Hípica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hípica
—  Bairro do Brasil  —
Hípica porto alegre.JPG
Município Porto Alegre
Área
 - Total 447 hectares
População
 - Total 10,363 hab (2 000)
5,065 homens
5,298 mulheres
    • Densidade 23 hab/ha hab./km²
Domicílios 2.924
Rendimento médio mensal 4,85 salários mínimos
Fonte: Não disponível

Hípica é um bairro da zona sul da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela lei n° 6893 de 12 de setembro de 1991.

O nome do bairro homenageia a Sociedade Hípica Porto-Alegrense, que possui suas instalações no local deste 1939.[1]

Possui como vizinhos os bairros Aberta dos Morros, Ponta Grossa, Chapéu do Sol , Vila Nova , Campo Novo e Restinga.

Características atuais[2][editar | editar código-fonte]

A Sociedade Hípica, que dá nome ao bairro, já pertenceu aos bairros Belém Novo e Aberta dos Morros mas, a partir de 1991, passou a fazer parte do Hípica. Com uma área de 29 hectares, é considerada o melhor centro de hipismo de Porto Alegre.

A formação deste novo bairro se deu através de grandes loteamentos, sendo que alguns exigem que as construções sigam um determinado padrão e, outros que, possuindo preços mais acessíveis, não estipulam nenhum formato específico para as residências.

O bairro Hípica ainda apresenta muitas características rurais mas, aos poucos, esta paisagem vai dando lugar a alguns conglomerados urbanos, através do preenchimento dos vazios que ainda fazem parte da paisagem.

Pontos de referência[editar | editar código-fonte]

  • Instituto Ronaldinho Gaúcho
  • Escola de Ensino Fundamental Araguaia
  • Escola Estadual Maria Altina Araújo;
  • Sociedade Hípica Porto Alegrense
  • Super Kan - Edgar Pires de Castro
  • Escola de Ensino Fundamental Borghesi
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Moradas da Hípica

Limites atuais[editar | editar código-fonte]

Inicia no encontro da Estrada Cristiano Kraemer com a Av. Juca Batista e segue por esta até o encontro com a rua Francisco de Silveira Pastoriza onde através de uma linha imaginária segue pelo divisor de águas do Morro Tapera até o mesmo encontrar o entroncamento da Rua Maurilío Ferreira com a Estrada Jorge Pereira Nunes; segue por esta até a Rua Granja Bela Vista; desse ponto segue pela última até encontrar a Estrada Costa Gama; e por esta segue até o encontro com a Estrada Edgar Pires de Castro tomando então sua direção até o encontro da mesma com o Arroio do Salso; Segue pelo arroio, na direção da foz, até seu ponto de encontro com a rua Dorival Castilhos Machado; neste ponto, segue por uma linha reta, seca e imaginária, até o encontro da Rua Agenor Mendes Ouriques com Beco do Osório; desse ponto, por uma linha imaginária, coincidindo com o eixo da rua projetada Diretriz 6315 do Plano Direto segue até a Rua Giorgio Negroni; por esta rua segue até encontrar o prolongamento da rua Professor Othon Santos da Silva e por esta vai até o ponto de encontro da Estrada Cristiano Kraemer com a Av. Juca Batista. [3]

Lei dos limites de bairros- proposta 2015-2016[editar | editar código-fonte]

No fim do ano de 2015, as propostas com as emendas foram aprovadas pela câmara de vereadores de Porto Alegre. Em relação aos limites atuais, há algumas alterações. A alteração mais importante foi que o Morro das Abertas e as ruas próximas foram anexados ao bairro Aberta dos Morros, que foi oficializado com a aprovação na câmara. [4] [5]

Referências

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]