Guilherme Inês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Guilherme Inês
Nascimento 30 de abril de 1951
Lisboa
Morte 14 de setembro de 2021 (70 anos)
Cidadania Portugal
Ocupação músico, produtor de música, letrista

Guilherme Manuel Scarpa Lopes Inés (Lisboa, 30 de abril de 1951 - Lisboa, 14 de setembro de 2021), conhecido como Guilherme Inês foi um compositor, baterista e percussionista português. Conhecido por ter feito parte de bandas como os Salada de Frutas e Quarteto 1111 e por ter produzido artistas como Dulce Pontes e Lena D'Água.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Tocou guitarra nos Sharks e nos Hooks. Mudam de nome para Zoo e passa a tocar bateria. Chegam a gravar um disco em 1969. Guilherme Inês e o Fernando Couceiro saem ainda antes do fim da banda. Fez depois parte de grupos como Os Chinchilas (1970) e Objectivo (1971). Ainda esteve numa das últimas formações do Quarteto 1111.

Com José Moz Carrapa e Zé Nabo integrou o Cid, Scarpa, Carrapa e Nabo que acompanharam José Cid na gravação do tema "Mosca super-star" e do EP "Vida (Sons do Quotidiano)" (1977).

Tocou ao vivo e como músico de estúdio com nomes como José Afonso, Vitorino, Fausto ou Sérgio Godinho.[1]

Entrou para os Salada de Frutas em 1981. Zé da Ponte e Guilherme Inês produziram muitos nomes e ainda arrancaram com os estúdios Namouche em 1982. Também produzem muitos jingles para publicidade. Formam o grupo Zoom, com a colaboração de Formiga, que chega a lançar um álbum. Produziu temas e álbuns de vários artistas, como Dora ou Dulce Pontes.

Zé da Ponte e Guilherme Inês juntam-se a Luis Oliveira. Os três lançaram um disco com o nome Bluff [2]

Produziram outros nomes como Dora ou Gustavo Sequeira.

Ainda com Zé da Ponte produziu, em 1989, o disco "Tu Aqui" de Lena d'Água. Foi depois o produtor dos primeios discos de Dulce Pontes (1993)[3]

Além de músico e produtor, Guilherme Inês foi também coautor de alguns temas, entre os quais “Se cá nevasse”, dos Salada de Frutas, e “Não sejas mau pra mim”, com o qual Dora representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção em 1986. [4]

Durante alguns anos trabalha como executivo na editora BMG Portugal. [5]

Faleceu de morte natural em Lisboa, em setembro de 2021, aos 70 anos. [6]

Referências

  1. «Poeira Cósmica: Em Público - Guilherme Inês». Poeira Cósmica. 11 de dezembro de 2008. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  2. Ié-ié (5 de dezembro de 2010). «IÉ-IÉ: BLUFF». IÉ-IÉ. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  3. [1]
  4. «🇵🇹 Dora volta a interpretar "Não Sejas Mau P'ra Mim" no palco do Festival da Canção já amanhã». 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  5. Melo, Manuel. «SALADA DE FRUTAS». www.sinfonias.org. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  6. Lusa. «Morreu o músico Guilherme Inês, dos Salada de Frutas e Quarteto 1111». PÚBLICO. Consultado em 14 de setembro de 2021 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]