Guerra dos 55 Dias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto África.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde Janeiro de 2009.

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Guerra dos 55 Dias, eclodiu em Angola, depois das eleições em 1992, e a cidade do Huambo foi assolada por um grande confronto entre o MPLA e a UNITA. A guerra dos 55 dias no Huambo teve início às 15h do dia 9 de Janeiro de 1993. Depois dos 55 dias de confronto a cidade do Huambo ficou totalmente destruída e ficou em escombros. Morreu muita gente e havia cadáveres nas ruas. Depois de 55 dias de conflito armado, um dos piores depois da II Guerra Mundial, a UNITA passou a tomar conta do Huambo e o MPLA retirou-se para Benguela. Como consequências da Guerra dos 55 dias a cidade do Huambo perdeu a sua hegemonia nas cidades de Angola, pois foram saqueadas as indústrias, escolas, universidades, residências, etc.

Ícone de esboço Este artigo sobre Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.