Guerra de Jebel Akhdar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guerra de Jebel Akhdar
Data 1954–1959
Local Sultanato de Mascate e Omã
Desfecho Derrota do Imanato de Omã
Combatentes
Sultanato de Mascate e Omã
  • tribo Ibriyin

 Reino Unido

Imanato de Omã

Apoiado por:
 Arábia Saudita

Principais líderes
Said bin Taimur Ghalib Bin Ali

Talib Bin Ali

  • Suleiman bin Himayer
Forças
1.000 no total, incluindo 250 soldados britânicos em dois esquadrões SAS (ofensiva de Jebel de 1959)[1] 150–600 rebeldes Ibadi do 'núcleo duro'[1]

1.000 no total[1]

Vítimas
um piloto britânico morto (campanhas aéreas de 1958)[1]

13 soldados britânicos e de Mascate mortos, 57 feridos (ofensiva de 1959)[1]

número significativo de rebeldes mortos e feridos ( campanhas aéreas de 1958)[1]

176 Ibadis mortos, 57 feridos (ofensivas de 1959 )[1]

Guerra de Jebel Akhdar [1][2] (em árabe: حرب الجبل الأخضر Harb al-Jebel el-Akhdar) ou rebelião de Jebel Akhdar [3] eclodiu em 1954 e novamente em 1957, em Omã, como uma tentativa pelo Imame Ghalib bin Ali Al Hinai de proteger os territórios do Imanato de Omã do sultão Said bin Taimur. A guerra continuou até 1959, quando as forças armadas britânicas foram envolvidas em auxilio ao sultão e venceram a guerra. [1]


Referências

  1. a b c d e f g h i Air Vice-Marshal Peter Dye The Jebel Akhdar War: The Royal Air Force in Oman. (PDF) . AIR POWER REVIEW. Centre for Air Power Studies. ISSN 1463-6298 Volume 11, Number 3, Winter 2008
  2. The Jebel Akhdar War Oman 1954–1959. Globalsecurity.org.
  3. Mike Ryan (2 de maio de 2003). Secret Operations of the Sas. [S.l.]: Zenith Imprint. pp. 189–. ISBN 978-0-7603-1414-2