Habito no Abrigo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Habito no Abrigo
Álbum ao vivo de Trazendo a Arca
Lançamento 20 de novembro de 2015 (2015-11-20)
Gravação 27 e 28 de maio de 2015, no Rio de Janeiro
Gênero(s) Música cristã contemporânea, canto congregacional, pop rock
Duração 78:35
Idioma(s) Português
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Sony Music Brasil
Produção Kleyton Martins
Arranjos Kleyton Martins
Cronologia de Trazendo a Arca
Español
(2014)

Habito no Abrigo é um álbum ao vivo da banda brasileira Trazendo a Arca, gravado em maio de 2015 na região da Ilha do Governador na Igreja Apostólica Unidade em Cristo, na cidade do Rio de Janeiro e lançado pela Sony Music Brasil em novembro do mesmo ano.

É o primeiro projeto do grupo de inéditas sem a participação do ex-integrante Ronald Fonseca, que chegou a contribuir nos arranjos do projeto anterior, Na Casa dos Profetas.[1] Em seu lugar, participam os músicos Kleyton Martins, responsável pela produção musical e arranjos, e o instrumentista Hívier Garcez, que passou a se apresentar com a banda desde 2012.

O álbum foi definido pelo vocalista Luiz Arcanjo como um novo momento na carreira do grupo.[1] A gravação ocorreu em dois dias com entrada franca, e conteve a participação especial de Ana Nóbrega em "O Senhor é Bom".[2] Simultaneamente ao disco, foram lançados vídeos produzidos na gravação do álbum, sob direção de Hugo Pessoa, responsável por ter dirigido, também, o DVD Ao Vivo no Maracanãzinho (2008).

Gravação[editar | editar código-fonte]

Habito no Abrigo é o primeiro álbum do Trazendo a Arca de repertório inédito gravado totalmente ao vivo desde Toque no Altar (2003). O disco também trouxe mais composições do baixista Deco Rodrigues. Acerca da ausência de Ronald Fonseca, Luiz Arcanjo disse: "Ronald Fonseca foi um dos elementos mais importantes na história e identidade musical do grupo, mas uma das características desse ministério e creio que seja uma de nossas maiores riquezas é que sempre houve uma pluralidade e diversidade de talentos. Nunca fomos dependentes do talento de um único elemento. É claro que abrir mão de um talento como o Ronald não é nada fácil, mas por outro lado isso nos desafiou a buscar outras possibilidades".[3]

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Super Gospel 3 de 5 estrelas.[4]

Habito no Abrigo recebeu uma avaliação mista da mídia especializada. Em texto publicado pelo Super Gospel, é defendido que o disco supera os problemas técnicos de Na Casa dos Profetas embora, em contrapartida, seja um disco que procure evocar elementos do álbum Olha pra Mim (2006): "Vários aspectos do projeto olham para o passado do Trazendo a Arca, embora não com todo o poder de outrora, fornecem um passeio agradável".

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Até que os Reinos"  Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 4:21
2. "Quão Grande o Nosso Deus"  Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 6:10
3. "Batizará"  Luiz Arcanjo 5:18
4. "Adorai"  Luiz Arcanjo 7:14
5. "Habito no Abrigo"  Julio Melgar 7:30
6. "O Senhor é Bom" (part. Ana Nóbrega)Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 7:34
7. "Purifica"  Luiz Arcanjo 5:49
8. "Minhas Fontes Estão em Ti"  Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 6:09
9. "Estações"  Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 6:43
10. "Meu Redentor Vive"  Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 6:24
11. "Levanta e Anda"  Deco Rodrigues e Luiz Arcanjo 7:03
12. "Ministração"  Luiz Arcanjo 8:14
Duração total:
78:35

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Banda
Músicos convidados
Equipe técnica

Referências