Hanford Site

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
1960 - Reatores nucleares alinham-se ao longo do rio Columbia.

Hanford Site é uma instalação nuclear desativada localizada às margens do rio Columbia, no estado de Washington, e operado pelo Governo Federal dos Estados Unidos. O sítio fora conhecido por vários nomes, dentre os quais Hanford Works, Hanford Engineer Works, Hanford Nuclear Reservation (HNR) e Hanford Project. Estabelecido em 1943 na cidade de Hanford, como parte do Projeto Manhattan, ele abrigava o Reator B, o primeiro do mundo para a produção de plutônio em larga escala.[1] O plutônio lá produzido fora utilizado na primeira bomba nuclear, testada no sítio Trinity, e na bomba "Fat Man", detonada sobre Nagasaki, Japão.

Durante a Guerra Fria o projeto foi expandido para abrigar nove reatores nucleares e cinco grandes complexos de processamento de plutônio, o qual fora utilizado em cerca de sessenta mil armas do arsenal nuclear norte-americano.[2][3] A tecnologia nuclear desenvolveu-se rapidamente durante esse período e os cientistas de Hanford lograram marcos notáveis nesse segmento. Todavia, muitos dos métodos de segurança e descarte de lixo revelaram-se inadequados. Documentos do Governo confirmaram que as operações de Hanford liberaram quantidades significativas de materiais radioativos no ar e no rio Columbia, ameaçando a saúde dos residentes e o ecossistema.[4]

Os reatores de fins militares foram desativados no final da Guerra Fria, mas seu período de atividade deixou 204.000 m³ de lixo radioativo de alto nível - dois terços do total armazenado no país - [5] que remanesce no sítio.[6] Atualmente, Hanford é o sítio nuclear mais contaminado dos Estados Unidos[7][8] e o foco da maior campanha nacional de limpeza ambiental.[2] Enquanto a maior parte de sua atividade está relacionada ao projeto de limpeza, ele também abriga uma usina nuclear comercial - Columbia Generating Station - e vários centros de pesquisa e desenvolvimento científico tais como o Pacific Northwest National Laboratory e o LIGO Hanford Observatory.

Referências

  1. «B Reactor». Departamento de Energia dos Estados Unidos. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. a b «Hanford Site: Hanford Overview». Departamento de Energia dos Estados Unidos. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. Science Watch: Growing Nuclear Arsenal. The New York Times. 28 de abril de 1987. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. «An Overview of Hanford and Radiation Health Effects». Hanford Health Information Network. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. Harden, Blaine; Dan Morgan (2 de junho de 2007). Debate Intensifies on Nuclear Waste. Washington Post. p. A02. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. «Tank Waste Disposal Project». Washington Department of Ecology. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  7. Dininny, Shannon (3 de abril de 2007). U.S. to Assess the Harm from Hanford. Seattle Post-Intelligencer. The Associated Press. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  8. Schneider, Keith (28 de fevereiro de 1989). Agreement for a Cleanup at Nuclear Site. The New York Times. Consultado em 12 de janeiro de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hanford Site


Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.