Gustavo Carmo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gustavo Carmo
Informação geral
Nome completo Gustavo Salvadori Baptista do Carmo
Nascimento 23 de outubro de 1980 (41 anos)
Local de nascimento Bebedouro
 Brasil
Gênero(s) Heavy Metal, Rock, Instrumental, Progressive Metal, Power Metal, Thrash Metal, Rock 'N Roll, Hard Rock, Classical
Ocupação(ões) Músico, Compositor e Produtor
Instrumento(s) Guitarra, Violão Clássico
Período em atividade 1997-presente
Gravadora(s)
Afiliação(ões)

Gustavo Carmo (Bebedouro, 23 de outubro de 1980) é um músico, compositor e produtor brasileiro conhecido por ser o guitarrista e principal compositor da banda de heavy metal brasileira VersOver e por seus trabalhos com Aquiles Priester e Vinnie Moore.

Em setembro de 2020 lançou seu primeiro álbum em carreira solo, o EP On and Off[1], com a direção artística de Hugh Syme, mixagem de Mike Fraser e masterização de Maor Appelbaum. Composta por grandes lendas do rock, a banda do projeto conta com o baixista Rudy Sarzo, o baterista Brian Tichy e o tecladista Derek Sherinian.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Gustavo Carmo nasceu na cidade de Bebedouro, interior do Estado de São Paulo, e teve contato com a música desde cedo através de seu pai, o músico profissional José Carlos Carmo (In memoriam), que possuía uma rádio na cidade. Apesar de viver cercado pelo meio musical, iniciou os estudos com o violão somente aos 12 anos de idade e aos 13 com a guitarra. Aos 15 anos, começou a estudar o violão clássico e dedicou-se à esse instrumento até os 20 anos.

Ao longo de sua formação, Gustavo teve aulas com Henrique Pinto (violão clássico), Mello Jr (guitarra), Greg Howe (guitarra), Claudinei Alves Oliveira (violão clássico, teoria elementar), Leon Willett (harmonia, contraponto e composição), entre outros.

VersOver (1997-presente)[editar | editar código-fonte]

Em 1997, junto com seu irmão Rodrigo Carmo, fundou a banda que se tornaria seu principal projeto autoral. Sendo influenciados por bandas como Megadeth, Ozzy Osbourne, Dream Theater e Symphony X, o VersOver consolidou-se como uma das grandes bandas de heavy metal nacional, tendo em seu catálogo uma Demo, 3 álbuns de estúdio, um EP e um CD e DVD Ao Vivo, distribuídos pelo maior selo do gênero no Brasil, a Die Hard Records[2].

O álbum de estreia, Love, Hate & Everything in Between, foi lançado em 2000 e contém fortes influências do metal progressivo. O VersOver contava com a seguinte formação: Rodrigo Carmo (vocais), Gustavo Carmo (guitarra), Fernando Hagihara (baixo) e Maurício Magaldi (bateria).

Pela Die Hard Records, no ano de 2001, o VersOver participou de um projeto inspirado na obra-prima Hamlet, do célebre dramaturgo e poeta inglês, William Shakespeare, juntamente com outras bandas nacionais[3]. Neste projeto, desenvolvido pelo escritor brasileiro Adriano Villa, Gustavo produziu a faixa executada pela banda, trabalho este que o levou a ser convidado pelo selo para produzir o álbum da banda brasileira de doom metal, Imago Mortis[4]. O álbum resultante, Vida, foi muito aclamado pela mídia especializada como um dos melhores álbuns de heavy metal nacional[5], consolidando o trabalho de Gustavo como produtor.

A parceria com Adriano Villa resultou na produção do álbum House of Bones, segundo álbum de estúdio da banda. Lançado em 2003, House of Bones foi inspirado no romance de Villa intitulado A Casa de Ossos[6] e lançado em mais de 23 países, incluindo vários países da Europa, Canadá, EUA e Rússia. Com a chegada de um novo baterista, a formação da banda para as gravações foi: Rodrigo Carmo (vocais), Gustavo Carmo (guitarra), Fernando Hagihara (baixo) e Daniel Roviriego (bateria).

Em 2017, a banda lançou Hell's Inc., álbum que marca o retorno do baterista e membro fundador da banda, Maurício Magaldi, bem como a consolidação de Leandro Moreira no baixo. O álbum, produzido por Gustavo, conta com a direção artística de Hugh Syme e foi mixado e masterizado na Finlândia por Jesse Vainio e Svante Forsbäck, respectivamente.

The New Futures (2011-2014)[editar | editar código-fonte]

Após mudar-se para Seattle em 2008, Gustavo juntou-se à banda The New Futures em 2011, tendo lançado um álbum de estúdio, intitulado Radioactive, pelo selo inglês In At The Eye[7], 2 vídeos oficiais, além de passagens por casas de show importantes da cidade, como o Nectar, The Crocodile e El Corazón.

House of Bones (2012-2014)[editar | editar código-fonte]

Depois de alguns anos trabalhando como engenheiro de áudio e produtor, Gustavo Carmo fundou a banda House of Bones, em alusão ao aclamado álbum homônimo do VersOver. Essa banda contava com o premiado baterista Aquiles Priester e teve um EP lançado no ano de 2012. Com Rodrigo Carmo nos vocais e Leandro Moreira no baixo, a banda apresentou-se em Seattle e em algumas cidades do Brasil. Sua breve existência deu lugar ao retorno do VersOver, com o antigo baterista e fundador da banda, Maurício Magaldi.

Aquiles Priester & Gustavo Carmo (2013-)[editar | editar código-fonte]

Tendo conhecido o baterista durante as gravações do projeto Hamlet em 2001, a gravadora Die Hard Records convidou ambos para um projeto instrumental que seria lançado posteriormente. Devido às agendas e ao fato de Aquiles ter se juntando ao Angra e posteriormente focado em sua carreira solo e sua banda Hangar, o álbum não saiu.

Em fevereiro de 2013, Gustavo Carmo participou da gravação de um vídeo tributo à Tony MacAlpine, que posteriormente foi incluído no vídeo instrucional Top 100 Drum Fills de Aquiles Priester. Essa reconexão, que aconteceu juntamente com a participação de Aquiles no EP da House of Bones, possibilitou, 13 anos depois, que o álbum instrumental fosse finalizado.

Lançado em março de 2014, Our Lives, 13 Years Later... [8] é um álbum instrumental de técnica elevada apresentando um mix de elementos do metal progressivo ao fusion[9]. Conta com a participação de grande nomes da música como Tony MacAlpine, Vinnie Moore, Greg Howe, Kevin Moore, Nili Brosh e Francis Botene.

A parceria entre Aquiles e Gustavo ainda rendeu um CD e DVD gravados ao vivo em estúdio na cidade de São Paulo e lançados no ano de 2016. Bruno Ladislau no baixo e Juninho Carelli nos teclados completaram o time para a gravação do álbum.

Vinnie Moore (2013)[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2013, Gustavo Carmo foi convidado para tocar com o virtuoso guitarrista americano Vinnie Moore (UFO). Na turnê brasileira, os outros músicos foram Aquiles Priester (bateria), Fabio Laguna (teclados) e Bruno Ladislau (baixo).

Solo (2020-presente)[editar | editar código-fonte]

On and Off (2020)[editar | editar código-fonte]

Em 4 de setembro de 2020, Gustavo Carmo lançou seu primeiro álbum em carreira solo[10]. O EP On and Off é composto por 4 músicas instrumentais:

  • Byte Me!
  • Chain of Responsability
  • Clojure
  • Contextual Bandits

Com o foco totalmente voltado para linhas de guitarra rock, é um álbum com tons agressivos, bem definidos e dinâmicos que evidenciam um afiado senso de composição, estrutura e performance de Gustavo na guitarra, juntamente com o equilíbrio perfeito entre melodia e técnica.

O álbum conta com um time estelar, começando pela direção de arte do renomado artista gráfico Huge Syme, que já fez capas de álbuns para Rush, Iron Maiden, Dream Theater e Queensrÿche. A mixagem ficou a cargo de Mike Fraser (AC/DC, Metallica, Aerosmith, Van Halen, Jimmy Page) e masterização de Maor Appelbaum (Faith No More, Yes, Sepultura, Fates Warning).

Para as gravações, Gustavo contou com os lendários músicos Brian Tichy (Ozzy Osbourne, Whitesnake, Velvet Revolver) na bateria, Rudy Sarzo (Ozzy Osbourne, Whitesnake, Dio, Quiet Riot) no baixo, e Derek Sherinian (Sons of Apollo, Dream Theater, Black Country Communion) nos teclados.

Sobre a direção musical do álbum, Gustavo disse:

A motivação inicial para produzir esse EP foi a vontade de trazer à tona um lado mais rock 'n roll de mim. Em seguida, visualizei um time muito forte onde cada músico pudesse tocar naturalmente e com muita energia. Brian, Rudy e Derek seriam o time perfeito para isso, trazendo um repertório espontâneo com foco no todo e pulsação coerente. Não tinha como dar errado. Eu teria a base perfeita para poder expressar minhas ideias.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Versover[editar | editar código-fonte]

  • 1997 - Endurance (Demo CD e Cassete)
  • 2000 - Love, Hate & Everything in Between (CD)
  • 2003 - House of Bones (CD)
  • 2005 - Built Perspectives (EP)
  • 2009 - Live Perspectives (CD & DVD Ao Vivo)
  • 2017 - Hell's Inc. (CD)

House of Bones[editar | editar código-fonte]

  • 2011 - House of Bones (EP)

Aquiles Priester & Gustavo Carmo[editar | editar código-fonte]

  • 2014 - Our Lives, 13 Years Later... (CD)
  • 2016 - Our Lives, 15 Years Later... Live in Studio! (DVD Ao Vivo)

Gustavo Carmo[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Gustavo Carmo lança EP instrumental com Rudy Sarzo, Brian Tichy e Derek Sherinian; ouça.». Guitarload. 21 de setembro de 2020. Consultado em 9 de setembro de 2021 
  2. «Die Hard: entrevista com proprietário da loja e gravadora». whiplash.net. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  3. Cataldo, Diego (1 de julho de 2019). «William Shakespeare's Hamlet: a Ópera Metal brasileira». Medium (em inglês). Consultado em 10 de setembro de 2021 
  4. «Rock On Stage Resenhas Imago Mortis Vida The Play Of Change». www.rockonstage.org. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  5. «Imago Mortis: Há mais de 20 anos carregando a bandeira do Doom Metal». Wikimetal. 12 de outubro de 2018. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  6. «A Casa de Ossos». www.goodreads.com. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  7. «The New Futures». iaterecords.com. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  8. «Hangar (banda)». Wikipédia, a enciclopédia livre. 10 de setembro de 2021. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  9. «Gustavo Carmo Interview : September 2015». www.museonmuse.jp. Consultado em 10 de setembro de 2021 
  10. «Interview with Gustavo Carmo / September 2020». www.museonmuse.jp. Consultado em 10 de setembro de 2021