Guilhermino de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guilhermino de Oliveira
Ministro do Tribunal de Contas da União
Período 11 de outubro de 1968
5 de novembro de 1977
Deputado Federal por Minas Gerais
Período 11 de março de 1951
até 11 de outubro de 1968
Deputado Estadual de Minas Gerais
Período 11 de março de 1947
até 10 de março de 1951
Prefeito de Inhapim
Período 1939
até 1946
Dados pessoais
Nascimento 8 de dezembro de 1907
Belo Horizonte, MG
Morte 5 de novembro de 1977 (69 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Maria da Piedade de Oliveira
Pai: Lourival Gonçalves de Oliveira
Alma mater UFMG
Universidade da Guanabara
Cônjuge Fizóca de Oliveira
Partido Pica-Pau (1939-1977) (informalmente)
PSD (1946-1965)
ARENA (1965-1977)
Profissão médico, advogado

Guilhermino de Oliveira (Belo Horizonte, 8 de dezembro de 19075 de novembro de 1977) foi um advogado, médico e político brasileiro do estado de Minas Gerais.

Guilhermino de Oliveira foi prefeito municipal de Inhapim, no período de 1939 a 1946. Foi deputado estadual em Minas Gerais pelo PSD de 1947 a 1951. [1] Foi também deputado federal por Minas Gerais, por cinco legislaturas consecutivas, de 1951 a 1971, durante este período chegou a ser vice-líder do PSD na câmara.[2] Em 1964, foi representante do Governo brasileiro em missão especial à França para esclarecer a deposição presidencial que ocorrera naquele ano. A partir de Outubro de 1968, tornou-se Ministro do TCU.[3].

Embora tenha sido filiado somente ao PSD e à ARENA, Dr. Guilhermino era informalmente, como muitos outros, membro do partido Pica-Pau.[4][5]

Em 3 de fevereiro de 1956 foi feito Comendador da portiguesa Ordem Militar de Cristo.[6][7]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.