento científico, com todas as chances de cura com qualidade de vida.[1][2]

Foi fundado em 1991 por iniciativa de Antônio Sérgio Petrilli, então chefe de setor de Oncologia do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina; Jacinto Antonio Guidolin, então engenheiro voluntário; e Lea Mingione, experiente voluntário.[3][4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Onde buscar ajuda». Biosintética Farmacêutica Ltda. Consultado em 30 de março de 2016 
  2. «Humanização em oncologia pediátrica: novas perspectivas na assistência ao tratamento do câncer infantil». Revista Brasileira de Medicina. Moreira Jr Editora. Consultado em 30 de março de 2016 
  3. Abdo, Marianna. «GRAACC - Combatendo e Vencendo o Câncer Infantil». Portal Corpore Brasil Org. Consultado em 30 de março de 2016 
  4. Santana, Ana Lucia. «Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC)». Infoescola. Portal Infoescola IG. Consultado em 30 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]