Guarda Municipal de Florianópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Guarda Municipal de Florianópolis.

A Guarda Municipal de Florianópolis, também conhecida como GMF, é uma instituição de segurança pública da capital do estado de Santa Catarina, criada no ano de 2004 pela então prefeita Ângela Amim. O ingresso à instituição é realizado por meio de concurso público, com exigências específicas, por exemplo, nível superior (em qualquer área) e carteira de motorista (categoria A e B). No momento, a GMF conta com 167 guardas efetivos.

Vale lembrar que a Guarda de Florianópolis não atua apenas no trânsito, como também na prevenção de crimes, na fiscalização de ilegalidades, na proteção de bens e serviços municipais, etc. Há, inclusive, um setor de Educação, a fim de dar orientações e informações pertinentes aos cidadãos e às crianças. Além disso, a Guarda possui alguns projetos sociais, como o Boxe na Escola e o Coral Vozes do Arvoredo.

Outras atribuições podem ser verificadas no Decreto 13.022/2014, art. 5º.

Pioneirismo[editar | editar código-fonte]

A Guarda Municipal de Florianópolis (GMF) é pioneira no estado de Santa Catarina a portar armas de fogo, obtendo aprovação junto à Polícia Federal, conforme disposição contida na Lei 10826 de 2003, tendo a adição do instrumento efetivada em dezembro de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]