Hans Berger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hans Berger
Nascimento 21 de maio de 1873
Neuses
Morte 1º de junho de 1941
Jena
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Jena
Ocupação cientista, neurocientista, psychiatrist, professor catedrático, neurologista
Empregador Universidade de Jena
Causa da morte suicídio por enforcamento

Hans Berger (21 de maio de 1873 - 1 de junho de 1941) foi um psiquiatra e neurologista alemão.

Em 1924, Hans Berger conectou dois elétrodos ao couro cabeludo de um paciente e detectou uma pequena corrente elétrica, por usar um galvanômetro balístico. Durante os anos 1929-1938 ele publicou 14 relatórios acerca dos seus estudos com EEGs, e muito do conhecimento atual sobre este assunto deve-se à sua pesquisa.[1] Surgia assim a eletroencefalografia. Berger analisou os EEGs qualitativamente, mas em 1932 G. Dietsch aplicou a análise de Fourier em sete gravações de EEG e tornou-se o primeiro pesquisador do que mais tarde se chamou QEEG (EEG quantitativo).[1]

Afetado com as consequências da Segunda Guerra Mundial e do Nazismo em seu ambiente pessoal e profissional, Berger cometeu suicídio por enforcamento em 1941.

Referências

  1. a b (em inglês) Kaiser, David A. "Basic Principles of Quantitative EEG." Journal of Adult Development, Vol. 12, Nos. 2/3, August 2005

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.