HMS Ark Royal (91)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
HMS Ark Royal
HMS Ark Royal h85716.jpg
O HMS Ark Royal em 1939 sendo sobrevoado por Fairey Swordfish do Esquadrão Aéreo Naval 820.
Carreira Reino Unido
Operador Marinha Real Britânica
Fabricante Cammell Laird
Batimento de quilha 16 de setembro de 1935
Lançamento 13 de abril de 1937
Comissionamento 16 de dezembro de 1938
Estado Naufragado
Fatalidade Afundou perto de Gibraltar depois de
ser torpedeado pelo U-81 em
13 de novembro de 1941
Características gerais
Tipo de navio Porta-aviões
Deslocamento 22 000 t (padrão)
27 720 t (carregado)
Comprimento 240 m
Boca 28.9 m
Calado 8.7 m
Propulsão 3 turbinas a vapor Parsons
6 caldeiras Admiralty de três tambores
3 eixos
Velocidade 31 nós (57 hm/h)
Autonomia 7 600 milhas náuticas à 20 nós
(14 100 km à 37 km/h)
Armamento 16 canhões de 110 mm
32 canhões automáticos de 40 mm
32 metralhadoras de 12.7 mm
Blindagem Cinturão de 114 mm
Convés de 89 mm
Aeronaves 50 a 60 aeronaves
  • 1939–40: 26 Fairey Swordfish
    24 Blackburn Skuas
  • 1940–41: 30 Fairey Swordfish
    12 Blackburn Skuas
    14 Fairey Fulmar
  • 1941: 36 Fairey Swordfish
    18 Fairey Fulmar

O HMS Ark Royal foi um porta-aviões da Marinha Real Britânica que serviu durante a Segunda Guerra Mundial. Projetado em 1934 para se enquadrar nas restrições do Tratado Naval de Washington, o Ark Royal foi construído pela Cammell Laid em Birkenhead, Inglaterra, sendo finalizado em novembro de 1938. Seu desenho era diferente de porta-aviões anteriores. O navio foi o primeiro em que os hangares e o convés de voo eram parte integral do casco, ao invés de um adicional ou parte da superestrutura. Projetado para carregar um grande número de aeronaves, a embarcação tinha dois convéses de hangares. Ele serviu numa época de grande uso de poderio naval aéreo; muitas táticas foram desenvolvidas e aprimoradas pelo Ark Royal.

O Ark Royal serviu em um dos teatros navais mais agitados da Segunda Guerra Mundial. Ele esteve envolvido nas primeiras mortes aéreas e de u-boots da guerra, em operações na Noruega, na caçada ao Bismarck e nos comboios a Malta. O Ark Royal sobreviveu a vários ataques e ganhou a reputação de "navio de sorte". Os alemães erroneamente relataram seu afundamento em várias ocasiões.

Ele foi torpedeado pelo submarino alemão U-81 em 13 de novembro de 1941 e afundou no dia seguinte. Seu naufrágio foi o assunto de vários inquéritos; os investigadores queriam muito saber como o porta-aviões foi perdido, mesmo com os esforços para salvar a embarcação e rebocá-la para Gibraltar. Eles descobriram várias falhas de projeto que foram corrigidas em porta-aviões britânicos posteriores. Seus destroços foram encontrados em dezembro de 2002, aproximadamente a 56 km de Gibraltar.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.