HD 10180

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
HD 10180
HD 10180 system.jpg
Localização
Constelação
Magnit. apar.
7,32
Espectografia
Tipo espectral
Astrometria
Velocidade angular
2,29 km/s, км/с, ק"מ/שנייה, км/сон, км/с, км/с, km/san
Velocidade radial
+35.480 quilómetro por segundo (unidade não suportada)
Movimento próprio
-14,38 mas/y, mas/год, mas/år, mas/a, мас/сол, mas/a, mas/rok
8,27 mas/y, mas/год, mas/år, mas/a, мас/сол, mas/a, mas/rok
Paralaxe
25,64 mas, mas, mas, mas, mas, մավ
Distância para a Terra
+39.0048 parsec (unidade não suportada)
Magnitude absoluta
4,37
Caracteristicas físicas
Raio
Diametro
1 610 000 km
Luminosidade
Metalicidade
0,14
Sistema
Planetas
HD 10180 b (d)
HD 10180 c (en)
HD 10180 d (d)
HD 10180 e (d)
HD 10180 f (d)
HD 10180 g (d)
HD 10180 h (d)
HD 10180 i (d)
HD 10180j (d)
Identificadores
Henry Draper
HD 10180
2MASS
2MASS J01375356-6030414
Hipparcos
HIP 7599
Tycho Catalogue (d)
TYC 8850-1715-1
Gaia Data Release 1 (d)
Gaia DR1 4716158246044303744
Simbad
Vista do céu ao redor da estrela HD 10180 (ao centro)
Crédito: ESO
Animação do sistema planetário ao redor da estrela similar ao Sol HD 10180. (720p) (impressão artística)
Crédito: ESO

HD 10180 é uma estrela similar ao Sol que está a 127 anos-luz de distância, na parte sul da constelação de Hydrus.[1]

A estrela é conhecida por ter um sistema planetário muito grande. Os cientistas já descobriram ao menos sete planetas, e possivelmente podem existir até nove,[2] convertendo-se assim no sistema exoplanetário com o maior número de planetas já confirmados (superando Kepler-11 e 55 Cancri) e também podendo tornar-se o maior sistema planetário já conhecido (passando o Sistema Solar).

A massa e metalicidade de HD 10180 são 6% e 20% maior do que os valores do Sol.

O sistema contém cinco planetas como Neptuno (com as massas mínimas a partir de 12 a 25 vezes a da Terra; com probabilidades de detecção falsas de << 0.1%) nos raios orbitais de 0.06, 0.13, 0.27, 0.49 e 1.42 UA.[3] Além disso, há um possível planeta de tamanho similar a da Terra localizado em 0.02 UA (a massa mínima é de 1.4 vezes a da Terra; probabilidade de detecção falsa de 1.4%).[3] Adiciona-se um planeta do tamanho de Saturno em 3.4 UA (a massa mínima é de 65 vezes a da Terra; probabilidade de detecção falsa de 0.6%) considerado como confirmado pela Enciclopédia dos Planetas Extrassolares.

O sistema planetário não contém planetas em ressonâncias médias de movimento, ainda que tenha um número de raios próximos de ressonâncias médias de movimento orbital.[3]

Os raios aproximados dos períodos das órbitas adjacentes são (procedentes desde o exterior): 1:5, 1:3, 1:3, 2:5, 1:5, 3:11.

Os planetas foram detectados utilizando o espectrógrafo HARPS (sigla em inglês para "Buscador de Planetas por Velocidade Radial de Alta Precisão") usando a velocidade radial, em conjunto com o telescópio de 3,6 m do Observatório Europeu do Sul no observatório de La Silla no Chile. Desde que a inclinação das órbitas dos planetas não é conhecida, somente massas mínimas planetárias podem se obter na atualidade.

Sistema planetário[editar | editar código-fonte]

Impressão de artista do planeta HD 10180 d representando também os planetas HD 10180 b e HD 10180 c em trânsito.
Órbitas do sistema planetário HD 10180, usando a configuração orbital de oito corpos celestes (a estrela e sete planetas) do modelo newtoniano tendo em conta a dissipação das marés.[nota 1]

Planetas[editar | editar código-fonte]

HD 10180 b é um possível planeta do tamanho da Terra (mínimo de massa 1,4 vezes da Terra), localizado em 0,02 UA. Seu raio orbital foi originalmente estimado para ter uma órbita circular a uma distância de 0,02225 ± 0,00035 UA (mais perto do que Mercúrio, cerca de um sétimo da distância e, mais quente), levando 1,1 dias para completar uma órbita, o planeta foi confirmado em 2012.

HD 10180 c com uma massa mínima comparável à de Urano, é um Netuno quente. O período orbital do planeta c é 5,75979 ± 0,00062 dias, e a excentricidade em 0,045 ± 0,026.

HD 10180 i é uma possível superterra quente, mas não confirmado.

HD 10180 d é um Netuno quente. Sua massa foi inicialmente estimado em 11,75 ± 0,65 (menor do que Urano) e em uma órbita ligeiramente excêntrica, no entanto, este foi re-estimado com uma massa maior e órbita excêntrica em 2012.

HD 10180 e é também um Netuno quente, com cerca de duas vezes a massa de Netuno.

HD 10180 j é uma possível superterra quente, mas não confirmado.

HD 10180 f é um Netuno quente, e semelhante em massa a HD 10180 e. A uma distância orbital de 0.49 UA e excentricidade de 0,13, a sua órbita é análogo ao de mercúrio.

HD 10180 g é um planeta gigante com uma massa maior do que Netuno. Tem uma órbita a 1,4 UA e, portanto, dentro da zona habitável, embora não se encaixa nos modelos atuais para a habitabilidade do planeta, devido à sua grande massa (24 vezes a Terra). Existe uma possibilidade de que um satélite natural com a pressão atmosférica suficiente poderia ter água no estado líquido na sua superfície.

HD 10180 h é o maior planeta e o mais exterior conhecido no sistema. É provável que um gigante gasoso, com uma massa mínima de 65 vezes a da Terra. Orbitando a 3,4 UA, uma distância comparável à distância da parte externa do cinturão de asteróides do Sol.

Nome Massa
(MT)
Semieixo maior
(UA)
Período orbital
(dias)
Excentricidade
b >1.35 ± 0.23 0.02225 ± 0.00035 1.1777 ± 0.0001 0.0000 ± 0.0025
c >13.1 ± 0.5 0.0641 ± 0.0010 5.7598 ± 0.0006 0.045 ± 0.026
i (não confirmado) >1.9 ± 1.8 0.0904 ± 0.047 9.655 ± 0.072 0.05 ± 0.23
d >11.8 ± 0.6 0.1286 ± 0.0020 16.358 ± 0.004 0.088 ± 0.041
e >25.1 ± 1.2 0.270 ± 0.004 49.74 ± 0.02 0.026 ± 0.036
j (não confirmado) >5.1 ± 3.2 0.330 ± 0.016 67.55 ± 1.28 0.07 ± 0.12
f >23.9 ± 1.4 0.493 ± 0.008 122.8 ± 0.2 0.135 ± 0.046
g >21.4 ± 3.4 1.422 ± 0.026 601 ± 8 0.19 ± 0.14
h >64.4 ± 4.6 3.40 ± 0.11 2220 ± 90 0.080 ± 0.070

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Os parâmetros são tomados da forma newtoniana tendo em conta a dissipação das marés dados no quadro 6 de Lovis et al. (2010). Uma solução puramente kepleriana com parâmetros ligeiramente diferentes é dada na tabela 3 do mesmo papel de investigação.

Referências

  1. Gill, Victoria (24 de agosto de 2010). «Rich exoplanet system discovered». BBC News. BBC. Consultado em 24 de agosto de 2010 
  2. Tuomi, Mikko (abril de 2012). «Evidence for 9 planets in the 10180 system» (PDF). Astronomy & Astrophysics 
  3. a b c Lovis, C.; Ségransan, D.; Mayor, M.; Udry, S.; Benz, W.; Bertaux, J.-L.; Bouchy, F.; Correia, A. C. M.;Laskar, J.; Lo Curto, G.; Mordasini, C.; Pepe, F.; Queloz, D.; Santos. N. C. (12 de agosto de 2010). «The HARPS search for southern extra-solar planets XXVII. Up to seven planets orbiting HD 10180: probing the architecture of low-mass planetary systems» (PDF). apresentado a Astronomy & Astrophysics. Consultado em 24 de agosto de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre HD 10180