Guerra da Ira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Guerra da Ira é uma guerra fictícia ocorrida na Primeira Era relatada na obra póstuma O Silmarillion de J. R. R. Tolkien em 1977. A guerra marca a derrota dos exércitos de Melkor e o fim da Primeira Era do Sol.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A Guerra da Ira ocorreu quando Eärendil foi a Valinor pedir ajuda contra Morgoth na Terra-Média. Então as forças dos Valar, juntamente com os vanyar e os noldor que residiam em Aman, viajaram nos navios dos teleri. Na batalha que se seguia, quase completamente todo o exército de Morgoth foi destruído, onde apenas alguns dragões, balrogs e orcs sobreviveram. Angband foi destruída, e Morgoth fugiu para o túnel mais fundo, mas mesmo assim foi pego pela ira dos Valar, feito prisioneiro e trancado além dos confins do mundo, para que nunca retornasse a Arda. Então os Silmarils foram arrancadas de sua coroa de ferro, mas no tumulto e destruição da guerra, Beleriand foi seriamente danificada, não suportando, afundando e permanecendo sob o mar, onde o formato de Arda foi modificado.

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Tolkien, J. R. R. (2009). «Da Viagem de Eärendil e da Guerra da Ira». In: Christopher Tolkien. O Silmarillion. São Paulo: Martins Fontes. 468 páginas. ISBN 85-336-1165-X 
Ícone de esboço Este artigo sobre a obra de J. R. R. Tolkien é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.