Guerra de Esmalcalda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guerra de Esmalcalda
Carlos V en Mühlberg, by Titian, from Prado in Google Earth.jpg
Carlos V, pintado por Ticiano, representado na Batalha de Mühlberg.
Data 10 de julho de 154623 de maio de 1547
Local Sacro Império Romano-Germânico
Desfecho Vitória espanhola-imperial;
Capitulação de Wittenberg: a Liga Esmalcalda é dissolvida, dignidade do eleitorado da Saxônia passado para Albertine da Casa de Wettin
Combatentes
Charles V Arms-personal.svg Império de Carlos V

Flag of Electoral Saxony.svg Ducado da Saxônia
Coat of arms of Hungary.svg Reino da Hungria
Blason Boheme.svg Reino da Boêmia e outras Terras da Coroa

Liga de Esmalcalda:
Flag of Electoral Saxony.svg Eleitorado da Saxônia
Flag of Hesse.svg Landgraviato de Hesse
Arms of the Palatinate (Bavaria-Palatinate).svg Eleitorado do Palatinado
Bremen Wappen(Mittel).svg Bremen
Wappen Lübeck.svg Lübeck
Brunswick-Lüneburg Arms.svg Brunsvique-Luneburgo
Outros territórios alemães
Líderes e comandantes
Charles V Arms-personal.svg Carlos V
Banner of the Holy Roman Emperor with haloes (1400-1806).svg Fernando I
Banner of the Holy Roman Emperor with haloes (1400-1806).svg Arquiduque Maximiliano
Charles V Arms-personal.svg Duque de Alba
Flag of Electoral Saxony.svg Maurício de Wettin
Flag of Electoral Saxony.svg João Frederico I
Flag of Hesse.svg Filipe I
Arms of the Palatinate (Bavaria-Palatinate).svg Frederico III

A Guerra de Esmalcalda (em alemão: Schmalkaldischer Krieg) se refere a um período de violência que aconteceu de 1546 a 1547 entre as forças do imperador Carlos V, comandadas por Fernando Álvarez, o Duque de Alba, e a Liga de Esmalcalda, formada por estados alemães dentro do Sacro Império Romano-Germânico. Foi desencadeada como uma das consequência da Reforma Protestante e as subsequentes disputas político-religiosas que dominaram a Europa no século XVI, quando os estados católicos tentaram reprimir as novas nações luteranas. Carlos V se saiu vitorioso e destituiu João Frederico I da sua posição de poder na Saxônia.[1][2]

Referências

  1. Oman, Charles. A History of the Art of War in the Sixteenth Century. Londres: Methuen & Co. 1937.
  2. Smith, Henry Preserved (1920). The Age of the Reformation. New York: Henry Holt and Company 
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.