Hamid Karzai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hamid Karzai
Hamid Karzai em 2014.
12Presidente do Afeganistão
Período 7 de dezembro de 2004
a 29 de setembro de 2014
Antecessor(a) Burhanuddin Rabbani
Sucessor(a) Ashraf Ghani
Vida
Nascimento 24 de dezembro de 1957 (59 anos)
Candaar, Flag of Afghanistan (1931–1973).svg Afeganistão
Dados pessoais
Primeira-dama Zeenat Karzai
Partido Independente
Religião Islão

Hamid Karzai, em persa e pachto حامد کرزي, (Candaar, 24 de dezembro de 1957) é um cientista político afegão, que foi presidente de seu país desde 7 de dezembro de 2004 até setembro de 2014. Foi a figura política dominante no Afeganistão desde a derrubada do Emirado em 2001 até meados da década seguinte.[1] Karzai foi o presidente interino da Administração Transitória do Afeganistão[2] em 9 de outubro de 2004, tendo tomado posse em 7 de dezembro do mesmo ano, e reeleito como presidente nas eleições de 2009[3]. Antes de ser presidente do Afeganistão, trabalhou na empresa petrolífera Unocal, a mesma que está participando da criação do gasoduto que sairá do Mar Cáspio para o Ocidente através do território afegão.

É considerado um líder moderado e ocupado na tarefa de reconstrução do seu país, após o período de guerra por que este passou, durante a ocupação talibã e invasão estadunidense. Teve ajuda internacional e o apoio do ex-rei do país, deposto em 1973, Mohammed Zahir Xá, até a sua morte nos finais de julho de 2007. Ele foi acusado por muitos de a corrupção generalizada e o ressurgimento do (neo-) Taliban e a explosão do comércio de papoula.[4][5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Karzai nasceu em 24 de dezembro de 1957 em Kandahar; oriundo da etnia pastós e filho de Abdul Ahad Karzai, que serviu como Presidente do Parlamento Afegão durante a década de 1960.[6] Seu avô, Khair Mohammad Khan, combateu na Terceira Guerra Anglo-Afegã em 1919 e foi também Vice-presidente do Senado Afegão. A família Karzai foi uma das maiores apoiadoras de Zahir Shah, o último monarca afegão. Seu tio, Habibullah Karzai, ocupou o cargo de Representante Permanente do Afeganistão às Nações Unidas, tendo acompanhado seu monarca durante uma visita de Estado a John F. Kennedy na década de 1960.[7]

Hamid Karzai frequentou a Escola Primária Mahmood Hotaki, em sua cidade natal de Kandahar, e também a Escola Sayed Jamaluddin Afghani, em Cabul. Em 1976, após concluir o ensino médio, viajou para a Índia em intercâmbio, sendo admitido a ingressar na Universidade Himachal Pradesh, onde graduou-se em Relações Internacionais e Ciência Política.[8] Karzai obteve seu mestrado em 1983, apenas alguns anos após a invasão de seu país natal pela União Soviética.[9]

Campanha presidencial de 2004[editar | editar código-fonte]

Quando Karzai candidatou-se em outubro de 2004, venceu em 21 das 34 províncias do país, derrotando outros 22 adversários e tornando-se o primeiro líder afegão eleito por via democrática.

Apesar de sua campanha ter sido reduzida por receio de violência e retaliações, as eleições ocorreram de forma pacífica em todo o território afegão. Após uma investigação das Nações Unidas sobre possíveis irregularidades eleitorais, o Comissão Eleitoral Nacional declarou Karzai o vencedor de fato e futuro Presidente do Afeganistão, com 55.4% dos votos.[10]

Em 7 de dezembro de 2004, Karzai foi empossado Presidente do Afeganistão numa cerimônia reservada em Cabul. Muitos interpretaram a cerimônia como um importante símbolo da "nova era" em que o país ingressaria. Convidados notáveis na posse de Karzai incluíram Zahir Shah, o antigo monarca afegão, três ex-presidentes dos Estados Unidos e o então vice-presidente Dick Cheney.

Referências

  1. «Profile:Hamid Karzai». United States: Public Broadcasting Service (PBS). Dezembro de 2001. Consultado em 3 de outubro de 2010 
  2. «Hamid Karzai». Academy of Achievement. Consultado em 3 de outubro de 2010 
  3. «Karzai declared elected president». BBC News. 2 de novembro de 2009. Consultado em 31 de janeiro de 2010 
  4. http://www.nytimes.com/2008/04/26/world/asia/26afghan.html?_r=0
  5. http://www.nytimes.com/2009/02/08/world/asia/08karzai.html
  6. «Hard man in a hard country». The Guardian. 20 de julho de 2008 
  7. Dyck, Jere Van; Afghanistan., Special To The New York Times (21 de dezembro de 1981). «The Afghan Rulers: Fiercely Traditional Tribes». The New York Times 
  8. «Office of the President» 
  9. «Biography - Office of the President» 
  10. Morgan, Matthew J. (30 de setembro de 2007). «A Democracy Is Born: An Insider's Account of the Battle Against Terrorism in Afghanistan». Greenwood Publishing Group 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.