Guipuscoano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Distribuição dos dialetos do euskara (basco)

O euskara guipuscoano (gipuzkera em basco) é um dialeto do euskara (basco), também conhecido como euskara central, que se fala em Guipuscoa bem como no noroeste de Navarra.

No mapa podemos ver, conforme Koldo Zuazo:

  dialeto ocidental
  dialeto central
  dialeto navarro
  dialeto navarro-labortano
  dialeto sul
  zonas hispanófonas que eram bascófanas no século XIX (Conf. Mapa de Luis Luciano Bonaparte)

Extensão[editar | editar código-fonte]

O guipuscoano não é falado em toda Guipúscoa. Na foz do rio Deva, desde Leintz-Gatzaga até Elgoibar se fala o dialeto de Biscaia. E o guipuscoano é falado fora de Guipúscoa, em no noroeste de Navarra; sem dúvida os limites entre o guipuscoano e o alto-navarro está se alterando a favor do guipuscoano, seguramente como conseqüência do prestígio que teve por a sua tradição literária e à influência dos meios de comunicação de Guipúscoa.

Variantes do guipuscoano[editar | editar código-fonte]

São quatro as variantes principais do guipuscoano:

Importância[editar | editar código-fonte]

O guipuscoano foi um dos principais dialetos históricos do euskara, sendo língua literária desde o século XVIII. Nesse dialeto se baseou em grande parte a língua euskara padrão, o basco unificado (em basco, euskara batua) que é usada prioritariamente na educação, na literatura e nos meios de comunicação.

Hoje em dia o guipuscoano, assim como os demais dialetos do basco e em geral o próprio modo de falar dos guipuscoanos, está se modificando junto com o euskara batúa, devido à força dos meios de comunicação e da literatura.

Referências externas[editar | editar código-fonte]