Guedê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Guedê ou Guedé, no vodu haitiano, é a família dos espíritos que encarnam os poderes de morte e fertilidade. Espíritos Guédé incluem Guedê Massacá, Guedê Nibô, Guedê Plumado, Guedê Guedê Malis Ti e Guedê Zaraniê.

Ghede Masaka assiste Ghede Nibo. Ele é um homem andrógino ou coveiro transexual e espírito do morto, reconhecido por sua camisa preta, jaqueta branca, e véu branco. Ghede Masaka carrega um saco contendo folhas venenosas e um cordão umbilical. Ghede Masaka é por vezes descrito como o companheiro de Ghede Oussou. Ambos são bissexuais. Ghede Oussou é por vezes, também relacionado com o sexo feminino Ghede L'Oraille. Ghede Oussou veste uma jaqueta preta ou roxa marcada nas costas com uma cruz branca, e um véu preto ou roxo. Seu nome significa "alegre (bêbado, embriagado) devido ao seu amor ao rum branco.[1]

Referências

  1. "Queer Myth, Symbol & Spirit." Randy Conner, David Hatfield Sparks & Mariya Sparks. Cassell, 1997.
  • Voodoo: Search for the Spirit. Laennec Hurbon. Harry N. Abrams, Inc. 1995.
  • "Ghede" A Dictionary of World Mythology. Arthur Cotterell. Oxford University Press, 1997.
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Haiti é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.