Grupo dos Sete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Se procura pelo antigo G7, ver G8
The Jack Pine, por Tom Thomson (1917). Museu de Belas Artes do Canadá.

O Grupo dos Sete foi um grupo de pintores de paisagens canadenses que revolucionou a arte do Canadá.

História[editar | editar código-fonte]

Formado em 1920, o grupo era originalmente um pequeno bando de artistas comerciais que trabalhavam juntos em uma firma de arte de Ontário. Todos eles foram inspirados por um colega, Tom Thomson (1877-1917). Thomson, que amava passar o tempo ao ar livre, começou a fazer passeios em 1912 pelo norte de Ontário, uma área de muita natureza selvagem, para produzir vários desenhos impressionistas e de cores bem vivas.

Avril au Parc Algonquin, por Thomson (1917).

Seus amigos perceberam que ele estava levando a arte canadense em uma nova direção, já que tais desenhos de paisagens estavam fora do rígido foco europeu que tinha caracterizado a pintura até então. Conseqüentemente, iniciou-se um movimento nacionalista, baseado no amor da beleza natural de seu país.

Após a Primeira Guerra Mundial e a morte de Thomson, em 1917, esses mesmos amigos formaram o chamado Grupo dos Sete (Group of Seven, em inglês), fazendo sua primeira exibição em Toronto, no ano de 1920. Muitas das obras exibidas, que se tornaram orgulho nacional, mostram a natureza selvagem da Nova Escócia, de Ontário e de Quebec.

O Grupo dos Sete fez sua exibição final em 1931 e separou-se no ano seguinte, dando caminho a um outro grupo de pintores, o Grupo Canadense de Pintores.

Membros[editar | editar código-fonte]

O grupo era composto por:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  • Eyewitness Travel Guides, Canada.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Grupo dos Sete