HNK Gorica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
HNK Gorica
Ficheiro:HNK Gorica.png
Nome HNK Gorica
Alcunhas Goričani, Turopoljci
Fundação 16 de junho de 2009 (10 anos) (resultado da fusão do NK Radnik and do NK Polet Buševec)
Estádio Estádio municipal de Velika Gorica
Capacidade 5,000 pessoas
Presidente Nenad Črnko
Treinador Sergej Jakirović
Competição Prva HNL
editar

Hrvatski Nogometni Klub Gorica (em português: Futebol Clube Croata Gorica), vulgarmente designado por HNK Gorica ou simplesmente Gorica, é um clube de futebol croata sediado na cidade de Velika Gorica, localizada a sul da capital do país, Zagreb. Dispta atualmente a primeira divisão do campeonato croata de futebol. Manda seus jogos em casa no estádio Gradski Velika Gorica, que tem capacidade para 8.000 pessoas. [1] Ganhou o título da segunda divisão croata de 2010-2011 e inicialmente foi promovido à Primeira Liga de Futebol da Croácia, mas sua licença foi revogada. O clube se considera a continuação espiritual do ex-membro da Prva HNL NK Radnik, que faliu e foi dissolvido em 2009. Porém, legalmente o HNK Gorica é um clube distinto e separado e não tem direito a reclamar a história do antigo NK Radnik.

História[editar | editar código-fonte]

Há uma longa tradição de futebol em Velika Gorica e na região de Turopolje. Os primeiros clubes organizados foram fundados durante a década de 1930, mas o clube de futebol mais proeminente, o NK Radnik, foi fundado em 1945, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial.

O Radnik teve relativo sucesso durante o período da Iugoslávia. Seus resultados mais expressivos vieram após o nascimento da Croácia livre. Com um estádio recém-construído para a Universíada de Verão de 1987, o Radnik foi o primeiro campeão da segunda divisão do futebol croata. Ao fazê-lo, foi promovido para a primeira divisão do campeonato local. O Radnik a disputou por duas temporadas, 1992-93 e 1993-94 . Depois de ser rebaixado, o Radnik começou uma queda livre, obtendo resultados medíocres que resultaram em ter que jogar no quarto escalão do futebol da liga croata por quatro temporadas (de 2002 a 2006).

No ano de 2009, o Radnik estava em sérias dificuldades financeiras e a única solução para preservar o time de futebol mais famoso de Velika Gorica foi a fusão com um dos clubes de futebol local mais estável financeiramente. O parceiro perfeito foi encontrado no NK Polet, do vilarejo vizinho de Buševec. O NK Polet tinha uma longa tradição futebolística e era um membro competitivo da Treća HNL . No verão de 2009, a fusão entre o Radnik e o Polet foi acordada e o HNK Gorica foi fundado. [2] A declarada missão primordial do clube era conquistar o título da liga e chegar à Segunda Liga de Futebol Croata após vários anos de ausência. O objetivo foi alcançado logo na primeira temporada: Gorica venceu a Treća HNL West e conseguiu a promoção para o Druga HNL para a temporada 2010-2011 .

Antes da temporada 2010-2011, afirmava-se que as ambições do clube não eram altas e que todos ficariam satisfeitos com o resultado na primeira metade da tabela. Mas com o desenrolar da temporada, o Gorica provou ser o melhor clube de sua liga, o que culminou na conquista do título com duas rodadas de antecedência. Como campeão da 2.HNL, o Gorica conquistou uma vaga na primeira divisão da Croácia, que poteriormente foi negada após sua licença de nível superior ser negada. [3]

O Gorica venceu a Segunda Liga Croata de Futebol 2017-18, após a qual foi finalmente teve concedida a licença para jogar no nível superior após muitos anos de recusa. Sua estreia na liga (como HNK Gorica) na temporada 2018-19 foi uma das coisas mais surpreendentes e impressionantes da liga, terminando em 5º ao final da metade da temporada e batendo os gigantes da liga como Hajduk Split, Osijek e Rijeka . Muitos jogadores estrangeiros contratados foram comprados de graça antes da temporada, o que resultou em contratações notáveis, mais notavelmente Iyayi Atiemwen, que ficou em terceiro lugar no ranking de Jogadores do ano da Prva HNL em 2018 e Łukasz Zwoliński, que marcou 8 gols em 16 jogos.

Plantel[editar | editar código-fonte]

Nota: Bandeiras indicam equipe nacional, conforme definido pelas regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade não-FIFA.

N.º Posição Jogador
1 Croácia G Kristijan Kahlina
2 Nigéria D Musa Muhammed
3 Bósnia e Herzegovina D Aleksandar Jovičić
4 Nigéria D Godfrey Oboabona
5 Croácia D Igor Čagalj (Capitão)
6 Polónia M Michał Masłowski
7 Roménia M Ronaldo Deaconu
8 Países Baixos M Joey Suk
9 Polónia A Łukasz Zwoliński
10 Croácia A Matija Dvorneković (3º Capitão)
11 Países Baixos A Justin Mathieu
12 Croácia G Marko Veriga
14 Croácia M Martin Maloča
N.º Posição Jogador
15 Sérvia D Nemanja Ljubisavljević
18 Croácia A Martin Šroler
19 Croácia D Marijan Čabraja
21 Uganda M Farouk Miya
22 Geórgia D Giorgi Mchedlishvili
25 Croácia D Krešimir Krizmanić
30 Bósnia e Herzegovina M Mario Marina (2º Capitão)
32 Croácia G Ivan Čović
33 Croácia D Matija Špičić (4º Capitão)
40 Gana M Ramzy Yussif (emprestado do Accra Lions FC)
44 Croácia M Kristijan Lovrić
45 Gana D Nasiru Moro (emprestado do Accra Lions FC)
99 Senegal A Cherif Ndiaye

Emprestados[editar | editar código-fonte]

Nota: Bandeiras indicam equipe nacional, conforme definido pelas regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade não-FIFA.

N.º Posição Jogador
7 Croácia M Dinko Matošević para o NK Hrvatski Dragovoljac (Croácia)
17 Croácia M Adrian Zenko para o NK Sesvete (Croácia)

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Nota: Bandeiras indicam equipe nacional, conforme definido pelas regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade não-FIFA.

N.º Posição Jogador
Croácia G Jan Paolo Debijađi
Croácia M Ivano Čepo
N.º Posição Jogador
Croácia A Antonio Bakula

Comissão técnica[editar | editar código-fonte]

Cargo Funcionários
Treinador Bósnia e Herzegovina Sergej Jakirović
Assistente técnico Croácia Saša Sabljak
Treinador de goleiros Croácia Siniša Klafurić
Preparador físico Croácia Martin Ivančić
Fisioterapeuta Croácia Goran Iličić
Fisioterapeuta Croácia Domagoj Prnjak
Diretor esportivo Lituânia Mindaugas Nikoličius
Diretor técnico Croácia Darko Blažinčić

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Títulos:

  • 2.HNL (2): 2010–11, 2017–18
  • 3.HNL - Oeste (1): 2009-10

Últimas temporadas[editar | editar código-fonte]

Temporada Liga Copa da Croácia Artilheiross
Divisão J V E D GP GC Pts Pos Jogador Gols
2009–10 3 HNL 34 25 4 5 63 20 79 1º ↑ Igor Hajduk 20
2010–11 2 HNL 30 20 4 6 54 21 64 Boris Bajto 11
2011–12 2 HNL 28 10 10 8 27 24 40 Tomislav Pek 6
2012–13 2 HNL 30 10 10 10 40 35 40 10º R2 Domagoj Abramović 12
2013–14 2 HNL 33 13 6 14 32 33 45 R1 Ivan Antolek, Robert Peričić 5
2014–15 2 HNL 30 13 12 5 46 26 51 Tomislav Kiš 12
2015–16 2 HNL 33 13 8 12 40 40 47 R1 Benjamin Tatar 7
2016–17 2 HNL 33 15 12 6 53 31 57 PR Benjamin Tatar 13
2017–18 2 HNL 33 18 8 7 44 29 62 1º ↑ R2 Henrik Ojamaa, Victoraș Astafei 6
2018–19 1 HNL 36 17 8 11 57 46 59 - Łukasz Zwoliński 14

Referências[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]